Estilo
12 Comentários

As gargantilhas, bem justinhas no pescoço, são os colares da vez e elas ressurgem, principalmente, de dois jeitos diferentes. O primeiro vem direto dos anos 90, com gargantilhas pretas de veludo e a tattoo choker. O segundo já é mais arrumadinho, com gargantilhas de metal douradas ou prateadas.

como-usar-gargantilha-001

As gargantilhas apareceram nos trajes noturnos lá do século XIX, voltaram nas décadas de 1960/1970 e 1990, e revivem agora na moda do século XXI. Elas ficaram em evidência em grandes desfiles, como o da Chanel, da Lanvin e da Balmain, e nos looks de algumas celebridades – a Rihanna é a mais fãzoca do acessório.

A escolha por um dos dois tipos – a gargantilha metálica ou a inspirada nos anos 90 – vai de acordo com o seu estilo ou com o momento. As metálicas são modelos que vão muito bem tanto para o trabalho quanto em ocasiões mais formais. Já as inspiradas nos anos 90 são mais indicadas para looks informais, do dia a dia. Elas combinam bem com outros colares, por isso, vale a pena brincar com isso, alternando entre colares mais curtos e mais compridos.

Onde comprar: Há vários modelos diferentes de gargantilhas no Enjoei, e outros lindos em lojas gringas como ASOS e Nasty Gal. Para as habilidosas, vale a pena ver esse vídeo de faça-você-mesmo no Youtube.

1. Gargantilha com short

Continue Lendo >>

Estilo
23 Comentários

Normcore é um termo para um estilo específico: o normal. Quando vocês pensam no estilo do Steve Jobs (R.I.P.), o que vem à cabeça? Blusa de gola rolê preta, calça jeans sem graça e tênis, né? Pois é, ele e seu jeito de vestir se tornaram um dos ícones do normcore. Basicamente, ter um estilo normcore é se vestir sem ligar para a moda ou qualquer tipo de tendência. Mas, como é de praxe na moda, essa ~aversão~ da galera normcore acabou se tornando o hype do momento.

como-usar-estilo-normcore-001

Quem se veste assim preza pelo extremo conforto, ou seja, os saltos altos quase não têm vez. Eles dão lugares a sandálias como birkenstock e slides, além de tênis (esportivos ou não) e botinhas. Os adeptos do normcore odeiam chamar a atenção, por isso, preferem peças com cores sóbrias, como azul-marinho, cinza, preto e branco, e evitam ao máximo as estampas. Quando muito, usam apenas listras e xadrez de cores básicas.

Ser normcore é usar peças oversized, sem logotipos, moletom, vestidos de corte reto, camisetas básicas, sandálias com meias, casacos amarrados na cintura, jeans estilo anos 80, acessórios minimalistas, ignorar maquiagens e não se importar com grife. No final das contas, é apenas ser você mesmo e usar aquilo que gosta. Mas, como virou tendência, tem muita gente ~fingindo~ que é normcore de carteirinha, hahaha.

Uma pessoa que é autêntica é a editora da Vogue Paris, a Emmanuelle Alt. Ela é sempre sóbria e usa roupas simples, mas que funcionam muito bem no corpo dela. É um bom ícone de estilo para quem quer se inspirar – principalmente para o dia a dia no trabalho. Outras duas super adeptas são a Lucy e a Trini no Lookbook. Ah! Para saber se você é adepta do normcore, o Buzzfeed fez até um teste! :D

1. Estilo normcore com short/bermuda

Continue Lendo >>

Estilo
18 Comentários

Em várias  coleções resort para 2015, ela estava lá. A saia trompete, que apareceu nos desfiles de Mary Katrantzou, Roberto Cavalli, Prabal Gurung e Issa, por exemplo, é justinha em cima e babados na barra.

como-usar-saia-trompete-001

Junto com o kimono e a Birkenstock, a saia trompete é outra tendência de verão que já está super incorporada no mercado brasileiro. É possível encontrar modelos diversos, com diferentes comprimentos, tecidos, estampas e cores. E por mais que não pareça, a saia não é tão difícil de se usar assim. Ela vai tanto para uma balada à noite quanto para um dia de trabalho – o que vai fazer a diferença é a escolha do que vai acompanhá-la no look.

Nos calçados, você pode investir em altos ou baixos, sapatilhas ou sandálias de salto, que a composição vai dar certo. Dependendo da saia, você pode usá-la até com um coturno (como no look abaixo da Felicia) ou outros sapatos mais pesados. Eles contrapõem a feminilidade e a delicadeza da peça.

Onde comprar: A peça, por estar bastante em alta, não é tão difícil de achar. Existem modelos disponíveis nas lojas Renner, C&A, Marisa, Riachuelo e Zara. Mas, se você prefere comprar online, tem também na Dafiti, OQVestir e Farfetch.

1. Saia trompete com camiseta

Continue Lendo >>

Estilo
16 Comentários

Mule é uma palavra francesa para mula (é, pois é) e para os sapatos que não possuem a parte de trás, deixando o calcanhar de fora. Existem vários modelos diferentes, com ou sem salto e com a frente fechada ou aberta. A história do calçado vem lá do século 16 e era usado tanto por mulheres quanto por homens. O estilista Roger Viviver foi um dos responsáveis por transformá-lo em um sapato do dia a dia e uma das grandes responsáveis pela sua popularização foi a linda Marilyn Monroe.

como-usar-mules-001

As mules remetem muito a sapato de mãe, hahah. Lembro que a minha mãe usava bastante quando eu era criança lá no início da década de 1990. Ao longo dos anos, elas acabaram sumindo das lojas e dos armários – até que chegou a década de 2010 e reviveu o sapato. As mules apareceram nos desfiles de vários estilistas, como Louis Vuitton, Stella McCartney, Miu Miu, Chloé, Céline, Fendi, Jason Wu e Kenzo.

Para usar as mules, prefira comprimentos que deixem o calçado bem à vista. Ou seja, vale a pena apostar em shorts curtos, saias midi e calças cropped, por exemplo. Antes, elas eram vetadas em ocasiões mais formais, mas agora, com tanto modelo incrível e elegante, elas não têm mais limitações. O sapato é bem controverso, assim como a Birkenstock. O que você acha das mules?

Onde comprar: Arezzo, Schutz, FarfetchDafiti.

1. Mules com saia

Continue Lendo >>

Página 9 de 666789101112