« Plants vs. Zombies
Estilo Mary-Kate Olsen »

A verdade e a origem dos contos de fadas

284 comentários

Por Lia
12/Jul/2009 11:21
Lia

Um postzãoooooo, só pra quem tiver interesse pelo tema. Quem não tiver, volta no próximo!

Eu fiz o post Fallen Princesses super sem pretensões  nem tinha gostado das fotos. Mas fiquei surpresa com um monte comentários que ele deu, pq achei que ninguém ia ligar muito também. Um dos assuntos nos quais os comentários cairam foram os dos contos de fadas originais, que são diferentes dos contos que a gente conhece por conta de livros e desenhos.

Fiquei super intrigada com o tema e fui pesquisar, li alguns contos originais e comprei até livro de psicanálise que explica que por mais que esses contos originais sejam cruéis e falsos, eles contribuem para fantasia, escape, recuperação e consolo da criança.

O lance nos contos de fada, é que nunca se sabe quem inventou e de onde eles vêm. Os contos foram sendo contados e repassados por gerações através dos anos até o dia em que escritores (geralmente europeus) como os Irmãos Grimm ou Charles Perrault transcrevem o conto para um livro.

Por terem sido repassados oralmente por tanto tempo, é natural que existam diversas versões e detalhes para um mesmo conto. Algumas mudanças acontecem até mesmo por motivos de tradução, como o fato de que a Cinderela da versão Perrault veste sapatinhos de cristal pq ele traduziu errôneamente a palavra vair (pele) como verre (vidro, cristal). Ou seja, o maior símbolo de Cinderela que conhecemos não condiz com o conto original, onde ela usava um tamanco de peles.

Quando a Disney decide transformar um conto de fadas em um desenho, faz-se uma escolha entre as versões e as vezes uma forçadinha na barra pra um final feliz (como em A Pequena Sereia) – pela 10ª vez, Disney não transforma e corrompe o conto loucamente!!! Ela apenas escolhe a versão que mais condiz com os valores Disney e adapta o que for necessário.

O que importa é que mesmo que sejam diferentes, tanto os contos originais que hoje em dia nós não ousaríamos contar para crianças, quanto os filmes mágicos da Disney, conseguem passar uma mensagem que contribui para o crescimento da criança, ajudando os pequenos a aprender a lidar com seus dilemas interiores.

Separei algumas histórias originais que acho mais curiosas: A Bela Adormecida (que é estuprada), Branca de Neve (com príncipe necrófilo), Cinderela (com auto-mutilação), A Pequena Sereia (com morte da mocinha no final), A Bela e a Fera (Bela com vários irmãos), Chapéuzinho Vermelho (planejando matar o lobo), Os Três Porquinhos (e a sopa de lobo), Cachinhos Dourados (a raposa e a velha) e Rumpelstiltskin (se partindo de raiva).

A Bela Adormecida

O conto original de A Bela Adormecida (Belle au bois Dormant) foi escrito pelo francês Charles Perrault em 1697 e depois ganhou uma versão dos alemães Irmãos Grimm (com o nome Little Brier-Rose). Mas antes disso, em 1634, o italiano Giambattista Basile havia publicado um conto muito semelhante chamado Sol, Lua e Tália (Sun, Moon, and Talia) que foi a inspiração de Perrault e do conto que conhecemos.

contosdefada-belaadormecida

Uma farpa de linho entra sob a unha da princesa Tália e ela imediatamente cai morta. O rei coloca sua filha em uma cadeira de veludo do palácio, tranca e parte para sempre, pra apagar a lembrança de sua dor.
Algum tempo depois, outro rei estava por ali caçando e encontra Tália. Ele apaixona-se por sua beleza mas como não consegue acordá-la, a estupra e vai embora. Nove meses depois Tália dá a luz a gêmeos, Sol e Lua, mas continua adormecida. Um dia um dos bebês não encontra seu seio para mamar e coloca a boca no dedo da mãe e suga. Suga com tanta força, que extrai a farpa e faz despertar.
Um dia o rei lembra de “sua aventura” com Tália e resolve ir visitá-la. A esposa do rei descobre o caso e manda cozinhar as duas crianças e serví-las para o rei. Mas o cozinheiro prepara cabritos no lugar. Depois a rainha manda buscar Tália para lançá-la ao fogo, mas o rei chega e lança a própria esposa no lugar de Tália. Ele casa-se com Tália e vive com ela e seus filhos.

No conto original ela chamava Tália, na versão de Perrault o nome da princesa era omitido e em 1888, quando Tchaikovsky compôs o balé de A Bela Adormecida, ele nomeou a princesa como Aurora, inspirado pelo nome de sua mãe.

O filme da Disney foi lançado em 1959 e é baseado na versão de Perrault. A maior parte da trilha sonora do filme são adaptações das canções do balé de Tchaikovsky.

Branca de Neve e os Sete Anões

O conto da Branca de Neve ficou popular através da versão dos Irmãos Grimm (com o nome Little Snow-White), que haviam ouvido a história de duas irmãs chamadas Jeannette e Amalie Hassenpflug.

contosdefada-brancadeneve

Branca de Neve tinha 7 anos quando provocou a ira da rainha-madrasta por causa de sua beleza. Então a rainha convoca um caçador e pede que leve Branca de Neve para a floresta e a mate, trazendo seus pulmões e seu fígado para provar a morte. O caçador tem pena de Branca de Neve e a deixa fugir, levando pra rainha os órgãos de um javali. Então a rainha come os órgãos.
Enquanto isso, Branca de Neve acha a casa dos anões e em troca de lavar, passar, costurar, limpar e arrumar a casa, eles a deixam ficar.
Ao descobrir que Branca de Neve ainda está viva, a rainha vai até a casa dos anões 3 vezes. Primeiro, ela leva um corpete de seda, e tenta matar a garota apertando o corpete bem forte. Não funciona, então ela volta com um pente envenado e tenta a matar penteando seus cabelos. Na terceira vez ela vai com a maçã envenenada.
Dessa vez os sete anões chegaram tarde demais e nada fez a Branca de Neve acordar. Como sua aparência ainda era boa e ela tinha bochechas coradas, eles não tiveram coragem de a enterrar e fizeram uma cripta de vidro para ela.
Um dia um príncipe viu a cripta com a princesa e quis comprá-la dos anões. Os anões se recusaram a vendê-la, mas acabaram dando para o príncipe com pena, pois ele pediu muito. O príncipe tinha empregados para carregarem a cripta, mas um deles tropeçou e caiu, derrubando o caixão de vidro.  Com a queda, Branca de Neve cospiu o pedaço de maçã envenenada e voltou à vida.
O príncipe e Branca de Neve planejam então uma festa de casamento e convidam a madrasta má (que não sabe que Branca é a noiva). Ela se arruma e quando se olha no espelho e pergunta, descobre que Branca está viva. Ela decide ir ao casamento mesmo assim e fica apavorada quando vê que a noiva realmente é Branca de Neve.
Então, colocam um par de sapatos de ferro na brasa. Tiram da brasa e vestem na madrasta, a fazendo dançar até cair morta.

Cinderela

Cinderela é um conto bastante antigo, com versão grega antes de Cristo e registros na China nos anos 800. Acredita-se que é a história com mais versões, centenas! Em muitas delas, Cinderela foge de seu pai, que quer casar-se com a própria filha pois esta lhe lembra sua falecida esposa.

Assim como A Bela Adormecida, as duas versões mais conhecidas da história foram de Charles Perrault e dos Irmãos Grimm. A versão que conhecemos e que a Disney usou tem mais a ver com a de Perrault , que possui uma fada madrinha que transforma uma abóbora em carruagem. Abaixo a versão dos irmãos Grimm.

contosdefada-cinderela

Pai, mãe e filha eram uma família feliz até que a mãe ficou muito doente. Ela chamou a filha e disse-lhe para plantar uma árvore em seu túmulo, e sempre que precisasse de algo, fosse lá chacoalhar a árvore. Ela plantou e regou com suas lágrimas.
Algum tempo depois o pai se casou com outra mulher, que já tinha duas filhas más que apelidaram a menina de Cinderela. A madrasta logo botou a menina para trabalhar como empregada.
Um dia, o rei anunciou 3 bailes e Cinderela foi obrigada a ajudar as irmãs a se arrumar para o primeiro baile. Ela não tinha vestido e tinha que separar lentilhas antes que as irmãs voltassem. Depois que elas sairam para o baile, dois pássaros bateram na janela e se ofereceram pra ajudar Cinderela com as lentilhas.
No dia seguinte as irmãs contaram do baile para Cinderela (que tinha visto tudo da janela). E na mesma noite, teve outro baile. Dessa vez Cinderela não pôde ir pq teve que separar sementes. Os pássaros novamente a ajudaram.
Quando eles acabaram, os pássaros disseram pra ela ir ao túmulo da mãe, ela sacudiu a árvore e ganhou um esplêndido vestido prata com acessórios. Mas ela tinha que voltar antes da meia-noite. Ela voltou pra casa e encontrou uma carruagem com serventes e cavalos para levá-la ao baile.
Assim que dançou com ela o príncipe percebeu que ela seria sua esposa. Antes da meia-noite ela voltou para casa.
No dia seguinte as irmãs más contaram sobre a misteriosa princesa que dançou com o príncipe. E na mesma noite haveria o 3º baile. Cinderela teve que ficar separando ervilhas e novamente os pássaros a ajudaram e ela chacoalhou a árvore de sua mãe.
Dessa vez, Cinderela ganhou um vestido dourado com pedras preciosas e sapatilhas feitas de ouro. O príncipe já a esperava na escadaria e dessa vez fez muitas perguntas à seu respeito.
Cinderela quase perdeu o horário e teve que sair correndo, perdeu um dos sapatinhos e ainda perdeu a carona, ficando no meio da rua com suas roupas velhas.
O príncipe não a viu, mas encontrou seu sapatinho de ouro e proclamou que se casaria com a pessoa cujo pé coubesse nele.
Chegou a vez das irmãs experimentarem. A madrasta as chamou e disse que se o sapatinho não coubesse, elas deveriam usar uma faca e cortar um pedaço de seus pés. A irmã mais velha experimentou e não serviu, então cortou seu calcanhar e o sapatinho serviu. O príncipe já estava levando ela para o castelo quando os pássaros amigos de Cinderela cantaram dizendo que tinha sangue no sapato. O príncipe viu e levou a impostora para casa.
Então a segunda irmã experimentou os sapatos e precisou cortar os dedinhos para servir. Novamente o príncipe estava levando ela pro castelo e os pássaros deduraram o sangue.
O príncipe voltou para a casa e perguntou se havia outra garota. A madrasta não queria, mas ele a fez chamar Cinderela. O sapatinho serviu e ele reconheceu sua noiva. Eles vão se casar e quando as irmãs vão para assistir, os pássaros bicam seus olhos e elas ficam cegas.

A Pequena Sereia

O conto é de 1837 e autoria de Hans Christian Andersen. A Disney usou essa versão mas trocou o final trágico por outro feliz…
Esse era o único conto que eu já conhecia pq tinha visto na TV Cultura, no programa O Teatro Dos Contos De Fadas. eaheuiaheah

contosdefada-apequenasereia

A pequena sereia possuia 5 lindas irmãs mais velhas, filhas do Rei do Mares. Quem cuidava das 6 meninas era a avó. E quando elas completavam 15 anos ganhavam a permissão de ir à superfície.
Na sua ida à superfície, a pequena sereia se apaixona por um príncipe de um navio (e o salva qdo o navio afunda). Ela vai atrás da bruxa do mar para ganhar pernas, mas sob algumas condições: ela perderá a voz, a cada passo sentirá dor como se pisasse em facas e por fim, se o príncipe não se casar com ela, ela estará condenada a virar espuma do mar.
Depois da transformação ela se aproxima do príncipe e ele passa a amar, mas como se ama uma criança e não uma esposa.
Algum tempo depois, um casamento é arranjado entre o príncipe e uma princesa de um reino próximo. Ele confunde a princesa com sua salvadora e fica noivo dela.
No dia antes do casamento, as irmãs da sereia aparecem. Elas deram seus cabelos para a bruxa em troca de uma faca, que se cravada no coração do príncipe, dará a chance de a pequena sereia continuar viva e voltar a ser sereia como antes. Mas a pequena sereia não tem coragem de realizar tal ato e acaba virando espuma do mar.

A Bela e A Fera

A história de Andrew Lang de 1889 se difere bem pouco da história que nós conhecemos. Nela, não há objetos mágicos nem inimigo da Fera. Em uma outra versão, a Fera é descrita como alguém que se parece com uma cobra.

contosdefada-abelaeafera

Nessa história o mercador tem outras duas filhas interesseiras e três filhos além de Bela. Qdo o mercador viaja, elas pedem coisas caras e Bela pede apenas uma rosa vermelha. No meio da jornada o mercador encontra um castelo, lá dentro ele tem tudo que precisa, como comida e lareira pra se aquecer. Mas quando vai embora, rouba uma rosa para sua filha. Então a Fera aparece e fica furiosa e diz que só o perdoa se ele lhe trouxer uma de suas filhas.
O mercador volta para casa e Bela é a filha que se oferece para ficar com Fera. Chega no castelo pensando que vai ser devorada mas ele a trata como uma princesa. Além disso, Fera deixa o mercador encher dois baús com riquezas e levar para sua casa.
Toda noite a Fera pede Bela em casamento e ela recusa. Um dia Bela pede para ir visitar seu pai, pois está preocupada e com saudade. A Fera deixa, mas a Bela deve voltar em dois meses, do contrário a Fera morrerá.
Um dia Bela sonha com a Fera morrendo e se assusta e resolve voltar na mesma hora. Quando chega no castelo a Fera está realmente morrendo e Bela percebe o quanto o ama e diz. Então ele acorda e a pede novamente em casamento. Qdo ela aceita, ele se transforma em um lindo príncipe.

Chapeuzinho Vermelho

Na versão de 1889 de Charles Perrault, o conto termina com o lobo comendo Chapeuzinho. Não há caçador pra ajudar.

Já na versão de 1884, dos Irmãos Grimm, o caçador vai à casa da vovó, vê o lobo dormindo e então usa uma tesoura para abrir a barriga dele e tirar as duas de dentro. Antes que o lobo acorde, a Chapeuzinho enche sua barriga com pedras pesadas. Assim que ele acorda, tenta correr e não consegue por causa do peso, então, cai morto.

contosdefada-chapeuzinhovermelho

Os Três Porquinhos

Na versão de 1890, de Joseph Jacobs, os dois primeiros porquinhos são comidos pelo Lobo Mau. Quando o lobo invade a 3ª casa pela chaminé, ele cai num caldeirão de água fervente e morre. O 3º porquinho aproveita e faz um ensopado, e come o lobo.

contosdefada-ostresporquinhos

Cachinhos Dourados

Uma das versões conta sobre a invasão de uma raposa e não de uma menininha de cachos dourados. Quando o ursão encontra a raposa na cama do ursinho, a joga pra fora da casa com tanta força, que ela quebra todos os ossos.

Em outra versão igual a que nós conhecemos, em vez da menina, é uma velhinha maltrapilha que invade a casa.

A história é cheia de números 3, e há ainda uma versão onde a invasora sofre 3 punições: fogo, água e depois é atirada de uma torre.

contosdefada-cachinhosdourados

Rumpelstiltskin

A história que nós conhecemos é a mesma dos Irmãos Grimm de 1889 , exceto pelo final. Quando a rainha adivinha o nome de Rumpelstiltskin, ele fica tão nervoso que aterra seu pé direito na terra até a cintura, pega seu pé esquerdo com as mãos e se rasga pela metade.

contosdefada-rumpelstiltskin

null Fontes: Surlalune Fairy Tales + Grimm Brothers’ Home Page + Charles Perrault’s Mother Goose Tales + Listverse + Superinteressante + A Psicanalise Dos Contos de Fadas + Nerds Somos Nozes + Lendo.org

Posts relacionados:

Comentários

A verdade e a origem dos contos de fadas

  1. Rafaella de Oliveira
    12 Jul 2009 23:28

    Ai gente, tô em choque O.O

    Responder este comentário
  2. Marcella G.
    12 Jul 2009 23:31

    a minha preferida de todas é a Pequena Sereia, inclusive tenho um livro de histórias do Andersen que tem ilustrações maravilhosas, inclusive essa do post. Era louca pelo desenho da disney quando era pequena mas quando li a versão verdadeira gostei mais ainda… e chorava toda vez que assistia no “Contos de Fadas” da Cultura

    Responder este comentário
  3. 12 Jul 2009 23:31

    Nossa,como são terriveis essas histórias.
    Eu não teria coragem de contar pra minha filha,hehehe.

    Responder este comentário
  4. 12 Jul 2009 23:34

    Esse da Cinderela eu sabia! Esses contos são bem nojentos! Menos o da Bela. Minha história favorita!
    Beijos

    Responder este comentário
  5. Giovanna Borges
    12 Jul 2009 23:34

    morri aqui D:
    sério, medão q

    Responder este comentário
  6. 12 Jul 2009 23:36

    quanta coisa assustadora O.O
    medo!

    Responder este comentário
  7. Siiih*
    12 Jul 2009 23:36

    Fato o.O! muito medo…! Os desenhos tbm são que são!

    minha preferida ainda achei a mais parecida… :D A Bela e a Fera!

    Responder este comentário
  8. 12 Jul 2009 23:37

    Rumpelstiltskin acho que nunca tinha ouvido falar.
    sem cultura total HHEUIHAEUIH. tava tendo uma exposição sobre contos de fadas no CCBB daqui de sp .. mas ja acabou =/

    Responder este comentário
  9. 12 Jul 2009 23:38

    adorei o post, muito interessante saber essas versões das historias que cresecemos vendo e ouvindo né, prefiro elas assim um pouco mais macabras. rs

    Responder este comentário
  10. Anne
    12 Jul 2009 23:40

    Eu já tinha ouvido bem superficialmente sobre isso e adorei que tenha pesquisado e postado suas descobertas! Muito interessante!

    Responder este comentário
  11. 12 Jul 2009 23:40

    A Pequena Sereia sempre foi minha história favorita, e acho que no original é a mais triste! Fiquei deprimida quando li, de verdade, quase chorei! Os outros não me chocam tanto, a não ser pelo estupro da Bela Adormecida, credo!

    Bjos

    Responder este comentário
  12. 12 Jul 2009 23:41
  13. Bruna Carmona
    12 Jul 2009 23:41

    As ‘verdadeiras’ historias, são meias ‘tragicas demais’, talvez assustariam as pobres criancinhas, ou seja, de vez imaginar, nao iam conseguir dormir a noite :/

    Beiiijos Lia

    Responder este comentário
    • Agathe
      27 Jan 2012 15:56

      Bruna Carmona em 12 de July de 2009 às 23:41 disse:

      As ‘verdadeiras’ historias, são meias ‘tragicas demais’, talvez assustariam as pobres criancinhas, ou seja, de vez imaginar, nao iam conseguir dormir a noite :/

      Beiiijos Lia

      Não é verdade, Bruna. Eu tenho um livro com essas versões que eu leio desde criança, e nunca tive pesadelos nem nada.

  14. Mariah Campos
    12 Jul 2009 23:42
  15. Shinobu Tarmann
    12 Jul 2009 23:43

    Senti falta da história da Alice…

    Responder este comentário
  16. Carolina
    12 Jul 2009 23:45

    Noossa eu me assustei O.o, mais Lia, não tem da Alice(no país das maravilhas) é um conto de fadas que me deixa fascinada desde pequena :D <3, deve ser pq temos o mesmo espirito aventureiro e curioso, será q ela é sagitariana tbm ? OHUEOHUEOHUE

    Responder este comentário
  17. 12 Jul 2009 23:46

    putz, minha mãe tem esse livro! eu já dei uma folheada, é bem bom! Não conhecia todas as versões diferentes, e não lembro da história de cachinhos dourados! :( Mas assistia o “Contos de Fada” na tv cultura e tinha uns episódios excelentes! :B Assustadores pra mim, que era pequena, mas excelentes! hehe Tiveram até alguns episódios dirigidos por grandes nomes do cinema hoje. Se não me engano, o Scorcese ou o Spielberg chegou a dirigir alguns episódios (eu vi isso na faculdade, lembro do capítulo, mas esqueci o nome do diretor! rs).

    Li tudinho e achei bem interessante, principalmente a da Cinderela, que também não tem nada a ver com o filme “Para sempre cinderela”! rs Será que “João e o Pé de Feijão” e “João e Maria” também são bem diferentes no original? você chegou a ver algo a respeito enquanto pesquisava??

    Responder este comentário
  18. Rafaela kienen
    12 Jul 2009 23:46

    Post muito bem feito lia! eu faço magistério e no curso eu aprendi um pouco disso que você falou ai em cima oq eu acho interessante é que antigamente essas historias tinham esses fins tragicos por motivos tbm q eram passar liçoes mas como as crianças eram vistas como adultos em miniatura o carater ludico era deixado de lado.

    Responder este comentário
  19. Marina Camilo
    12 Jul 2009 23:48

    me deu medo, eu imaginava que todas as histórias eram que nem a disney fez os desenhos ( menos a cinderela , eu já sabia dessa história. rs;)
    bjs lia! (ps. adoro seu blog, leio seeeeeeeeeeempre, mas nunca comento por causa do meu pc lerdo, e as vezes, por preguiça msm! haha)

    Responder este comentário
  20. maria laura
    12 Jul 2009 23:48

    uau!eu li todas,estou em choque,sei lá,fiquei com medinho

    Responder este comentário
  21. 12 Jul 2009 23:49

    Muito legal, Lia! Já andei procurando as versões originais dos contos de fadas esses dias, sem sucesso. Achei o post ótimo, o único que já conhecia era da Pequena Sereia. MEDO da versão original da Bela Adormecida!
    Beijos!

    Responder este comentário
  22. 12 Jul 2009 23:50

    Fiquei chocada com algumas histórinhas , nunca tinha pensado em ver a história original de cada uma :o
    gostei muito do post ;)
    e amo teu site *-*

    Responder este comentário
  23. Amanda Dias Rossi
    12 Jul 2009 23:51

    super legal esse post, adorei :D
    Só sabia da história da Pequena Sereia, o resto… fiquei chocada haha

    Responder este comentário
  24. 12 Jul 2009 23:53

    fê loverox em 12 de July de 2009 às 23:46 disse:

    putz, minha mãe tem esse livro! eu já dei uma folheada, é bem bom! Não conhecia todas as versões diferentes, e não lembro da história de cachinhos dourados! :( Mas assistia o “Contos de Fada” na tv cultura e tinha uns episódios excelentes! :B Assustadores pra mim, que era pequena, mas excelentes! hehe Tiveram até alguns episódios dirigidos por grandes nomes do cinema hoje. Se não me engano, o Scorcese ou o Spielberg chegou a dirigir alguns episódios (eu vi isso na faculdade, lembro do capítulo, mas esqueci o nome do diretor! rs).

    Li tudinho e achei bem interessante, principalmente a da Cinderela, que também não tem nada a ver com o filme “Para sempre cinderela”! rs Será que “João e o Pé de Feijão” e “João e Maria” também são bem diferentes no original? você chegou a ver algo a respeito enquanto pesquisava??

    Li sim!
    João e Maria é bem parecido, mas tem um outro conflito de q depois q eles matam a bruxa, eles tem que voltar pra casa por caminhos diferentes. Eu não postei pq os contos similares sao MUITO variados, mas tem uma historia de que eles vão para a casa de um casal de demônios que quer botar eles numa guilhotina. Eles fingem que não sabem como e pedem pra demonia mostrar, daí cortam a cabeça dela e fogem.. ehhe

    Já o Pé de Feijão eu não falei nada pq acho a história chata pra dedéu e tudo que eu li era muito focado nos significados, complexo de édipo, simbolos falicos e cia! haeuhaeae

    Responder este comentário
    • 03 Jun 2011 13:15

      concordo com você lili (lia)

    • fernanda
      29 Jan 2013 23:30

      Lia em 12 de July de 2009 às 23:53 disse:

      fê loverox em 12 de July de 2009 às 23:46 disse:

      putz, minha mãe tem esse livro! eu já dei uma folheada, é bem bom! Não conhecia todas as versões diferentes, e não lembro da história de cachinhos dourados! :( Mas assistia o “Contos de Fada” na tv cultura e tinha uns episódios excelentes! :B Assustadores pra mim, que era pequena, mas excelentes! hehe Tiveram até alguns episódios dirigidos por grandes nomes do cinema hoje. Se não me engano, o Scorcese ou o Spielberg chegou a dirigir alguns episódios (eu vi isso na faculdade, lembro do capítulo, mas esqueci o nome do diretor! rs).

      Li tudinho e achei bem interessante, principalmente a da Cinderela, que também não tem nada a ver com o filme “Para sempre cinderela”! rs Será que “João e o Pé de Feijão” e “João e Maria” também são bem diferentes no original? você chegou a ver algo a respeito enquanto pesquisava??

      Li sim!
      João e Maria é bem parecido, mas tem um outro conflito de q depois q eles matam a bruxa, eles tem que voltar pra casa por caminhos diferentes. Eu não postei pq os contos similares sao MUITO variados, mas tem uma historia de que eles vão para a casa de um casal de demônios que quer botar eles numa guilhotina. Eles fingem que não sabem como e pedem pra demonia mostrar, daí cortam a cabeça dela e fogem.. ehhe

      Já o Pé de Feijão eu não falei nada pq acho a história chata pra dedéu e tudo que eu li era muito focado nos significados, complexo de édipo, simbolos falicos e cia! haeuhaeae

      ei lia, tem outra versao do joao e maria em que os pais os abandonam na floresta para não terem que dividir a comida ,que era pouca, com eles, esperam que os lobos comam as crianças na floresta!

      Lia em 12 de July de 2009 às 23:53 disse:

      fê loverox em 12 de July de 2009 às 23:46 disse:

      putz, minha mãe tem esse livro! eu já dei uma folheada, é bem bom! Não conhecia todas as versões diferentes, e não lembro da história de cachinhos dourados! :( Mas assistia o “Contos de Fada” na tv cultura e tinha uns episódios excelentes! :B Assustadores pra mim, que era pequena, mas excelentes! hehe Tiveram até alguns episódios dirigidos por grandes nomes do cinema hoje. Se não me engano, o Scorcese ou o Spielberg chegou a dirigir alguns episódios (eu vi isso na faculdade, lembro do capítulo, mas esqueci o nome do diretor! rs).

      Li tudinho e achei bem interessante, principalmente a da Cinderela, que também não tem nada a ver com o filme “Para sempre cinderela”! rs Será que “João e o Pé de Feijão” e “João e Maria” também são bem diferentes no original? você chegou a ver algo a respeito enquanto pesquisava??

      Li sim!
      João e Maria é bem parecido, mas tem um outro conflito de q depois q eles matam a bruxa, eles tem que voltar pra casa por caminhos diferentes. Eu não postei pq os contos similares sao MUITO variados, mas tem uma historia de que eles vão para a casa de um casal de demônios que quer botar eles numa guilhotina. Eles fingem que não sabem como e pedem pra demonia mostrar, daí cortam a cabeça dela e fogem.. ehhe

      Já o Pé de Feijão eu não falei nada pq acho a história chata pra dedéu e tudo que eu li era muito focado nos significados, complexo de édipo, simbolos falicos e cia! haeuhaeae

  25. 12 Jul 2009 23:55

    Vy em 12 de July de 2009 às 23:40 disse:

    A Pequena Sereia sempre foi minha história favorita, e acho que no original é a mais triste! Fiquei deprimida quando li, de verdade, quase chorei! Os outros não me chocam tanto, a não ser pelo estupro da Bela Adormecida, credo!

    Bjos

    eu fiquei muito mal qdo assisti esse da tv cultura q eu falei HAHAH
    acho q foi uma das primeiras vezes na minha vida q eu chorei comovida ahhaha

    Responder este comentário
  26. Mari
    12 Jul 2009 23:56

    Me contaram essas de forma diferentes.

    A da Chapeuzinho é um conto medieval. Que ensina que a criança não pode ficar andando nas florestas ao redor dos feudos. Pois uma menina fez isso e o senhor mau a estuprou.

    A da Cindera, eu ouvi, falando q era uma serva que enganou o seu senhor fingindo-se de nobre e casou com o filho desse senhor. Qnd descobriram ela foi obrigada a trabalhar e prestar favores sexuais sempre que o cara que ela tinha se casado quisesse.

    Eu faço faculdade de história, tô lendo o livro que um professor meu me indicou, dizendo q nesse livro meio q mostrava esses contos.

    Se realmente eu achar nesse livro, eu falo pra vc!

    ótimo post, adorei.

    Responder este comentário
  27. Caroli
    13 Jul 2009 00:00

    Liaaaa, eu sempre tive curiosidade de saber as histórias originais, mas acabava esquecendo de pesquisar… Adoreei *u*
    A única q já tinha ouvido era a de Chapeuzinho vermelho, a q abre a barriga do Lobo, e eu ouvi qdo era criança X.x
    Mto boa a pesquisa =D

    Responder este comentário
  28. Monique
    13 Jul 2009 00:06

    Ai gente, tô em choque O.O 2 SAASUSAHASUSA bizarro! O conto da Bela Adormecida é muito estranho Oo

    Responder este comentário
  29. Anna Carolina
    13 Jul 2009 00:10

    eu prefiro mentir para as crianças. hahah

    Responder este comentário
  30. 13 Jul 2009 00:14

    Já conhecia algumas histórias nas versões originais – inclusive vi a da Pequena Sereia na Cultura também xD

    Responder este comentário
  31. 13 Jul 2009 00:15

    Adorei esse post! Lia, você poderia escrever sobre o que aconteceu com O Teatro dos Contos de Fadas que era transmitido na Cultura. Tinha um montão de histórias legais como a das 12 princesas que passavam a noite dançado e da rainha das neves. Eu adorava essas histórias! beijos

    Responder este comentário
  32. 13 Jul 2009 00:16

    Nossa,a da Bela Adormecida é chocante! haha

    beijoooos! *;

    Responder este comentário
  33. Camila
    13 Jul 2009 00:27

    Ele se rasga no meio? EUQAGEYAGYEGAEGUAEGHUAHSIUAGUDGUSGUASGUAGEUGSIAHSUIHGAUEGUSGISAHIAHS

    Quando eu era pequena, minha história preferida era a do Rumpelstiltskin, mas eu não sabia desse final. Ri muito com ele, agora.

    Eu sabia algumas versões das histórias, mas fiquei cho-ca-da com a da Bela Adormecida o_o
    Se bem que eu tinha lido em algum lugar que na história da Chapeuzinho Vermelho o Lobo a estuprava antes do Caçador chegar. x_x

    Amei o postzão, Lia. Super concordo que as versões da Disney são bem mais indicadas para as crianças, mas é super legal saber como as coisas surgiram, né?

    Responder este comentário
  34. Camila
    13 Jul 2009 00:28

    Nossa, não sabia dessas coisas. Quando vi a ‘chamada’ pro poste no twitter corri pra ler, eu adoro conto de fadas! Quanta coisa triste e estranha, já tinha ouvido comentarem sobre os contos ‘reais’ mas nunca me interessei em pesquisar. Foi muito bom o postei, gostei, mas fiquei triste com o conto real da Bela Adormecida, tadinha!

    ;* beijos

    Responder este comentário
  35. 13 Jul 2009 00:29

    Muito legal esse seu post.Já conhecia a maioria das histórias.Uma amiga minha me emprestou um livro muito bom que tem contos de fada de várias partes do mundo e eles comentam as várias versões que existem dos contos e tem várias imagens lindas!
    Mas tenho que dizer uma coisa a chapeuzinho vermelho nunca me enganou!Ainda acho estranho uma senhora de idade,doente morrando sozinha no meio da floresta(para mim ela é uma lobisomem-ideia super bizarra).Mas a minha tia sempre me contou essa versão que eles colocam pedra e tal.
    Continue assim com o seu blog

    Responder este comentário
  36. 13 Jul 2009 00:30

    A minha mãe me contava, essa parte bizarra da história da Cinderela, em que a madrasta manda cortar o calcanhar, os dedos e tal… Na época, eu não achava tãooo absurdo, hoje não tenho coragem, de contar a história dessa maneira pra minha filha!

    Responder este comentário
  37. 13 Jul 2009 00:30

    fê loverox em 12 de July de 2009 às 23:46 disse:

    putz, minha mãe tem esse livro! eu já dei uma folheada, é bem bom! Não conhecia todas as versões diferentes, e não lembro da história de cachinhos dourados! :( Mas assistia o “Contos de Fada” na tv cultura e tinha uns episódios excelentes! :B Assustadores pra mim, que era pequena, mas excelentes! hehe Tiveram até alguns episódios dirigidos por grandes nomes do cinema hoje. Se não me engano, o Scorcese ou o Spielberg chegou a dirigir alguns episódios (eu vi isso na faculdade, lembro do capítulo, mas esqueci o nome do diretor! rs).

    Li tudinho e achei bem interessante, principalmente a da Cinderela, que também não tem nada a ver com o filme “Para sempre cinderela”! rs Será que “João e o Pé de Feijão” e “João e Maria” também são bem diferentes no original? você chegou a ver algo a respeito enquanto pesquisava??

    Sobre o Contos de Fada:
    Teve Mick Jagger como imperador em uma história, Christopher Reeve como príncipe da Bela Adormecida, Liza Minnelli como A Princesa e a Ervilha, Susan Sarandon como a Bela em A Bela e a Fera, Billy Crystal como um dos Três Porquinhos, Matthew Broderick como o principe de Cinderela, Sofia Coppola atuando em A Princesa que não podia rir.

    Direção de Tim Burton em Aladdin, Francis Ford Coppola em Rip Van Winkle.

    Responder este comentário
  38. 13 Jul 2009 00:35

    Lia em 13 de July de 2009 às 0:30 disse:

    fê loverox em 12 de July de 2009 às 23:46 disse:

    putz, minha mãe tem esse livro! eu já dei uma folheada, é bem bom! Não conhecia todas as versões diferentes, e não lembro da história de cachinhos dourados! :( Mas assistia o “Contos de Fada” na tv cultura e tinha uns episódios excelentes! :B Assustadores pra mim, que era pequena, mas excelentes! hehe Tiveram até alguns episódios dirigidos por grandes nomes do cinema hoje. Se não me engano, o Scorcese ou o Spielberg chegou a dirigir alguns episódios (eu vi isso na faculdade, lembro do capítulo, mas esqueci o nome do diretor! rs).

    Li tudinho e achei bem interessante, principalmente a da Cinderela, que também não tem nada a ver com o filme “Para sempre cinderela”! rs Será que “João e o Pé de Feijão” e “João e Maria” também são bem diferentes no original? você chegou a ver algo a respeito enquanto pesquisava??

    Sobre o Contos de Fada:
    Teve Mick Jagger como imperador em uma história, Christopher Reeve como príncipe da Bela Adormecida, Liza Minnelli como A Princesa e a Ervilha, Susan Sarandon como a Bela em A Bela e a Fera, Billy Crystal como um dos Três Porquinhos, Matthew Broderick como o principe de Cinderela, Sofia Coppola atuando em A Princesa que não podia rir.

    Direção de Tim Burton em Aladdin, Francis Ford Coppola em Rip Van Winkle.

    HA! Confundi Scorcese com Coppola! Eu vi Rip Van Winkle ;)

    Responder este comentário
  39. Rachel Martins
    13 Jul 2009 00:35

    Nossa, fikei de cara com as histórias verdadeiras…
    A única que já conhecia era da Pequena Sereia… Ganhei esse livro quando tinha uns seis anos e minha mãe me deu, achando q estava me dando a histórinha toda linda da Disney, só q qnd fui ler fikei com o maior medo!! Nem consegui terminar de ler…
    Fui ler o livro todo só com uns 9 anos!!
    Foi bem traumático!!! rsrsrs…

    Bjossss

    Responder este comentário
  40. 13 Jul 2009 00:35

    Quando vi o “anúncio do post” no Twitter, achei que só conhecia a da Bela Adormecida, mas me enganei… Ela era só a que eu conhecia melhor…
    Essa da Branca de Neve, tirando o final trágico da rainha, é bem famosa… E minha irmã que “é a Ariel” (hehehe) já tinha me contado a da Pequena Sereia, a Bela e a Fera conhecia exatamente assim, e essas historinhas não-de-princesa eu sabia todas.
    É um choque enorme quando a gente descobre essas coisas, ainda mais quem foi “criado” com a Disney, quase dá pra perder a magia…
    O Corcunda de Notre Dame também tem duas outras versões… Acho que a “original” é a que ele foge com a Esmeralda, não sei, mas pode ser também igual ao filme “O Corcunda”, em que ele é surdo e no final morre no lugar dela… Esse filme é exelente, bem forte, mas exelente, recomendo!!

    Responder este comentário
  41. 13 Jul 2009 00:36

    Lia…estou passada com as historias…eh tudo muito macabro, mas achei interessantissimo(vou imprimir e guardar pra mostrar pra todo mundo)
    Post fantastico…acho que vc deveria levar pra Capricho como pauta(pq eh mto interessante msm)
    beijosss linda

    Responder este comentário
  42. 13 Jul 2009 00:36

    ADORO contos de fadas e já conhecia todas essas versões x]
    Já até tinha postada sobre a Cinderela (com uma boa dose de ironia) no meu blog, e pretendo postar sobre os outros contos quando a preguiça deixar xD

    Responder este comentário
  43. 13 Jul 2009 00:37
  44. ANAYR
    13 Jul 2009 00:37

    Caramba da até medo!!
    mas acho bem mais interesante os contos originais!

    Responder este comentário
  45. 13 Jul 2009 00:40

    choquei com a da pequena sereia D: não sabia disso, adorei a da bela *ama finais felizes*

    Responder este comentário
  46. Yasmim
    13 Jul 2009 00:40

    Nossa! Eu sabia que as versões originais eram mais macabras, mas não sabia que eram tanto assim! O_O
    A única que eu sei era a da Pequena Sereia, porque eu tinha um livrinho em casa que tinha esse final! E era um livrinho desses pra criança mesmo!
    Pô, eu ficava super deprimida quando lia aquilo!!!!!!!! Muito triste, poxa ;_;
    Ainda mais que a Ariel sempre foi uma de minhas princesas favoritas e eu sempre fui fissurada nesse negócio de sereia e tal…
    Apesar de zuper triste, eu acho que eu gostaria de ver um filme com esse final… Se bem que eu nunca vi um live action com sereias que realmente prestasse ¬¬
    susahuasuasuas

    Post muito bom, adorei *—*
    Beeijo

    Responder este comentário
  47. Alice
    13 Jul 2009 00:46

    Eu detestei o trabalho daquela mulher,mas a-d-o-r-e-i conhecer as verdadeiras histórias! Sério,elas sõa muito melhores,muito + interessante e com mais terror!kkk E é impressionante como a Disney distorçe as histórias! Eu sabia da vesão verdadeira da Pequena Sereia e acho a mais legal também! Adori essa da Bela Adormecida Tália,muito mais legal mesmo! E Rumpelstiltskin,comofas,nunca tinha ouvido falar,mais adoreio o négocio de se rasga pela metade!

    Responder este comentário
  48. 13 Jul 2009 00:50

    Sinceramente, eu prefiro as versões macabras! auhsuahshs

    Ótimo post, Lia! muito interessante ^^

    Responder este comentário
  49. 13 Jul 2009 00:51

    Yasmim em 13 de July de 2009 às 0:40 disse:

    Nossa! Eu sabia que as versões originais eram mais macabras, mas não sabia que eram tanto assim! O_O
    A única que eu sei era a da Pequena Sereia, porque eu tinha um livrinho em casa que tinha esse final! E era um livrinho desses pra criança mesmo!
    Pô, eu ficava super deprimida quando lia aquilo!!!!!!!! Muito triste, poxa ;_;
    Ainda mais que a Ariel sempre foi uma de minhas princesas favoritas e eu sempre fui fissurada nesse negócio de sereia e tal…
    Apesar de zuper triste, eu acho que eu gostaria de ver um filme com esse final… Se bem que eu nunca vi um live action com sereias que realmente prestasse ¬¬
    susahuasuasuas

    Post muito bom, adorei *—*
    Beeijo

    eu não sei se é do seu tempo, mas esse programa Contos de Fadas da TV Cultura era live action de contos de fadas e era bem legal :)

    Responder este comentário
  50. Luinhah
    13 Jul 2009 00:52

    Juro que não choquei nem um pouco! ahushusahsa eu já sabia de umas 2 ou 3 versões dessas.. e tenho essa dos GRIMM da Cinderella.

    Inclusive, faltou dizer Lia que foi a Disney/mamães em polvorosa que inventaram essa dos Grimm serem contos de fada, porque na verdade os caras eram bem sombrios.
    Outro que eram bem sombriozinho era o Perrault. Minha professora de Literatura infanto-juvenil disse que quando soube dos verdadeiros contos dele, ficou choquita!
    Hans Christian Andersen realmente foi o primeiro autor que escreveu para crianças.

    Faltou a Alice ‘-’ e o caso real pedófilo (que só é uma suposição, mas muito bem fundamentada).

    beijos e ameei o post!

    Responder este comentário
  51. 13 Jul 2009 00:52

    Eu conhecia a versão original da Pequena Sereia e do Rumpelstiltskin, mas os outros me surpreenderam =O
    Tipo… principalmente a da Bela Adormecida. É chocante.
    Os outros contos de Hans Christian Andersen são assim, nessa linha nada fofinha, e são muito bons! ^^

    Responder este comentário
  52. 13 Jul 2009 00:55

    Que post perfeito, adorei. Parabéns pela pesquisa! Deve ter dado trabalho, mas também deve ter sido divertido descobrir essas histórias (por mais bizarras e assustadoras que algumas sejam).
    Eu já conhecia a da Pequena Sereia, tenho um livro que conta essa mesma versão.
    E as três visitas da bruxa da Branca de Neve são relatadas naquele filme em que a Branca é interpretada pela Lana de Smallville, sabe?
    Beijos!

    Responder este comentário
  53. 13 Jul 2009 00:58

    Luly em 13 de July de 2009 às 0:35 disse:

    Quando vi o “anúncio do post” no Twitter, achei que só conhecia a da Bela Adormecida, mas me enganei… Ela era só a que eu conhecia melhor…
    Essa da Branca de Neve, tirando o final trágico da rainha, é bem famosa… E minha irmã que “é a Ariel” (hehehe) já tinha me contado a da Pequena Sereia, a Bela e a Fera conhecia exatamente assim, e essas historinhas não-de-princesa eu sabia todas.
    É um choque enorme quando a gente descobre essas coisas, ainda mais quem foi “criado” com a Disney, quase dá pra perder a magia…
    O Corcunda de Notre Dame também tem duas outras versões… Acho que a “original” é a que ele foge com a Esmeralda, não sei, mas pode ser também igual ao filme “O Corcunda”, em que ele é surdo e no final morre no lugar dela… Esse filme é exelente, bem forte, mas exelente, recomendo!!

    Não considerei O Corcunda de Notre Dame pq não é um conto de fadas e sim um livro de Victor Hugo. Na história, o capitão Phoebus tem uma noiva, Fleur-de-Lys, que odeia Esmeralda. O padre Frollo se não me engano, mata Phoebus.
    No livro,a Esmeralda é executada em praça pública, enquanto Quasímodo e o padre Frollo assistem. Quasí fica louco e atira o padre lá de cima, depois some.

    Responder este comentário
  54. 13 Jul 2009 00:59

    As lendas antigas tem um beleza única e falam ao coração, sobre a essência do homem, que nem sempre é lá mto agradável né? rs

    Boa segundaaaa

    Miquilissss

    Responder este comentário
  55. 13 Jul 2009 01:00

    LIA! que post mais que perfeito!!
    AMEI! simplesmente MARAVILHOSO! eu sempre pensei em fazer um post sobre historias assim no meu blog, mas sempre cada post uma historia. Desde quando ganhei um libro dos irmãos grimm ^^
    AH! tem um filme que chama pequena sereia, mas é russo, queria mto assistir e acho q nesse o final é o da historia mesmo. http://www.youtube.com/watch?v=cpekGYRRx6g o link pra vc dar uma olhada, eu to doida atras desse filme, e tem o nome de Русалочка, é estranho e mtas vezes da medo… auhauhaua
    Contos de Fadas da cultura era simplesmente MARAVILHOSO deviam fazer dvd.

    Responder este comentário
  56. 13 Jul 2009 01:09

    Lia, na faculdade eu li um livro chamado “A psicanálise nos contos de fada” OU ALGO PARECIDO com esse título. Eu desacreditei enqto lia. Como é que pode contar isso pra crianças, né? A única que eu descobri recentemente foi d’A Pequena Sereia, vendo os extras do DVD.

    Não sei se vc conhece, mas eu li (acho que não foi no livro, realmente nao me lembro pq faz tempo) que na verdade o lobo mau um estuprador, por isso que ele “come” a vovozinha e “come” a chapeuzinho vermelho, essa história era contada para as crianças terem cuidado, especialmente as meninas, porque senão “um lobo mau poderia te comer”. Then, o caçador mata o tal do lobo mau e a vovozinha serve o lobo mau de jantar, bebem o sangue e tdo mais. Gente, chocante né?

    Por isso que eu amo a Disney, ela transforma esses contos de TERROR – socorro mãe de deusss hahaha – em verdadeiros contos de fada e ainda passa uma liçãozinha de moral sme causar pânico ou pesadelos!

    ‘Dorei o post!
    Bjus =*

    Responder este comentário
  57. 13 Jul 2009 01:11

    Esse post ficou show! Eu ja conhecia… adorooo todas elas assim, na versao original.. nua e crua! hahahaha

    Responder este comentário
  58. Giuliana Spinel
    13 Jul 2009 01:43

    Lia! adorei o post, achei muito interessante!
    fiquei sim um pouco chocada… estamos todos acostumados com a magia da Disney e ao nos deparar com essas histórias, o choqe é grande ;s

    adorei, muito bom o post!

    grande beijo

    Responder este comentário
  59. 13 Jul 2009 01:53

    na facu eu tive q fazer um trabalho sobre isso, e até os gibis do tio patinhas eu tive q analisar, tudo tinha um fundo político e coisa e tals…..mas os contos verdadeiros são beeeeem macabros hein, q horror!!!!
    por isso q adoro a Disney, rsrs

    eu adoro os “contos” na Cultura, lindos!

    Responder este comentário
  60. 13 Jul 2009 01:53

    corrigindo, adorava né, pq faz tempo q deixou de passar ….

    Responder este comentário
  61. Naty
    13 Jul 2009 02:03

    Lia adorei esse post.. há tempos que eu pensava em procurar os contos originais.. vc foi incrivelcomo sempre..
    bjos

    Responder este comentário
  62. Naty
    13 Jul 2009 02:04

    Vc poderia disponibilizar esse trabalho.. se possivel, ia ser mto legaaal. =D

    Responder este comentário
  63. 13 Jul 2009 02:10

    Nossa lia, adorei…
    Fiz um trabalho sobre contos de fadas medievais na faculdade. E fiquei espantada no inicio, mas eles passam mensagens, e era isso que os páis queriam ensinar as crinaças , como o mundo era perigoso…. eu adorava o Teatro do contos de fadas da Cultura…
    Lia vc sabia que o “O flautista Magico” é baseado no desaparecimento de crianças que iam as cruzadas? meio que baseado em fatos reias rsrsrs
    Bjus
    ahhh amei as imagens

    Responder este comentário
  64. 13 Jul 2009 03:18

    Há um tempo eu tinha pesquisado, faz uns 2 meses, e choquei mesmo, sabia de pouca coisa mas quando vi o que era de verdade fiquei pasma!Tinha pesquisado o de todos menos os 2 últimos!Cruel, é, mas interessante…
    Como pode, né?Tantos contos malvados, nojentos, horrorosos…

    Responder este comentário
  65. 13 Jul 2009 03:30

    Aahh, me deu vontade de procurar mais sobre :( muito legal

    Responder este comentário
  66. jade
    13 Jul 2009 03:49

    ai lia, ameeeeeeeei de paixão esse post. e tô esperando anciosa pelo post do the sims 3 :D

    bjssssss

    Responder este comentário
  67. Zélia
    13 Jul 2009 04:36

    Delícia de post, adorei! Ótimos também os links que você postou. (O surlalune eu já conhecia, mas já tem um tempo que ele não abre por nada. Será meu computador?)

    Tenho verdadeiro fascínio por esse tema e receber um feed desses logo pela manhã é a melhor maneira de começar o dia. XD

    Você disse que comprou o livro do Bettelheim. E o da Marina Warner, chegou a ver? É bem interessante também. Se bem que segue outro caminho de análise… Chama-se “Da fera à loira”. Resenha-inha ^^: http://veja.abril.com.br/070799/p_164.html

    Responder este comentário
  68. 13 Jul 2009 07:20

    Adorei o post…. Maravilhoso. Totalmente recomendado!

    Responder este comentário
  69. 13 Jul 2009 07:52

    Lia! AMEI o post!!!!!

    Sabe que a maioria dessas histórias eu conhecia pela TV Cultura, mas não gostava de ver e nunca nem tinha entendido porque elas eram tão diferentes das da Disney e tão feias no final.

    Lembro muito dessa da Chapeuzinho Vermelho costurando as pedras na barriga do lobo e depois ele cuspindo em um espelho.

    Lembro uma coisa ou outra desta versão da Bela e a Fera, não lembro da Pequena Sereia, mas a que eu mais gostava era a das 12 princesas bailarinas que passavam por um buraco com árvores de prata! rs

    Beijos

    Responder este comentário
  70. 13 Jul 2009 07:55

    Ah,

    Dizem que a lenda do Papai-Noel é bem parecida. Me falaram uma vez que na verdade, ele era um homem que castigava as crianças que não se comportavam. Também tem aquela lenda que foi a Coca-Cola que inventou as cores vermelhas e que ele tinha roupas verdes, mas vai saber! rs

    Beijos

    Responder este comentário
  71. ***Dry***
    13 Jul 2009 08:15

    eu nunca tinha me interessado muito..
    mas depois de ler esse post maravilhoso..
    nossa…
    quero saber mais sobre…

    Responder este comentário
  72. 13 Jul 2009 08:24

    tem uns super assustadores, né? o da pequena sereia, quando vi na tv cultura a primeira vez, me deixou chocada, mas depois fez muito mais sentido o “sacrifício” da princesa pelo bem do príncipe… :) tb era o único q eu conhecia na versão original

    Responder este comentário
  73. PRISCILA SUDARIO
    13 Jul 2009 08:30

    Nussa tô passada minina O.o q trágico essas histórias reais dah até meedoo.
    Post mto bom Lia vlw.

    Responder este comentário
  74. Laryssa Rosa
    13 Jul 2009 08:31

    É raro vê-la arrumada, né?!
    hahahah
    E essa cara que ela faz?? Nossa… uó!!!
    T-T

    Responder este comentário
  75. 13 Jul 2009 08:34

    O único conto que eu já tinha lido o original era A Bela e a Fera.
    Eu tenho raiva do Rumpelstiltskin. Lembro de ter assistido no Teatro do Contos de Fadas. Mas a minha raiva por ele cresceu mesmo qdo ele apareceu em um episódio do Cavalo de Fogo… ODEIO-O-O-O-O-O-O-O-O

    Responder este comentário
  76. 13 Jul 2009 08:48

    Bizarro! Até que o conto original da Pequena Sereia seria bem emociante se transformando em filme :)

    Responder este comentário
  77. 13 Jul 2009 08:54

    Que medo desses contos! rsrs
    Prefiro as versões da Disney! rs

    Responder este comentário
  78. 13 Jul 2009 09:02

    Lia, AMEI o post! Adoro quando vc faz posts que relembram coisas mais antiguinhas, tipo O Conto de Fadas da Cultura!
    Como sempre, vc foi fantástica nesse tema!

    Responder este comentário
  79. Fran Reinert
    13 Jul 2009 09:03

    Lia… to chocada… nem sei se estas histórias deveriam ser chamadas de contos de fadas e muito menos de historias infantis neh!!! Mas adorei este post…. beijos

    Responder este comentário
  80. 13 Jul 2009 09:59

    Adorei o post *_*
    O livro da coleção Conte Outr Vez, da XUXA (lol), conta uma história muito semelhante da Branca de Neve. Só que a madrasta pede o CORAÇÃO de Branca de Neve, não o come xD e, no final, a madrasta fica se lamentando ATÉ HOJE (qqq)
    Outra história que eu já conhecia era a da Pequena Sereia. Eu tenho o livro Tales From Hans Andersen, que eu tive que ler pra aula de inglês xD No final, quando ela está virando espuma do mar (espuma do mar, aliás, porque sereias não têm alma, logo, quando morrem, viram espuma em vez de ir paa a “vida eterna” ou algo do tipo), aparecem para ela seres que ficam 100 anos fazendo coisas boas às pessoas para, ao final desse tempo, adquirirem uma alma, e ela se junta a esses seres.
    Na Chapeuzinho Vermelho, já ouvi falar que a história representa a “puberdade”, em que a criança se corrompe, e o lobo aparece representando um estuprador, ou algo assim o_O
    Enfim xD

    Responder este comentário
  81. 13 Jul 2009 10:04

    Não estou nem na metade do post ainda, mas já vim dizer que essa sua idéia de post foi genial Lia. Achei muito interessante conhecer outras versões dos contos que tanto ouvimos desde pequenos.
    E nunca iria imaginar que, por exemplo, a Bela Adormecida havia sido estuprada e o filho dela chupando o dedo que a faria acordar.
    Fora que essas versões são um pouco macrabas, que não seriam muito bem recebidas por muitos pais ao contá-las para seus filhos. Achei muito mórbido as irmãs da Cinderella ficarem cega pelas picadas dos passarinhos.
    Bjitos!

    Responder este comentário
  82. Isabela Martins
    13 Jul 2009 10:10

    A BELA ADORMECIDA FOI ESTUPRADA!? OMG O.O

    omg omg omg omg omg x]

    Responder este comentário
  83. 13 Jul 2009 10:24

    Post FANTÁSTICO!

    Só conhecia a versão da Pequena Sereia (mesmo motivo que você! haha) e da Chapeuzinho Vermelho.

    Lembro que logo depois de ver a Pequena Sereia no “Contos de Fadas” na TV Cultura, eu botei a versão da Disney no video-cassete pra ver se esquecia a original e passava o trauma! haha

    Eu tive um livro com os contos dos Grimm, mas eram contos menos famosos, então não sabia de nada disso! Fiquei até sem palavras, e morrendo de vontade de ler as versões originais completas =)

    Responder este comentário
  84. 13 Jul 2009 10:48

    Lia!
    isso é realmente mt interessante, inclusive eu tb já li um livro de psicanalise (nem lembro o nome) que falava sobre essa coisa de as verdadeiras histirias terem sido modificadas ao ponto de ficar mais branda e com final feliz, como nós conhecemos hj! Acho que a Disney é a que mais faz essa peq mudanças pra deixar tudo feliz..
    A historia do caixão de vidro da BN eu já tinha lido até.. acho que numa coleção de livros da Xuxa.. e não tem nada de beijo no fim!
    Qnd eu li o tal livro e vi que na Cinderela tinha toda uma historia de cortar o pé eu fiquei apavorada!! Os Irmãos Grimm faziam umas historias que ate tinham moral mas pra criança era mt forte e dramatica! Ainda bem que temos a Disney pra nos mostrar como tudo pode ter um final feliz.. mesmo que sendo ‘impossivel’ Mas pra isso que exitem os contos de fada.. pra alimentar a imaginação e aquecer o coração.. não importa o que seria a realidade.
    Fico pensando se eu tivesse conhecido a Pequena Sereia como na versão original… eu hein.. que coisa triste!
    Achei legal tb, que nunca tem beijo no final, sempre é outra coisa, mas nas conhecidas tudo se resolve com um beijo de amor sincero..rsrsr

    Adorei o post!

    Responder este comentário
  85. 13 Jul 2009 10:48

    “Então, colocam um par de sapatos de ferro na brasa. Tiram da brasa e vestem na madrasta, a fazendo dançar até cair morta.” OI?
    O_O

    Post muuuuuuuuuito muito bom, Lia, genial. Sempre tive curiosidade pelas versões originais desses contos! :}

    Responder este comentário
  86. Milla
    13 Jul 2009 10:50

    Nossa O.o
    Fiquei chocada com algumas principalmente a Bela adormecida, mas é ótimo conhecer essas histórias e ver o quanto a mídia muda algumas coisas para que fiquem mais agradáveis de se ver né, embora que se minha mãe contasse essas histórias para mim eu chorava =/.

    Adorei o post superrrr interessante!

    bjus

    Responder este comentário
  87. Vitória
    13 Jul 2009 11:03

    Nossa, nunca tinha ouvido falar nessas versões, rs Também nunca tinha ouvido falar nesse conto “Rumpelstiltskin” ._.

    Responder este comentário
  88. Mariana
    13 Jul 2009 11:06

    prefiro versoes originais.

    Responder este comentário
  89. 13 Jul 2009 11:10

    Essas versões são bem cruéis hein o_o nunca tinha ouvido falar nelas, sabia que tinham várias versões, inclusive já li vários livros que mudavam o nome dos personagens, o final era um pouco diferente, mais sempre a mesma história.
    Post super interessante Lia :D

    Responder este comentário
  90. Fabi
    13 Jul 2009 11:16

    Eu não gosto muito de contos de fadas, principalmente esses tipo cinderela, bela adormecida, branca de neve… Nunca gostei. Dessa lista só gosto de A pequena Sereia e a Bela e a Fera, nas versões da Disney.

    A história da Bela Adormecida é a coisa mais bizarra. Não contaria isso pra uma criança de jeito nenhum, poderia ter a melhor mensagem do mundo, mas até chegar no “moral da história” a criança já estaria em baixo das cobertas chorando traumatizada. =p

    A mais bonitinha dessas versões é a da Bela e a Fera. Não tem nada pesado, pelo menos nesse resumo, é bem fofinha até.

    Ainda bem que existia a Disney (sim, ainda existe, mas não faz mais historinhas bonitinhas) pra embelezar as histórias pra nós.

    Responder este comentário
  91. AnaLú
    13 Jul 2009 11:23

    nossaa, que doido esses contos! eu não conhecia o conto Rumpelstiltskin.

    Responder este comentário
  92. 13 Jul 2009 11:25

    Belo post :)
    Já contaram uma vez que geralmente o pessoal contava esse tipo de história pra repreender crianças e evitar que elas façam coisas erradas, bom, não sei.. mas que os finais das histórias são bizarros isso são! o.o

    Responder este comentário
  93. 13 Jul 2009 11:30

    nooossa.. esses contos iriam ser tragicos, mas bem mais emocionantes O_o eu to em choque literalmente
    e eu nao conheço esse conto de Rumpelstilskin… vo tentar ver um livro pra ler..
    bjiiim *:

    Responder este comentário
  94. Giovanna
    13 Jul 2009 11:34

    Amei esse post Lia! Realmente deve ter dado um trabalhão pra vc*
    Bom, eu já tinha visto na Cultura muitos desses contos de fada mesmo, rsrrss. Mas lembro mais de assistir o da Rapunzel.
    Lia, vc já viu a verdadeira história do Corcunda de Notre Dame? Eu na verdade naum sei direito, mas até minha professora de Literatura veio flar que a Disney mudou muito a história.
    Mas sabe o que eu acho? Que é ridículo ficarem flando que a Disney muda os contos de fada… Ué, é obvio que tem que ser politicamente correto, é pra crianças! Sou fã dos filmes da disney (a minha fita VHS da Pequena Sereia que o diga), e normal essas modificações ocorrerem. rsrsrs
    AMEI o post Lia! Li tudo mesmo!

    Responder este comentário
  95. 13 Jul 2009 11:49

    A única que eu sabia era a da “Bela e a Fera”, porque eu tinha um livrinho quando era pequena. Que horror a do Rumpelstiltskin O.O DOISAJDOIASJIDOAS

    Responder este comentário
  96. [...] Lia, do blog Just Lia, fez um post maravilhoso explicando a origem e a verdadeira história antes do “E viveram [...]

    Responder este comentário
  97. 13 Jul 2009 12:07

    legal saber o original.

    Responder este comentário
  98. Dani Estevão
    13 Jul 2009 12:08

    aaah no dia que vc tinha colocado as fotos eu lembrei dessa história, de contos reais, aí eu fui pesquisar todos…
    menina, legal, é macabro mas é legal, me bate uma curiosidade de ver essas versões meio “tim burtonizadas”…
    =D
    coisdidoido…

    Responder este comentário
  99. 13 Jul 2009 12:13

    sei que vai deixar tudo ainda mais triste, mas a Pequena Sereia perder a “voz” é uma singela analogia (a bruxa leva mesmo a língua dela).

    quando tava no colégio um amigo foi intercambiar na Dinamarca e na volta tive que saber de mais esse detalhe…

    :(

    Responder este comentário
  100. Carina
    13 Jul 2009 12:19

    Nossa, nunca fui fã da Bela ADormecida porque achava tão parada a história, mas essa até que é dramática!

    Já ouvi falar do simbolismo que tem em Chapeuzinho Vermelho. Que o lobo não é lobo, é um homem. E o vermelho da Chapeuzinho significa sensualidade, e o lobo não queria comer a menina muito literalmente, sabe. Aí ele se contenta com a Vovozinha, mas depois quer seduzir a menina, e não sei qual é o final dessa história.. vai ver, deu suruba! aheuaheua

    Responder este comentário
  101. 13 Jul 2009 12:31

    Primeira vez comentando aquii õ/
    adoro seu blog; de verdade, ele é incrivel.

    E ainda tô super assustada com as histórias verdadeiras O__O’
    A minha preferida é a da pequena sereia e ainda não acredito que ela morre :/
    E a da bela adormecida, então.? terrível.
    Acho que eu prefiro as da Disney. Mas mesmo assim, é bem interessante (:

    Beiijos e parabéns pelo blog :*

    Responder este comentário
  102. Jééh
    13 Jul 2009 12:59

    Nuss, ate arrepiei qnd li a historia de sol, lua e talia oasijdoiasd
    todos os contos originais sao terriveis ._.’ que horror x_x

    Responder este comentário
  103. Isabella
    13 Jul 2009 12:59

    Amei o post! Eu já tinha pesquisado a respeito das historias orginais e achei a da Pequena Sereia e da Bela Adormecida. A de Cinderela eu já conhecia, tinha lido num livro que eu achei na casa da minha vó. A de Branca de Neve tbm, minha mãe me contava a história desse mesmo jeito qndo eu era guria (é a minha história preferda ever!). E a da Bela e a Fera eu conhecia tbm, assisti um vez não lembro onde :/ Mas sério, amei muuuito o post!

    Responder este comentário
  104. Gabi
    13 Jul 2009 13:04

    A história original do corcunda de notre dame tbm é beeem diferente da história da Disney! O corcunda mata o padre e se enterra vivo com a Esmeralda que morreu enforcada por bruxaria… E o príncipe casa com a noiva que ele tinha antes da Esmeralda aparecer!

    Responder este comentário
  105. 13 Jul 2009 13:04

    Nossa, tem história aí que eu nem imaginava… Muito interessante. Amei! Vou roubar pra postar no meu blog, pode? Credito!
    Beijos

    Responder este comentário
  106. 13 Jul 2009 13:06

    Lia, to em choque! O.O
    Eu naão sabia NADA disso que vc postou aqui…
    É um post gigante, realmente, mais vale muuito a pena ler!!!

    Esses contos são terríveis, sinceramente, acho que as crianças que leram ficaram traumatizadas, isso sim…
    distorce completamente o que eu penso sobre “conto de fada” ( aquela história linda,com um principe mara e um final feliz, e não estrupos, sopa de lobo, calcanhar e dedinhos mutilados, ARGH!!)

    mas é muuito interessante.
    Adorei! =D

    Beeijos
    Fico com os contos da Disney mesmo hahá

    Responder este comentário
  107. Isabella
    13 Jul 2009 13:06

    Ah, e uma vez eu li que na história do Rumpelstiltskin, em troca de transformar palha em ouro pra menina, ele a estuprava :o

    Responder este comentário
  108. 13 Jul 2009 13:17

    Nossa! Que sádicos esses irmãos Grimm HSUAHSUHASUAHS
    fiquei com muito medo da história da Cinderela, e daquele negócio de cortar os dedinhos e calcanhar! :O gente que horror! uma coisa jogos mortais né?! E a espuma do mar então USHAUUHSAUASH eu rii viu lia!
    hahaha adoreii
    beijosss :**

    Responder este comentário
  109. maria carol
    13 Jul 2009 13:29

    Oie… Lia…

    Ameiiii o post!!!!

    Fazia muito tempo que eu estava a procura das versões “originais” dos contos de fadas….sempre tive curiosidade….adorei o post…li todinho tava ótimo! Parabéns!!

    Beijosss

    Responder este comentário
  110. 13 Jul 2009 13:29

    Eu já sabia desses babados dos contos de fadas do mal… Mas tem algumas versões aí que eu não conhecia, muito legal (:
    Tem uma de Cinderela também que o espírito da mãe dela é que aparece pra ajudar ela, eu acho, ao invés da fad a e da árvore.
    (E mó glamour vestido de prata “com acessórios”, adoray! x3)
    Tô doida pra ler esses livros da psicanálise dos contos de fadas, eu faço psicologia e acho o tema bem interessante =DD

    Responder este comentário
  111. 13 Jul 2009 13:31

    Liaaaaaaaaaaaa do céu que histórias mais macabras, creeeeeeeeeedo!!!!

    Fiquei begeeee, inda bem que as que COLORIRAM as nossas infâncias não foram essas, hein????

    Bjins

    Responder este comentário
  112. Amanda
    13 Jul 2009 13:33

    já conhecia as historias originais, mas em versões um pouco diferentes. a da chapeuzinho vermelho numa versão até pior.
    muito legal o post :)

    Responder este comentário
  113. Luma
    13 Jul 2009 13:37

    Eu já sabia que os contos de fadas originais tinham histórias macabras, mas nunca itnha me interessado em ir atrás pra saber como eram.

    Tem também umas coisas nas origens dos contos, tipo o da Bela Adormecida, que era contado pras camponesas terem medo e tomar cuidado com os nobres porque eles poderiam estuprá-las.

    Mudando um pouco de assunto, lembrei de um post que eu vi no blog da Lola (http://escrevalolaescreva.blogspot.com/) que tinha um link pra um site em inglês que fazia resumos de filmes em poucas palavras. Tinha uns muito engraçados. O da Bela e a Fera era algo mais ou menos como “Menina seqüestrada desenvolve Síndrome de Estocolme”. Achei pertinente hahaha

    Responder este comentário
  114. 13 Jul 2009 13:42

    Bee em 13 de July de 2009 às 13:29 disse:

    Eu já sabia desses babados dos contos de fadas do mal… Mas tem algumas versões aí que eu não conhecia, muito legal (:
    Tem uma de Cinderela também que o espírito da mãe dela é que aparece pra ajudar ela, eu acho, ao invés da fad a e da árvore.
    (E mó glamour vestido de prata “com acessórios”, adoray! x3)
    Tô doida pra ler esses livros da psicanálise dos contos de fadas, eu faço psicologia e acho o tema bem interessante =DD

    o espirito da mãe sai do meio da árvore ne?! haha tb vi esse!
    e outro q a fada madrinha sai da lareira, tipo sirius black hahaha

    Responder este comentário
  115. elisiita
    13 Jul 2009 13:54

    Fui enganada por todos esses anos. Oh!Estou chocada. Minha vida nunca mais será a mesma depois dessas revelações bombásticas [/drama]
    Mas agora falando sério, fantástico esse post Lia,repassei pra todas as minhas amigas. =)

    Responder este comentário
  116. Mariana
    13 Jul 2009 14:05

    aaaai que mara. é mais legal esse contos . menos o da pequena sereia, é mais legal ela viva. medinho deles, mas são bem legais *-*

    Responder este comentário
  117. Lele
    13 Jul 2009 14:10

    Nossa, eu já sabia disso que as histórias eram horríveis! Mas agora lendo trechos delas fiquei completamente perturbada D:

    Responder este comentário
  118. Ana Clara
    13 Jul 2009 14:22

    Adorei muuuito o post, Lia!
    faço psicologia e já apresentei um seminário sobre o livro A Psicanálise dos Contos de Fada, do Bruno Bettelhein, que vc usou :)
    Mas a da Branca de Neve ainda tem muito mais coisas estranhas, que tenho certeza que a galera ia ficar chocada iuehieuh eu fiquei boba um tempão depois que li alguns trechos das histórias desse livro eiuheiuh
    :*

    Responder este comentário
  119. 13 Jul 2009 14:34

    parabéns pela super pesquisa!
    essa história da Bela Adormecida é muito surreal…rs amo as composições de Tchaikovsky.

    Responder este comentário
  120. 13 Jul 2009 14:42

    Esses contos de fada são muito interessantes! Eu já havia visto o da Branca de Neve na TV Cultura. Amei o post!

    Responder este comentário
  121. 13 Jul 2009 14:43

    Muito bizarro! Acho q na época o pessoal nao ia achar graça nenhuma se a “moral da história” nao tivesse algo com bastante sangue e violência! hauhau
    Eu já tinha noção q a Disney modificou quase tudo nas histórias, mas realmente nao tinha noção da cureldade de algumas! Por isso q nunca gostei de João e Maria, Chapeuzinho Vermelho e afins, q são os únicos q continuam violentos até hoje ne?
    Amei o post!!!!!!!!! Bjosss

    Responder este comentário
  122. 13 Jul 2009 14:48

    Giovanna em 13 de July de 2009 às 11:34 disse:

    Amei esse post Lia! Realmente deve ter dado um trabalhão pra vc*
    Bom, eu já tinha visto na Cultura muitos desses contos de fada mesmo, rsrrss. Mas lembro mais de assistir o da Rapunzel.
    Lia, vc já viu a verdadeira história do Corcunda de Notre Dame? Eu na verdade naum sei direito, mas até minha professora de Literatura veio flar que a Disney mudou muito a história.
    Mas sabe o que eu acho? Que é ridículo ficarem flando que a Disney muda os contos de fada… Ué, é obvio que tem que ser politicamente correto, é pra crianças! Sou fã dos filmes da disney (a minha fita VHS da Pequena Sereia que o diga), e normal essas modificações ocorrerem. rsrsrs
    AMEI o post Lia! Li tudo mesmo!

    Não considerei O Corcunda de Notre Dame pq não é um conto de fadas e sim um livro de Victor Hugo. Na história, o capitão Phoebus tem uma noiva, Fleur-de-Lys, que odeia Esmeralda. O padre Frollo se não me engano, mata Phoebus.
    No livro,a Esmeralda é executada em praça pública, enquanto Quasímodo e o padre Frollo assistem. Quasí fica louco e atira o padre lá de cima, depois some.

    Responder este comentário
  123. carolina
    13 Jul 2009 14:51

    bizarríssimo!! a única história original que eu já conhecia era a ‘bela e a fera’.

    parabéns aos irmãos grimm, que transformaram histórias tosquíssimas em belos contos. :)))

    Responder este comentário
  124. 13 Jul 2009 14:52

    Carol em 13 de July de 2009 às 14:43 disse:

    Muito bizarro! Acho q na época o pessoal nao ia achar graça nenhuma se a “moral da história” nao tivesse algo com bastante sangue e violência! hauhau
    Eu já tinha noção q a Disney modificou quase tudo nas histórias, mas realmente nao tinha noção da cureldade de algumas! Por isso q nunca gostei de João e Maria, Chapeuzinho Vermelho e afins, q são os únicos q continuam violentos até hoje ne?
    Amei o post!!!!!!!!! Bjosss

    Mas conforme eu disse, não é a disney q modifica. Existem muitas versões diferentes das histórias. Essa da Bela Adormecida por exemplo, não é a mesma na qual a Disney se baseou

    Responder este comentário
  125. 13 Jul 2009 14:55

    Kk em 12 de July de 2009 às 23:37 disse:

    Rumpelstiltskin acho que nunca tinha ouvido falar.
    sem cultura total HHEUIHAEUIH. tava tendo uma exposição sobre contos de fadas no CCBB daqui de sp .. mas ja acabou =/

    Rumpelstiltskin é a história de uma donzela q precisa transformar palha em ouro fiando, e o anão Rumpelstiltskin a ajuda em troca do seu primeiro bebê…

    Responder este comentário
    • Vivi GB
      17 Dec 2011 18:06

      Eu sei a historia tda da Rumpelstiltskin;Uma moça(cujo n sei o nome)que morava com a mae,estava apredendo a trabalhar (com um tipo de maquina que n sei o nome).Um dia a rainha bateu na portada moça procurando alguem para trabalhar com a tal “maquina”,moça foi mas n sabia trabalhar com aquilo,ela chorou muito mas com o tempo depois um anão se levantou como querendo asustala.Ele queria em troca seu primeiro bebe e a moça aceitou ,o anão fez td em os 3 ou 4 quartos,o principe queria se casar com a moça,ela teve um bebe o anão queria levalo embora,mas a moça disse a ele que queria ficar apenas tres dias com o bebe.Chegou do sendogundo dia e a moça foi atras do anão e le afereceu uma coisa melhor que o bebe: um bau de ouro,o anão asseitou e n mas pertubou a moça.E ela se casou com o principe assim se tornando a rainha.

  126. NinaHepburn
    13 Jul 2009 15:15

    o melhor post da temporada! adorei todas as histórias!

    Responder este comentário
  127. Milk*
    13 Jul 2009 15:26

    Eu tb nunca ouvi falar nesse tal de Rumpelkriskd…Qual é o nome mesmo??
    Nossa chokei.Nunca imaginei a pequena sereia virando espuma do mar, Branca de Neve com príncipe Necrófilo e Bela Adormecida sendo estuprada.E eu n gostei qd eu acabei de ler, tava tããão interessante :(

    Responder este comentário
  128. Pati
    13 Jul 2009 15:27

    que medo dessas histórias. Tá melhor como tá hj

    Responder este comentário
  129. Dada
    13 Jul 2009 15:29

    Nossa vc adivinhou meus pensamentos.
    Eu ouvi falar esses dias e algum lugar na TV que os contos q a gente conhece tem versões meio sombrias… citaram os irmãos gren, quis pesquisar mas acabei esquecendo…

    Minha historia preferida é a da Cinderela… chocada coma a Bela adormecida….

    Ainda bem q fizeram versões leves… uma criança ouvindo historias originais não dormem nunca mais..kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Responder este comentário
  130. 13 Jul 2009 15:35

    QUANTA COISA MACABRA, JESOS O_O
    adoro o perigon dos contos de fadas tenebrosos, ameei mt o post *——–*

    Responder este comentário
  131. 13 Jul 2009 15:40

    Nossa, Lia, li o post inteirinho! Gostei muito!!!!

    Just Lia também é cultura, gente!

    Responder este comentário
  132. Helô ~*
    13 Jul 2009 15:40

    Aiiii, meio sinistras algumas histórias, a Disney colocou bastante maquiagem nas histórias…. Eu li um livro sobre alguns costumes e crenças advindos de erros de tradução e lá fala sobre a Cinderela. Dizem que os sapatos de cristal, em uma das versões, eram pantufas de pele, que, no francês eram retratadas por palavras parecidas com sapatos de vidro para o Ingles arcaico, e que o nome dela era Ella nessa versão, e o Cinderella era a palavra Cinzas + o nome dela (Ella), como se fosse Cinzerella em portugues, pq ela dormia perto da lareira e acordava cheia de cinzas…. Bem interessante… A da Bela Adormecida é mto sinistra também. Prefiro as versões fofas da Disney ^^… Bjus

    Responder este comentário
  133. Julia Paiva
    13 Jul 2009 15:43

    Eu to horrorizada.
    Sabia que os contos não eram “de fadas”… mas de terror assim?.. jamais esperei.
    Ainda bem que minha mãe nunca me contou assim.
    Eu nem dormiria!

    Responder este comentário
  134. tata utz
    13 Jul 2009 15:45

    apesar das histórias serem meio macabras, ou violentas, é legal saber como realmente elas surgiram :D

    bjs

    Responder este comentário
  135. 13 Jul 2009 15:48

    Realmente choca muito a versões antigas dos contos, até por serem bastantes cruéis. Eu já tinha visto alguns desses. Inclusive umas vez li um livro de contos antigos, que apresentava cinco versões diferentes do conto da chapéuzinho vermelho, numa delas o lobo morria afogado em um poço.

    Responder este comentário
  136. ana
    13 Jul 2009 15:50

    ahh ameii esse post! sempre quis saber as verdadeiras histórias por trás dos contos da disney, mas sempre tive preguicinha de procurar hehehe
    Beijoss liaaa

    Responder este comentário
  137. 13 Jul 2009 16:13

    Nossa lia, confesso que fiquei em SHOCK!
    Faz pouco tempo que perdi meu medo da Alice (graças a ti, eu tô VICIADA!)
    Mas tem coisas aí, meu Deus… a da bela adormercida :S

    Responder este comentário
  138. 13 Jul 2009 16:45

    Que post perfeito!!! Eu sempre tinha duvidas sobre essas historias.. e agora esclareci todas!! Parábéns pela pesquisa… JustLia também é cultura!!! hehehe bjos

    Responder este comentário
  139. Evelyn
    13 Jul 2009 16:57

    Nooossa…
    q triste…. eu sabia que tinha umas coisas bizarras nos verdadeiros contos mas nem tanto neh?!

    mas adorei o post… interessante msm!
    mas eh pra chocar qlqr um neh?!!!

    bjinhosss!

    Responder este comentário
  140. Laís M.
    13 Jul 2009 17:08

    Eu já tinha ouvido falar que as histórias verdadeiras eram bem mais “adultas” do que a gente conhecia, mas mesmo assim me assutei!

    Responder este comentário
  141. 13 Jul 2009 17:10

    Nossa. a história da Branca de Neve é bem cruel.

    Responder este comentário
  142. 13 Jul 2009 17:11

    Gente, imagina eu pequenininha e vendo a Ariel virando espuma do mar pro Eric beijar a espuminha toda vez que passa na praia???? Eu seria uma criança problemática… xDD

    Responder este comentário
  143. 13 Jul 2009 18:27

    Lia, eu a-do-rei esse post, eu já sabia a maioria dessas divergências, mas foi muito legal ver tudo de uma vez só, e com as imagens! eu tenho a obra completa dos irmãos grimm e do hans c. andersen em casa, e acho esse tema extremamente interessante! uma iniciativa genial da sua parte! eu pessoalmente vejo razão de ser tanto para as versões macabras quanto para as disney, e amo todas!

    Responder este comentário
  144. Amanda
    13 Jul 2009 18:40

    Adoreeeeeeeeeeeeei o post!!! Muito diferente do que a gente vê na maioria dos blogs. E deve ter dado um trabalho danado reunir tanta informação, você deve estar praticamente especialista em contos de fadas depois de ler tantas versões, hehehehe
    Eu vi uma vez em um livro de contos de fadas uma história chamada Les Fées (As fadas) que lembra um pouco a da cinderela (só lembra) em que a mãe tem duas filhas mas detesta a segunda, e a coloca pra trabalhar, um dia ela encontra uma fada que lhe dá um dom e toda vez que ela fala saem pedras preciosas e flores da sua boca. No final a irmã má se dá mal e ela casa com um príncipe =P

    Bom, parabéns pelo post! Ficou muuito bom mesmo! =D
    Abração

    Responder este comentário
  145. 13 Jul 2009 18:50

    Puts, quando estava na faculdade tive uma palestra sobre os verdadeiros contos de fadas…lembro que fiquei muito chocada com as versões…rsrsrs
    Beijos.

    Responder este comentário
  146. 13 Jul 2009 19:08

    Já tinha ouvido falar de algumas versões, mas essas sõ realmente macabras!!

    Beijo Lia

    Responder este comentário
  147. 13 Jul 2009 19:21

    Lia, Adorei o post! Faço Psicologia, e a Psicologia Analitica tbm trabalha mto com contos e mitos! Num sei se vc já ouviu falar de incosciente coletivo, arquétipos… Caso se interesse, Marie-Louise von Franz tem um livro que chama Inerpretação dos contos de fada, que faz uma análise dos contos de fada! Ela era tradutora das obras de Jung(que é o pai da psicologia análitica, assim como Freud é pai da psicanalise) e ela acabou virando analista tbm. Puclicou vários livros sobre contos. Caso se interesse ta ai a dica. bjs

    Responder este comentário
  148. 13 Jul 2009 19:36

    Lia, este post eh genial!!!!!!

    Responder este comentário
  149. 13 Jul 2009 19:53

    Lia também é cultura! Hahahaha…

    Nunca havia pesquisado sobre, mas sabia que os contos de fadas tinham em suas versões diferenças imensas quanto as que conhecemos… Só achei que valeu a pena mudar. No período em que foram escritos, os contos tinham justamente a intenção de assustar as pessoas, a crianças… Com o passar dos anos, perceberam que histórias bonitas eram mais consumíveis ($$).

    Bjo.

    Responder este comentário
  150. jeh
    13 Jul 2009 19:56

    Nossa,adorei esse post,mesmo! nem fazia idéia de como são as reais historinhas inocentes que ouvimos desde crianças!

    Responder este comentário
  151. 13 Jul 2009 20:10

    já tinha ouvido falar que as histórias por tras dos contos lindos e infantis da disney eram horrendas, mas particularmente conhecia somente da chapeuzinho vermelho e da branca de neve. bem, ainda bem que eles não contam a verdade nua e crua pras criancinhas, apesar de que se a gente parar pra pensar, todas elas são bem sanguinarias!
    beijos!

    Responder este comentário
  152. Gabi
    13 Jul 2009 20:32

    Esse foi o post mais interessante que já li no seu blog, Lia. Muito bom MESMO.
    Eu sempre ouvia falar desse negócio de “versões reais” mas nunca tinha tido a oportunidade de aprender mais sobre isso, foi muito legal!
    Parabéns! E também, obrigada pelos links. ^_~

    Responder este comentário
  153. 13 Jul 2009 20:37

    geeeente , q horror !!
    mas pelo menos a história de Bela e a Fera continua bunitinha, neh o-o
    ahsuahsuhasuas

    Responder este comentário
  154. 13 Jul 2009 20:43

    Nossa Lia, eu nem sabia que existiam versões super diferentes das da Disney. Gostei muito, otima ideia, eu nem lembrava de cachinhos dourados, rsrs, criança sem infância..
    Eu gostei muito da Bela e a Fera, que é meu conto de fadas fovorito, ficou mais bonito.

    Responder este comentário
  155. renata
    13 Jul 2009 20:44

    nossa!! demais lia

    Responder este comentário
  156. 13 Jul 2009 21:18

    Acho que só não conhecia da Bela e a Fera… A da Pequena Sereia eu lembro de ter visto a versão que ela morre num programa que passava na Tv Cultura há anos (acho que se chamava Contos de Fada mesmo). Acho que no mesmo programa tinha uma da Branca de Neve com as 3 tentativas da rainha…
    Já a da Chapeuzinho Vermelho, minha vó que me contou. Aliás, ela me contou também uma de João e Maria em que eles matam a bruxa assada no forno (como seria a versão light dessa história?). Criança exposta a violência desde cedo, huahuahua

    Responder este comentário
  157. 13 Jul 2009 22:01

    Cruzes!rsrsrs.
    Ótimo post!

    Responder este comentário
  158. Gabriella
    13 Jul 2009 22:06

    G-sus, Lia. Tem umas q eu jah sabia, mas to chocada com a da Bela Adormecida! E alem do mais, Aurora é bem mais bonito que Talia. ehuaheuehuahe
    fiquei tãaao triste de não ter nenhum Zip em a Bela e a Fera.Era o meu personagem favorito!
    Muito Bom o post, Congratulations ;D

    Responder este comentário
  159. Barb
    13 Jul 2009 22:10

    adoro esses contos e suas versões nada românticas… ouvi dizer que na biblioteca da Universidade de Brasíia havia um livro com as versões originais desses contos (mas acredito que tenha sido furtado por algum aluno). Nunca consegui encontrar em nenhuma livraria pra vender, a maioria desses contos surgiram na idade média para assustar principalmente as meninas. Já que tudo de ruim (para época) havia nas florestas como anóes, gigantes (que eram pessoas com gigantismo), lobos (q estavam perdendo as comida por causa do desmatamento por isso atacavam pessoas), idosos (que não serviam para trabalhar nos feudos), ladrões, bruxas (os alquimistas da química). Eram mais para amendrotar que para ensinar, tem algo a ver tbm, com a religiosidade da época ams naum sei explicar correetamente o pq.

    Responder este comentário
  160. 13 Jul 2009 23:10

    Que tudo, Lia! Obrigada! Estava atras dessas histórias faz tempo! Algumas eu não conhecia, outras eu lembrava ou tinha idéia. Só a da Bela e a Fera que eu conhecia, mas não tinha ligado uma coisa com a outra, a da história que a minha mãe me contava com a da Disney.

    Bjos, fofa!

    Responder este comentário
  161. karina maria
    13 Jul 2009 23:24

    nossa to chocada, meio malucas essa historias e eles contavam isso pras crianças?

    Responder este comentário
  162. carolina vasconcelos
    13 Jul 2009 23:51

    lia, é por isso que você difere das outras blogueiras!
    ameyyyyyyyy!

    Responder este comentário
  163. 13 Jul 2009 23:51

    eu ameiiiii o post de PAIXÃO *O*
    eu devia ter uns 10 anos quando a minha tia me contou a da cinderela. eu fiquei chocada e nunca esqueci poakspoaskpoas O:
    Eu queria tantooo comprar um livro de contos dos irmãos grimms ~

    Responder este comentário
  164. Gabri
    14 Jul 2009 00:01

    Eu já conhecia da maioria, mas o que mais me choca é o da Cinderella, realmente. Oo

    Responder este comentário
  165. 14 Jul 2009 00:02

    Nossa, eu assistia muito aquele programa Teatro de Contos de Fadas… lembro principalmente da Rapunzel, que ficava grávida e o príncipe ficava cego, algo assim… heuaheua Era sinistro.
    Adorei o post… estranho a gente ver essas versões “não disney” dos contos de fadas…
    bjos

    Responder este comentário
  166. 14 Jul 2009 00:52

    hahahaha, lendo, lembrei de muitas dessas versões diferentes. a da Branca-de-Neve, então, foi a que mais lembrei… tenho impressão de que já vi algo nesse estilo.

    éh, Lia, pelo visto era do interesse de muuita gente, né. quantos coments. x)

    adorei. ;***

    Responder este comentário
  167. 14 Jul 2009 01:20

    Julia em 14 de July de 2009 às 0:02 disse:

    Nossa, eu assistia muito aquele programa Teatro de Contos de Fadas… lembro principalmente da Rapunzel, que ficava grávida e o príncipe ficava cego, algo assim… heuaheua Era sinistro.
    Adorei o post… estranho a gente ver essas versões “não disney” dos contos de fadas…
    bjos

    eu lembro dessa! mas a q eu mais lembro é a da princesa e a ervilha, pq tinha a liza minelli! haha
    eu nem sei se eu sabia quem ela era mas só de reconhecer uma artista ali, achei demais

    Responder este comentário
  168. 14 Jul 2009 01:21

    carolina vasconcelos em 13 de July de 2009 às 23:51 disse:

    lia, é por isso que você difere das outras blogueiras!
    ameyyyyyyyy!

    ihihih
    é pq só eu passo um mês inteiro escrevendo um post como esse! hahaha banana!

    Responder este comentário
  169. 14 Jul 2009 01:25

    Patthy em 13 de July de 2009 às 21:18 disse:

    Acho que só não conhecia da Bela e a Fera… A da Pequena Sereia eu lembro de ter visto a versão que ela morre num programa que passava na Tv Cultura há anos (acho que se chamava Contos de Fada mesmo). Acho que no mesmo programa tinha uma da Branca de Neve com as 3 tentativas da rainha…
    Já a da Chapeuzinho Vermelho, minha vó que me contou. Aliás, ela me contou também uma de João e Maria em que eles matam a bruxa assada no forno (como seria a versão light dessa história?). Criança exposta a violência desde cedo, huahuahua

    Essa versão de João e Maria é a “normal” ahahha
    Eles fecham ela no forno mesmo!!!
    Mas tem uma versão diferente onde em vez da bruxa, tem um casal de demonios e os irmãos cortam a cabeça da demonia e fogem :)

    Responder este comentário
  170. 14 Jul 2009 01:27

    Tete em 13 de July de 2009 às 19:36 disse:

    Lia, este post eh genial!!!!!!

    brigada!
    mas por favor, não copia não!
    em vez disso linka o post :)

    Responder este comentário
  171. 14 Jul 2009 01:29

    Daia Antonelli em 13 de July de 2009 às 19:21 disse:

    Lia, Adorei o post! Faço Psicologia, e a Psicologia Analitica tbm trabalha mto com contos e mitos! Num sei se vc já ouviu falar de incosciente coletivo, arquétipos… Caso se interesse, Marie-Louise von Franz tem um livro que chama Inerpretação dos contos de fada, que faz uma análise dos contos de fada! Ela era tradutora das obras de Jung(que é o pai da psicologia análitica, assim como Freud é pai da psicanalise) e ela acabou virando analista tbm. Puclicou vários livros sobre contos. Caso se interesse ta ai a dica. bjs

    ache esse livro no submarino por 40 reais!
    mas a descrição lá tá pobrinha, acho q vou esperar pra folhear qdo for na livraria (queria saber quais contos tem..)

    Responder este comentário
  172. 14 Jul 2009 01:32

    Amanda em 13 de July de 2009 às 18:40 disse:

    Adoreeeeeeeeeeeeei o post!!! Muito diferente do que a gente vê na maioria dos blogs. E deve ter dado um trabalho danado reunir tanta informação, você deve estar praticamente especialista em contos de fadas depois de ler tantas versões, hehehehe
    Eu vi uma vez em um livro de contos de fadas uma história chamada Les Fées (As fadas) que lembra um pouco a da cinderela (só lembra) em que a mãe tem duas filhas mas detesta a segunda, e a coloca pra trabalhar, um dia ela encontra uma fada que lhe dá um dom e toda vez que ela fala saem pedras preciosas e flores da sua boca. No final a irmã má se dá mal e ela casa com um príncipe =P

    Bom, parabéns pelo post! Ficou muuito bom mesmo! =D
    Abração

    ahah gente q medo desse “dom” de ficar vomitando as coisas! mesmo q sejam coisas boas!!!
    vou procurar esse conto

    Responder este comentário
    • Tamiris
      25 Apr 2011 20:40

      Lia em 14 de July de 2009 às 1:32 disse:

      Amanda em 13 de July de 2009 às 18:40 disse:

      Adoreeeeeeeeeeeeei o post!!! Muito diferente do que a gente vê na maioria dos blogs. E deve ter dado um trabalho danado reunir tanta informação, você deve estar praticamente especialista em contos de fadas depois de ler tantas versões, hehehehe
      Eu vi uma vez em um livro de contos de fadas uma história chamada Les Fées (As fadas) que lembra um pouco a da cinderela (só lembra) em que a mãe tem duas filhas mas detesta a segunda, e a coloca pra trabalhar, um dia ela encontra uma fada que lhe dá um dom e toda vez que ela fala saem pedras preciosas e flores da sua boca. No final a irmã má se dá mal e ela casa com um príncipe =P

      Bom, parabéns pelo post! Ficou muuito bom mesmo! =D
      Abração

      ahah gente q medo desse “dom” de ficar vomitando as coisas! mesmo q sejam coisas boas!!!
      vou procurar esse conto

      Nossa, quanto tempo huahuahua
      Eu tenho uma coleção de livros de contos de fada da Xuxa que tem esse conto, pesquisei na internet e achei uma versão parecida.
      Se chama Os Três Homenzinhos da Floresta
      http://www.artesocial.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=53:homenzinhos-floresta&catid=14:contos-de-fadas&Itemid=41

  173. debs
    14 Jul 2009 01:43

    a pequena sereia eu tbm já conhecia por causa do livro dos contos de andersen que a maria fernanda comentou,
    eu acho as dele lindas e não tão do mal que nem as outras xD

    Responder este comentário
  174. debs
    14 Jul 2009 01:54

    ah! tem um filme da branca de neve que é quase igual essa versão que vc colocou, eu vi na sbt já faz uns milhões de anos,

    Responder este comentário
  175. 14 Jul 2009 02:28

    affffes quanta bizarrice. Ainda bem que só fui ver essas versões originais agora depois de velha ahsuahsas

    Só conhecia tb a da pequena sereia pq quando pequena minha mãe me deu um livro ilustrado que contava essa história totalmente diferente da da Disney e na época eu fiquei mto revoltada sheuese e minha mãe nem sabia explicar pq era tão diferente..

    Eu sempre vou acreditar nas versões da disney hehe

    bjssss

    Responder este comentário
  176. 14 Jul 2009 02:33

    Jah tinha ouvido falar dessas histórias mas não com tantos detalhes…
    /medo!
    O.õ

    Responder este comentário
  177. Annie
    14 Jul 2009 02:41

    JEEEESUIS. Nunca sabia dessas versões! Só de algumas, como a dos três porquinhos, tal…

    Mas nossa, fiquei chocada com alguns! haha
    E no da Branca de Neve, pq no desenho a bruxa não teve o mesmo castigo? mimimi Eu nunca gostei dela, ia adorar mesmo pequenininha vendo ela naquela situação! HUAUIEAHUEA

    Responder este comentário
  178. Celinha
    14 Jul 2009 08:40

    Amei esse post Lia! Sou fã dos desenhos e animaçõs da Disney e fico louca com aquelas histórias de mensagens subliminares que a gente encontra em alguns sites dizendo que a própria Disney inseriu nos desenhos. Falam do padre excitado na Pequena Sereia, cavalos com pênis à mostra na Cinderela e blá, blá blá. A Disney precisou suavizar esses contos porque a maioria deles são cruéis e todo mundo sempre espera por um final feliz.

    Responder este comentário
  179. 14 Jul 2009 10:41

    Ai que horror, não gostei por isso é ruim crescer tudo que vc acreditava que era verdade cai por terra qdo crescemos… e eu ja´desconfiava que principes não existiam..uhauahu

    :[
    It paginates Twenty One

    Responder este comentário
  180. Monique
    14 Jul 2009 10:42

    quando você comentou naquele outro post sobre isso, fui pesquisar >< ahiuahiauui

    Responder este comentário
  181. 14 Jul 2009 11:00

    Faço mó comentário enorme e a Lia me ignora T____T

    Responder este comentário
  182. Bruna Lima
    14 Jul 2009 11:48

    lia acabando com a minha infância!
    husauhashsahu

    sério, fiquei chocada com as histórias da Branca De Neve e da Bela Adormecida.. Super príncipes cachorros.. o.O
    Quando se trata do sexo masculino, nem a realeza anda prestando… =P

    Responder este comentário
  183. Clara
    14 Jul 2009 12:05

    eu também li um livro de psicanálise que falava da versão original dos contos, da sua função na sociedade etc .O que mais achei interesante foi a da chapeuzinho vermelho, que era meu conto favorito quando criança.Era um a história que falava da sexualidade da chapeuzinho, de estupro, de como a smenina sdeviam se proteger.Muito interessante o tema

    Responder este comentário
  184. 14 Jul 2009 12:06

    Lia em 14 de July de 2009 às 1:29 disse:

    Daia Antonelli em 13 de July de 2009 às 19:21 disse:

    Lia, Adorei o post! Faço Psicologia, e a Psicologia Analitica tbm trabalha mto com contos e mitos! Num sei se vc já ouviu falar de incosciente coletivo, arquétipos… Caso se interesse, Marie-Louise von Franz tem um livro que chama Inerpretação dos contos de fada, que faz uma análise dos contos de fada! Ela era tradutora das obras de Jung(que é o pai da psicologia análitica, assim como Freud é pai da psicanalise) e ela acabou virando analista tbm. Puclicou vários livros sobre contos. Caso se interesse ta ai a dica. bjs

    ache esse livro no submarino por 40 reais!
    mas a descrição lá tá pobrinha, acho q vou esperar pra folhear qdo for na livraria (queria saber quais contos tem..)

    Qdo tiver a oportunidade veja sim, ela ainda tem outros livros de contos de fadas, como o feminino nos contos de fadas, individuação nos contos de fadas, sombra e mal nos contos de fadas. Bjs

    Responder este comentário
  185. 14 Jul 2009 13:01

    Eu já tinha ouvido a história da Cinderela,mais as outras não!Fiquei triste com a da Pequena Sereia,já que é a minha preferida =/

    Bjos

    Responder este comentário
  186. Juliia
    14 Jul 2009 13:04

    Nossa, eu nunca imaginei que a Bela Adormecida pudesse ter sido estuprada! Já sabia de algumas das versões reais, mas essa foi a que mais me chocou! É impressionante o tanto que a Disney modifica a história para transmiti-la as crianças. Mas com certeza é melhor assim… O.o Uau

    Responder este comentário
  187. Náh Costa
    14 Jul 2009 15:48

    Nossa Lia! O post ficou otimoooooo! AMEIIIIII!!! A unica historia que eu conhecia era a da Pequena Sereia, porque tenho um livrinho que ganhei quando era criança que tinha essa historia e eu sempre ficava triste porque a ultima página mostrava uma espuma no mar!!!!

    Muito bom saber mais sobre essas historias que fazem parte da minha vida e de tantas pessoas!

    Responder este comentário
  188. mariane
    14 Jul 2009 16:22

    Nossa! Muito diferente, mas é legal..
    A dos três porquinhos já tinha lido quando criança, no Japão é essa história que contam nos livrinhos pra crianças..hahaha

    Responder este comentário
  189. Nathasha
    14 Jul 2009 17:55

    Lia em 13 de July de 2009 às 0:30 disse:

    fê loverox em 12 de July de 2009 às 23:46 disse:

    putz, minha mãe tem esse livro! eu já dei uma folheada, é bem bom! Não conhecia todas as versões diferentes, e não lembro da história de cachinhos dourados! :( Mas assistia o “Contos de Fada” na tv cultura e tinha uns episódios excelentes! :B Assustadores pra mim, que era pequena, mas excelentes! hehe Tiveram até alguns episódios dirigidos por grandes nomes do cinema hoje. Se não me engano, o Scorcese ou o Spielberg chegou a dirigir alguns episódios (eu vi isso na faculdade, lembro do capítulo, mas esqueci o nome do diretor! rs).

    Li tudinho e achei bem interessante, principalmente a da Cinderela, que também não tem nada a ver com o filme “Para sempre cinderela”! rs Será que “João e o Pé de Feijão” e “João e Maria” também são bem diferentes no original? você chegou a ver algo a respeito enquanto pesquisava??

    Sobre o Contos de Fada:
    Teve Mick Jagger como imperador em uma história, Christopher Reeve como príncipe da Bela Adormecida, Liza Minnelli como A Princesa e a Ervilha, Susan Sarandon como a Bela em A Bela e a Fera, Billy Crystal como um dos Três Porquinhos, Matthew Broderick como o principe de Cinderela, Sofia Coppola atuando em A Princesa que não podia rir.

    Direção de Tim Burton em Aladdin, Francis Ford Coppola em Rip Van Winkle.

    Pô quanta gente phyna fez ponta no “Conto de Fadas”! Sempre assistia e adorava as versões diferentes dos filmes da Disney. Meu conto favorito era o do Rouxinol e do imperador chinês.
    Conhecia váárias dessas versões, mas o príncipe necrófilo de branca de neve me abobalhou. Pô, comprar o caixão? Eu conheço outra versão da chapeuzinho quer terminava com o Lobo comendo ela de sobremesa, depois de estuprá-la quando ela se aproximou e deitou com ele debaixo do cobertor.
    Eu tinha um filme da chapeuzinho onde ela era encurralada pelo lobo, mas salva pelo caçador, e a vó estava trancada num baú pra ser servida com a neta. E TODA vez que tocava a música do lobo eu me escondia embaixo da cama!

    Responder este comentário
  190. Anna
    14 Jul 2009 18:19

    Desde de pequena sempre tive medo dessas historias, principalmente por causa das ilustrações..

    Responder este comentário
  191. 14 Jul 2009 18:24

    Já sabia que as histórias reais eram macabras, ate tenho em minha lista de desejos do Submarino o Livo dos Irmãos Grimm…
    Mas nunca tinha parado para ler cada uma e confesso que gostei das histórias, principalmente da Bela e da Fera! =)))

    Responder este comentário
  192. yah pink
    14 Jul 2009 18:37

    oh my…q horror o da bela adormecida..
    =o

    Responder este comentário
  193. Tamiris
    14 Jul 2009 20:47

    Adorei o post… Fiquei besta com o conto da Bela Adormecida, aliás foi com todos hihi
    Só não conhecia esse do Rupert…
    O pessoal comentou tanto do programa da Tv Cultura, que fiquei com vontade de ver (snif snif), vou procurar no youtube… bjs

    Responder este comentário
  194. 14 Jul 2009 21:32

    Lia, um dos melhores posts desse blog! Sensacional! Obrigada! :D

    Responder este comentário
  195. 14 Jul 2009 21:36

    não tem como não comentar num post desse, lia! eu digo isso porque, a história de um modo diferente fica muito mais interessante, sabe?! a gente fica imaginando coisas como num conto comum! a gente acaba refletindo muito mais com um conto de fadas doido do que com um convencional! rsrsrs… adorei!

    Responder este comentário
  196. 15 Jul 2009 01:31

    Tá, no começo do post eu tava aterrorizada com teus comentários hahaha mas depois lendo as histórias… a Branca de Neve original é a contada no capítulo especial de histórias de contos do Chapolim. A da Bela Adormecida é a MAIS bizarrona de todas, e a da Pequena Sereia a mais triste, mas achei linda essa versão. Como conto né, não pra ser um desenho da Disney hahahah Imagina as crianças traumatizadas chorando sem parar porque a sereia virou espuma hahaha E depois as Barbies espuminhas da Ariel hahaha

    E a da Cinderela é muito melhor original também! Sangue e tal huahua E achei bonitinha a história do túmulo da mãe dela.. ok, eu sou estranha mesmo e daí haha Vou ler os outros contos amanhã, antes de dormir! =) hahaha

    Responder este comentário
  197. 15 Jul 2009 11:16

    O MELHOR POST DE TODOS OS TEMPOS!
    Lia to chocaaaaaaaaaaaaaaaaaaaada com tudo isso… Bela adormecida estuprada? que? oi???!!!! só fiquei boiando em cachinhos dourado e rumpelstiltskin que eu nunca ouvi as historias deles…. :O
    to chocada.

    Responder este comentário
  198. Andresa
    15 Jul 2009 12:18

    Lia, pelo amor de Deus… há algum tempo estava doida pra saber o nome dessa série que passava aos sábados na Cultura. Please, se puder e lembrar, qual o nome daquele conto em que a princesa (ou sei lá quem) ficava tracada num barraco e era incumbida de transformar toda palha em ouro? Devo ter viajado nos detalhes, mas desde pequena amava esse conto. Não sabia nem o nome da série até então. Beijo.

    Responder este comentário
  199. 15 Jul 2009 13:32

    Lia, como muitas meninas, tbm amei o post, o assunto é muito interessante. Já vi umas meninas falando de outros livros, eu li Lobo Mau no Divã e achei bem bacaninha tbm, já leu esse? Ele é bestinha mas é divertido, da pra ler numa sentada…
    Parabéns pelo post, achei ótimo, vou até salvar aqui com os devidos créditos… ;)

    Responder este comentário
  200. Stephanie
    15 Jul 2009 14:19

    eu já tinha ouvido algumas dessas histórias, a da pequena sereia é bem triste…
    acredita que eu tenho um livro infantil da cinderela que a irmã-postiça realmente corta dois dedos do pé! o.O
    falando nisso eu me lembrei do gloomy bear, vc podia falar dele aqui..
    é um ursinho fofo mas sanguinário, seu criador o fez assim pois ele acha errônea a forma como ursos vem sendo mostrados, como animais fofinhos, ele o fez para lembrar as pessoas que o urso é um animal selvagem por natureza e sua domesticação não é possível, o engraçado é que apesar disso o gloomy tem um visual bem Cute!~♥

    Responder este comentário
  201. 15 Jul 2009 16:14

    Eu já conhecia a da Cinderella (que por sinal lí em um livro escolar da 2 serie), mas achei as outras muito interessantes. Fiquei com pena do Rumpelstiltskin, sempre adorei ele. E, que principe idiota da história da Bela Adormecida, a históraia da Bela e a Fera sempre conheci desse jeito, nunca vi o filme da Disney (momento falta da infancia).

    Bjus!

    Responder este comentário
  202. Samyle Lindsay
    15 Jul 2009 16:50

    Eu conheço essa da Pequena Sereia desde pequena. E nem me assustava com ela. OO’

    Responder este comentário
  203. Susana
    15 Jul 2009 17:35

    existem versões freak de algumas destas histórias em quadrinhos do Todd Mcfarlane e seus respectivos action figures, eu tenho uma chapeuzinho vermelho vestindo botas de drag queen e com o lobo ensanguentado nas mãos com a vovó lá dentro da barriga, é linda!

    Responder este comentário
  204. Maria Victoria
    15 Jul 2009 17:57

    Muito legal esse post! Sabia que a maioria das histórias era diferente, mas não sabia dos detalhes.
    E nunca ouvi falar de Rumpelstiltskin, vou procurar saber do que se trata,

    Responder este comentário
  205. 17 Jul 2009 12:55

    Não sei porque a Disney não fez filme pro Rumpel, já que é uma história boa ( pelo menos pra mim ! )

    Responder este comentário
  206. 17 Jul 2009 21:23

    Adorei o post! Eu já conhecia a maioria das histórias, porque pegava toda semana na biblioteca do colégio livros com os contos de Grimm, desde os seis, sete anos.
    Fiquei muito chocada com a história da Bela Adormecida (essa eu não conhecia MESMO, tinha até um livrinho que era uma versão diferente da Disney, que ela tinha sete fadas madrinhas, mas só.) Estupro, parto, tudo isso desacordada? Parece até o Kill Bill Vol. 1… Bizarro!
    A Branca de Neve eu sabia, mas na versão que eu li era uma fita em vés de um corpete e eu não lembro da parte dos sapatos em brasa… ui!
    A Cinderela eu sabia todinha, a Pequena Sereia também (aliás, minha preferida, tenho vários livros, a maioria com o final triste, e eu lembro de ter visto um filme na TVE ou TVCultura há muito tempo que contava a versão original – erauma série de filmes de contos de fada, com efeitos muito pobrinhos) e nunca deixei de gostar. A Bela Adormecida eu tinha gravado um filme da sessão da tarde que era exatamente desse jeito que você contou, eu adorava, nunca mais vi esse filme em lugar nenhum.
    Os contos de fada realmente tem origens trágicas, li uma vez que eram pra prevenir as crianças de perigos (como mostra a Chapeuzinho Vermelho), mas como você disse, ensinam boas lições e valores para as crianças. Eu posso dizer porque cresci com eles e me tornei uma pessoa de cabeça boa (meio encantada demais, mas isso é outra história).
    Beijos

    Responder este comentário
  207. Lucianna L.
    19 Jul 2009 12:47

    Que sinistro, menina!
    Ainda bem que os nosssos pimpolhos não conhecem esses finais

    BjOs

    Responder este comentário
  208. 19 Jul 2009 14:14

    Gente ainda bem que eu só conhecia os contos da disney

    Responder este comentário
  209. ba.
    19 Jul 2009 14:28

    adorei o post, adorei a matéria, e fiquei muito em choque. Mostrei para outras amigas minhas, e elas também adoraram a matéria. Parabéns (:

    Responder este comentário
  210. 19 Jul 2009 14:31

    Adorei o post, mais fiquei muito em choque :O não sabia de nenhuma dessas histórias.. mostrei para outras amigas minhas e elas tambem adoraram, parabéns (:

    Responder este comentário
  211. 19 Jul 2009 14:41

    nossa, fiquei em choque.. eu não sabia disso. Mais adorei o post.. mostrei pra algumas amigas e elas também adoraram. Parabéns :)

    Responder este comentário
  212. 19 Jul 2009 18:14

    Oi, Lia! Que interessante ver esse assunto por aqui, porque é até relacionado com a minha pesquisa. Na verdade meu tema é mais histórico (claro, eu faço História) e focado nos Irmãos Grimm e o papel da reunião de contos populares (que são de vários lugares) em uma obra contribuindo para a consciência de nação alemã (Kulturnation – que é um tanto peculiar, já que que é mais cultural do que outras nações que se formam no século XIX). É importante mesmo lembrar o porque destes autores se voltarem para a reunião de contos populares: no século XIX, com o advento da nação moderna, há uma busca pelo passado da nação, que é em muitos casos “encontrado” (ou criado?) no passado medieval. Daí o interesse nestas histórias.

    Bom, já falei bastante de coisas que você não deve estar interessada, né? Mas já que você gosta desse assunto, aqui vai uma dica de livro suuuuuper legal: 103 Contos de Fadas, de Angela Carter. Na verdade ela só compilou estes contos e são super interessantes porque saem do território europeu. Tem contos japoneses, chineses, indianos e até inuits! (Este é o nome correto dos esquimós!) E dá pra encontrar várias semelhanças com contos que já são clássicos pra gente. Eu mesma fui anotando do lado à medida que eu achava elementos de Chapeuzinho Vermelho, Cinderela etc. E são contos bem curtos, gostosos, interessantes e às vezes até engraçados de se ler. Espero que você leia e goste.

    Beijos!

    Responder este comentário
  213. 19 Jul 2009 18:25

    Luly em 13 de July de 2009 às 0:35 disse:

    Quando vi o “anúncio do post” no Twitter, achei que só conhecia a da Bela Adormecida, mas me enganei… Ela era só a que eu conhecia melhor…
    Essa da Branca de Neve, tirando o final trágico da rainha, é bem famosa… E minha irmã que “é a Ariel” (hehehe) já tinha me contado a da Pequena Sereia, a Bela e a Fera conhecia exatamente assim, e essas historinhas não-de-princesa eu sabia todas.
    É um choque enorme quando a gente descobre essas coisas, ainda mais quem foi “criado” com a Disney, quase dá pra perder a magia…
    O Corcunda de Notre Dame também tem duas outras versões… Acho que a “original” é a que ele foge com a Esmeralda, não sei, mas pode ser também igual ao filme “O Corcunda”, em que ele é surdo e no final morre no lugar dela… Esse filme é exelente, bem forte, mas exelente, recomendo!!

    A história do Corcunda de Notre Dame é do Victor Hugo, não? E ele não foge com a Esmeralda. Ele é surdo por causa do barulho dos sinos e no final cai de lá de cima da catedral e morre. Tem até uns filmes antigaços, inclusive um mudo muito famoso e que a história é assim.

    Responder este comentário
  214. gabriela
    21 Jul 2009 11:20

    gostei das historias .
    queria muito saber qual eram as historis verdadeiras .
    a que eu mais gostei foi a da cinderela.
    bjss

    Responder este comentário
  215. isabel
    22 Jul 2009 22:53

    olá lia, estou pesquisando sobre esse tema, gostaria de saber o nome do livro da onde voce tirou essas versões.
    obrigada, bj!
    ah.. o blog ta mtu legal!

    Responder este comentário
  216. 23 Jul 2009 01:32

    agora imaginei uma criança assistindo a um desses filmes, com os olhinhos arregalados e abrindo o berreiro! ASHUIHSIAUHSAI
    ISSO É, SE INTENDEREM!
    beeeijos

    Responder este comentário
  217. 28 Jul 2009 10:26

    Lia, eu AMEI esse post!!!

    Super bem resumido, bem explicado e ilustrado.

    Até compartilhei no Reader.

    Já conhecia algumas versões, mas me lembrava só a da Pequena Sereia…

    O mais engraçado é q minha tia e prima vieram aqui no domingo e não sei como, acabamos entrando nesse assunto das princesas. Aí peguei o note e mostrei esse post pra elas, rendeu conversa depois hahahahahaa

    Foi de lenda urbana até histórias da mula sem cabeça, hilário!!!

    Confesso que gosto um pouco dessas historinhas e sou maior fã de filmes de terror antigos hauhuahuahauuahau

    Beeijos :*

    Responder este comentário
  218. 28 Jul 2009 19:13

    Adorei o tema! sendo estudante de psicologia me interessei mais ainda, qual foi o livro q vc comprou?

    Ah! sempre visito seu blog, mas só agora fui postar, acho que sou uma das leitoras fantasmas hahaha

    bjos

    Responder este comentário
  219. 03 Aug 2009 19:30

    demorei pra ler mais ameiiii o post lia
    nunca tinha me interessado em ler soobre o assunto

    Responder este comentário
  220. 18 Aug 2009 04:27

    Eu sou apaixonada por contos de fadas! Amei o post
    =^.^=

    Responder este comentário
  221. 04 Sep 2009 22:07

    Mah em 28 de July de 2009 às 19:13 disse:

    Adorei o tema! sendo estudante de psicologia me interessei mais ainda, qual foi o livro q vc comprou?

    Ah! sempre visito seu blog, mas só agora fui postar, acho que sou uma das leitoras fantasmas hahaha

    bjos

    o livro tá ali no final do post! é o A Psicanalise Dos Contos de Fadas

    Responder este comentário
  222. Biianca
    19 Sep 2009 19:29

    noossa, adoreei os contos mais macabros. tô lendo um livro (Dragões de Eter)que é muuuuiiito legal, e fala da chapeuzinho vermelho, de como o chapéu dela ficou vermelho, e de joão e maria.

    são macabros mais sãao legais.

    Responder este comentário
  223. 21 Oct 2009 16:34

    é mais macabro ainda o conto do Barba Azul, ou ainda das princesas dançarinas (ou algo assim do tipo)…
    O.O’
    a foto da chapeuzinho vermelho eu tenho no meu livro, inglês legítmo, com escrita arcaica, mto bom!

    Responder este comentário
  224. Luane
    17 Dec 2009 18:15

    Amei demais esse post!
    Confesso que nunca gostei muito da Aurora/Tália mas fiquei com dó dela!
    E essas versões originais são quase assustadoras! Sempre gostei mais da Bela. Super obrigada Lia!

    Responder este comentário
  225. Keyla
    10 Feb 2010 01:21

    ADOREI o post…
    Voltei à minha infância perturbada, demente… hehehehhe
    Vivia na Biblioteca, desde os 5 anos, lendo contos dos irmãos Grimm, Andersen, Perrault… conhecia todas estas histórias. Algumas eu nem lembrava mais, de tanto tempo que eu li.
    Ah! Posso garantir: tem história muito mais cabulosa que essas… só não são conhecidas.
    É só pegar a coleção de contos dos irmãos Grimm pra conferir (acho que até sebo tem)…
    MACABRO!!!!

    Responder este comentário
  226. 21 Feb 2010 11:29

    Olá, olá^^
    Bem, gostaria de dizer “Parabéns pelo trabalho de pesquisa. Eu não teria feito melhor”

    Mas quero acrescentar alguns detalhes que não estão aí… Posso??

    Bem… Em Chapeuzinho Vermelho, o lobo (Que na verdade é uma pessoa mesmo) mata a avó, obriga a menina acomer a carne da avó e depois a estupra. Depois a mata e panz… (Sim, crianças… Contos de fada nada mais são do que uma lição de moral…) E há outra versão de Chapeuzinho Vermelho que minha amiga me contou… Mas é longa, não sei se cabe aqui x.x (Se quiser saber, venha me ver no meu blog hauhsuhu XD)
    Hm… Eu lembrava de mais coisas, mas minha memória é péssima ahuahuha XD
    Se cuida!!!
    =*****

    Responder este comentário
  227. lex
    22 Apr 2010 21:49

    contos de fadas do mal….
    poxa gente,
    deu medo….

    Responder este comentário
  228. 11 May 2010 19:12

    Que matéria foi essa? AMEI

    Responder este comentário
  229. mari
    11 May 2010 19:20

    nossa..
    ja pode chorar?!?!
    ahauuahuauah
    mas bem q eu gostaria de ver a chapeuzinho matando o lobo, seria mt mais legal
    a minha preferida eh a bela adormecida, e a historia ate q nao eh mt diferente e o final eh lindo tb!!!
    mas a bela adormecida, eu choquei…. como assim?!?!
    e a pequena sereia morta?!?! nao pode!!!!

    Responder este comentário
  230. 11 May 2010 19:21

    A ultima eu só tinha ouvido falar… Eu lembro de um livro que eu tinha quando era criança que contava a história de uma princesa que a madrasta bagunçava o cabelo dela, rasgava as roupas e o próprio pai não a reconhecia… ai tinha um lance com sapos.. e não lembro mais nada.. :P

    Responder este comentário
  231. Natty
    11 May 2010 19:21

    Eu adoro essas histórias macabras e originais, eu lembro que falavam que essas eram as histórias contadas pelos camponeses para se divertir. Não eram para crianças mesmo, e os irmãos grimm e o charles perrault apenas escreveram as versões que conheciam. Eu tinha um texto muito interessante sobre uma análise dos contos de fada originais na psicanálise.

    Responder este comentário
  232. 11 May 2010 19:23

    Eita! Fiquei passada com algumas histórinhas, mas outras já era de se esperar que o final não fosse tão feliz e já conhecia por conta da Tv Cultura. Dá pra perceber que o pessoal tinha muita imaginação hein “se rasga pela metade”! Fora a Rapunzel que ficava grávida e o principe cego! Tinha também A Princesa e a ervilha que achava uma graça, mas bem fresca haha!

    Responder este comentário
  233. 11 May 2010 19:24

    Que legal o post Lia! Parabéns, a pesquisa deve ter dado um bom trabalho rsrs…
    Eu lembro vagamente do programa da cultura, lembro mais do episódio da princesa e a ervilha… mas era bom, devia ter torrent pra baixar rsrs

    Responder este comentário
  234. 11 May 2010 19:26
  235. BSBina
    11 May 2010 19:28

    Aiiiin, que medo! O.o
    E o outro se rasgando?? kkkkkkkkkkk
    Credo!!!
    Muitíssimo interessante o post!!! \o/

    Responder este comentário
  236. Camila Ribeiro
    11 May 2010 19:33

    Ganhei um livro bem velho da minha prima (de contos de fada) e a história da Cinderela, é na verdade a historia de uma outra princesa(não lembro o nome.)E a historia é muito parecida com essa q você colocou.

    Responder este comentário
  237. 11 May 2010 19:35

    Já estudei sobre isso nas aulas de Literatura, e tem várias versões mesmo…
    Tem uma da Cinderela que ela era magra (o que era feio na época pq lembrava a pobreza) pq as irmãs e a madastras comiam a comida dela e eram super gordas (padrão de beleza da época). Então teve o baile e a Cinderela ficou em casa comendo um banquete mágico que a fada madrinha deu pra ela… daí no final ela ficou mais gorda que as outras mulheres do reino, conseguiu chegar no final do baile e o principe se apaixonou profundamente por ela ser a mais linda de lá. o.O Bizarro né, me marcou mt essas versões alternativas freaks aí.
    hahahhaha

    Mas como eu amo a Disney, resolvi acreditar que a versão deles que é a certa e procuro ignorar as outras! ;)

    Ahh, eu já estudei tb a origem de certas cantigas infantis… a maioria é tenebrosa, tipo essas dos contos. Imagina quanta criança perturbada tinha naquela época! o.O hhahahha

    Adorei esse post! ;*

    Responder este comentário
  238. ana
    11 May 2010 19:42

    eu fiz um trabalho sobre isso faz uns 4 anos, os contos de fada antigamente eram usados para assustar as pessoas, tipo, pra mostrar que se a população fizesse algo errado teria punição..
    uma pena que eu perdi o trabalho qnd troquei de pc, mas tinha varias historias diferentes, tem uma versão que a chapeuzinho vermelho é safadinha, pra não dizer outra coisa.

    Responder este comentário
  239. Mariana Amaro
    11 May 2010 19:48

    Ai li tudo, adorei saber dos contos originais né kkkk

    Responder este comentário
  240. Tathinha
    11 May 2010 19:51

    Nossa muito interessante este post. AMEI!

    Responder este comentário
  241. @NatchyPaccelly
    11 May 2010 21:30

    Poxa, pelo menos as que eu mais gostava ainda funcionam nessa versão que são A Bela e a Fera e Ariel… Só que Ariel é um erdadeiro desastre a história! ahsuahuahusa
    Gostei, super interessante!

    ;*

    Responder este comentário
  242. Nanda Carlos
    11 May 2010 21:46

    Foi muito interessante ir lendo e vendo que há umas coisas do jeito que me contaram quando era criança, ou que eu li em uns livrinhos depois. Sempre acho que é a minha cabeça confundindo as histórias :)
    Que coisa essa a da Bela Adormecida, viu? Me deixou bem curiosa, vou atrás desse programa da TV Cultura rs.
    Beijos.

    Responder este comentário
  243. 11 May 2010 21:50

    ah, eu achei incrível.. eu não sabia a real de nenhuma das histórias mas já imaginava que fosse algo não muito meloso como todo mundo conhece, e tbm já haviam por altos que as históriais reais tinham um final mt pesado.. só q se formos olhar bem, é td q tá acontecendo nos dias de hoje.. estupro, pai querendo casar com filha! =S #tenso em?

    Responder este comentário
  244. 11 May 2010 23:31

    “pela 10ª vez, Disney não transforma e corrompe o conto loucamente!!! Ela apenas escolhe a versão que mais condiz com os valores Disney e adapta o que for necessário.”
    <—- Parte MEGA importante do post! Lembro bem dos comentários no Fallen Princesses. Huahuaha.

    Parabéns por todo o trabalho no post e no blog como um todo, Lia. É a sua dedicação que faz o JustLia tão querido. Não é a toa que ele é um dos meus preferidos. ^^

    Responder este comentário
  245. 12 May 2010 10:10

    Adoorei saber disso *-* só faltou a história da Alice né ?

    Responder este comentário
  246. Talita
    12 May 2010 10:26

    Um dia desse achei os divedos do “O Teatro Dos Contos De Fadas” no YouTube…ainda vou assistir mas estou adiando, por que lembro que morria de medo, era meio macabro rsrsrs

    Super legal essas histórias…estava falando com umas colegas de curso que estudam isso outro dia…

    Responder este comentário
  247. 19 May 2010 09:20

    Bom, fiz um artigo na Universidade sobre o tema “A importância dos contos de fadas na personalidade infantil”, ficou muito bom, é um tema que adoro e estou disponibilizando o link com meu artigo para você se estiver interessada, ótimo post o seu!

    http://www.scribd.com/doc/31194988/A-IMPORTANCIA-DOS-CONTOS-DE-FADAS-NA-PERSONALIDADE-INFANTIL

    Responder este comentário
  248. Marcelo
    08 Apr 2011 16:54

    Fala Sério, eu estava procurando esse contos.
    Achei muito legal essas postagens.
    Parebens para a Autora.

    Responder este comentário
  249. 14 Apr 2011 18:02

    eu achei as hitórias tam tristes e muito,muito escsitas,como aquela da Bela Adormecida.E o que é… aquilo é…esquessi!mas eu gostei muito mesmo elas cendocom o final tam triste e macabro,e ue tenho 4 livros antigos e pesados , so que as histórias sao diferentes, e Lia eu senpre venho ver tudo de novo que tem!so fiquei com medo da HELLO KITTYE DE SEU PAIIII!!!!!! beijos!!! tc,tc,tc Vivian GB

    Responder este comentário
  250. Flavia
    31 May 2011 12:22

    Parabéns pela pesquisa Lia!! eu havia comprado um livro de contos do Joseph Jacobs numa promoçao, e ao ler a História dos Três Porquinhas, vi que era diferente da que eu conhecia… entao fui pesquisar na internet pra saber se era a história original. Obrigada, através do seu site que pude descobrir. Muito interessante(e amedrontadora)as versoes originais das demais histórias… buuuuuuu!!!!!

    Responder este comentário
  251. 17 Sep 2011 16:02

    Meu Deus!!!!!!! Quanta maldade nos contos antigos! Choquei!!

    Responder este comentário
  252. Maria Clara
    28 Sep 2011 18:48

    São todas muito assustadoras,mas eu conheci uma da Chapeuzinho Vermelho melhor.

    Responder este comentário
  253. Lívia
    29 Sep 2011 09:49

    Eu havia estudado um pouco sobre mensagens sibliminares do walt disney mais não sabia das versões originais dos contos e confesso que estou chocada.Acho que todos nós temos imaginação suficientes para criar um novo conto de fadas sem precisar usar versões tão macabras.Sou mãe e de maneira nenhuma contarei histórias assim para as minhas filhas,obrigada pelo esclarecimento.

    Responder este comentário
  254. Jhully Cristina
    23 Nov 2011 12:36

    oi, ontem(22/11)houve um encontro educacional em minha escola e o assunto foi esse e lá descobri a verdadeira história dos contos de fada, e aqui estão as outras que eu ñ tera ouvido!!!isso está de parabéns♥

    Responder este comentário
  255. Marcela
    27 Nov 2011 00:01

    Conhecia a maioria das versões originais dos contos. Dó fiquei chocada com o da Bela Adormecida!

    Responder este comentário
  256. karen
    22 Jan 2012 15:14

    uau nossa nao sabia que as historias eram assim mais bem me diss que ninguem nunca pensou oque acontece depois do felizes para sempre??

    Responder este comentário
  257. karen
    22 Jan 2012 15:15

    mais obrigado por noss mostrar oque realmente emporta oque a por tras b

    Responder este comentário
  258. karen
    22 Jan 2012 15:16

    lia posso te fazer uma pergunta? onde vc consegui essas historias sempre curiosidade obrg

    Responder este comentário
  259. karen
    22 Jan 2012 15:18

    sabe oque e mais estranho? que na disney passa esses contos de outra maneira perai: disney nao e de crianças? pq passam esses contos? vai saber ne

    Responder este comentário
  260. Bárbara
    24 Jan 2012 16:02

    Eu conhecia quase todas as versões, menos essa do Rumpelstiltskin. inclusive tenho um livro de psicanálise, na capa tem até o mesmo desenho da Chapeuzinho deitada com o Lobo de touca. Sempre quis saber se tem alguma outra versão do Flautista de Hamelin, mas né, o final é tão trágico que aquele deve ser o verdadeiro mesmo. Tipo, não da pra piorar, dá?

    Responder este comentário
  261. Bárbara
    24 Jan 2012 16:08

    Lia em 13 de July de 2009 às 0:30 disse:

    fê loverox em 12 de July de 2009 às 23:46 disse:

    putz, minha mãe tem esse livro! eu já dei uma folheada, é bem bom! Não conhecia todas as versões diferentes, e não lembro da história de cachinhos dourados! :( Mas assistia o “Contos de Fada” na tv cultura e tinha uns episódios excelentes! :B Assustadores pra mim, que era pequena, mas excelentes! hehe Tiveram até alguns episódios dirigidos por grandes nomes do cinema hoje. Se não me engano, o Scorcese ou o Spielberg chegou a dirigir alguns episódios (eu vi isso na faculdade, lembro do capítulo, mas esqueci o nome do diretor! rs).

    Li tudinho e achei bem interessante, principalmente a da Cinderela, que também não tem nada a ver com o filme “Para sempre cinderela”! rs Será que “João e o Pé de Feijão” e “João e Maria” também são bem diferentes no original? você chegou a ver algo a respeito enquanto pesquisava??

    Sobre o Contos de Fada:
    Teve Mick Jagger como imperador em uma história, Christopher Reeve como príncipe da Bela Adormecida, Liza Minnelli como A Princesa e a Ervilha, Susan Sarandon como a Bela em A Bela e a Fera, Billy Crystal como um dos Três Porquinhos, Matthew Broderick como o principe de Cinderela, Sofia Coppola atuando em A Princesa que não podia rir.

    Direção de Tim Burton em Aladdin, Francis Ford Coppola em Rip Van Winkle.

    Só adicionando: se não me engano, o Robin Williams fez o Sapo em A Princesa e o Sapo.

    Responder este comentário
  262. Bárbara
    24 Jan 2012 16:46

    E mais outra nota, sobre Alice no País das Maravilhas: a melhor maneira de ver a original, sem os ‘aditivos fofos’ da Disney, é ler o livro, pois diferente da maioria, Alice é uma obra literária mesmo, como o Corcunda de Notre Dame, não uma lenda passada por gerações e adaptada.

    A Alice, sobrenome Liddell, pelo que sei, era uma menina MORENA que o autor, o Lewis Carroll, conhecia, e dizem que ele era realmente apaixonado por ela, mas ele era um senhor e ela tinha uns 10 anos. Ele contou a história para ela, ela gostou, pediu que ele escrevesse. Ele escreveu, usando enigmas matemáticos e depois deu para ela. E o Oscar wilde, autor famoso na época, gostou do livro e o tornou famoso. É mais ou menos isso.

    Ela crescer e encolher ao longo do livro é, se bem me lembro, a maneira dele dizer que, em certas épocas da vida dele, ela era ‘pequena’, sem importância, e em outras, ela é ‘enorme’, muito importante.

    Responder este comentário
    • 24 Jan 2012 22:57

      Bárbara em 24 de January de 2012 às 16:46 disse:

      E mais outra nota, sobre Alice no País das Maravilhas: a melhor maneira de ver a original, sem os ‘aditivos fofos’ da Disney, é ler o livro, pois diferente da maioria, Alice é uma obra literária mesmo, como o Corcunda de Notre Dame, não uma lenda passada por gerações e adaptada.

      A Alice, sobrenome Liddell, pelo que sei, era uma menina MORENA que o autor, o Lewis Carroll, conhecia, e dizem que ele era realmente apaixonado por ela, mas ele era um senhor e ela tinha uns 10 anos. Ele contou a história para ela, ela gostou, pediu que ele escrevesse. Ele escreveu, usando enigmas matemáticos e depois deu para ela. E o Oscar wilde, autor famoso na época, gostou do livro e o tornou famoso. É mais ou menos isso.

      Ela crescer e encolher ao longo do livro é, se bem me lembro, a maneira dele dizer que, em certas épocas da vida dele, ela era ‘pequena’, sem importância, e em outras, ela é ‘enorme’, muito importante.

      Existe uma versão comentada de Alice no0 País das Maravilhas e Alice Através do Espelho que é bem legal pq explica as referencias dele com matematica e etc. Vende em qualquer livraria, com capa amarelada… Pra quem se interessar!

  263. 25 Jan 2012 12:18

    Nossa, muito interessante esse post… vi que uma leitora deu RT ontem. A gente se prende na fantasia dos filmes e acaba deixando passar uma história importante que existe por trás de toda essa fantasia, né. Muito bacana. Nunca tinha lido sobre a verdadeira origem dos contos de fadas. :)

    Responder este comentário
  264. Marina
    15 May 2012 11:56

    nossa, simplesmente amei esse post! Me amarro muito nas verdadeiras versões dos “contos de fadas” e é sempre bom vê-los reunidos em um único lugar! =D

    Responder este comentário
  265. Helena
    25 Oct 2012 12:20

    Sempre gostei de conhecer a origem dos contos de fada. Faltou a do João e Maria que também é bem popular. Quando eu era criança tinha um livrinho em casa se chamava “O lobo e os 7 cabritinhos”. A mãe cabrita deixava os cabritinhos em casa e disse a eles para não abrirem a porta p/ ninguém. Daí vem o lobo e faz 3 tentativas para enganar os cabritinhos. Até que na última ele passa mel nas patas e cobre com algo que não lembro e os cabritinhos, ao olharem por debaixo da porta, pensam que é a mãe deles. O lobo entra e come 6. 1 deles fica escondido. Daí a mãe chega e o cabritinho conta o que aconteceu. Eles vão atrás do lobo que dormiu de tanto comer, abrem a barriga dele, tiram os cabritinhos (q estão vivos!) e colocam pedras no lugar. Quando o lobo acorda está com sede e vai beber água no rio. Com o peso das pedras ele cai no rio e morre afogado. heheheeh! E o pior que eu nem achava estranho ou ficava assustada com a violência quando era criança. Acho que pela inocência da idade não imaginava a dor, tripas ou sangue.

    Responder este comentário
  266. Nascimento
    03 Dec 2012 13:21

    Seu ótimo material me ajudou como fonte de pesquisa, pois no meu trabalho de faculdade é adaptar o conto para a realidade do Rio de Janeiro e em quadrinhos.

    Muito Obrigado!

    Responder este comentário
  267. 04 Dec 2012 14:58

    Oi, Lia! Legal sua postagem. Pelo visto você ainda vai colher muitos frutos com ela, já que ela rendeu muitos comentários! Estou fazendo mestrado em literatura, e minha dissertação versa sobre fábulas, contos de fadas e a revista em quadrinhos “Fábulas”, que atualiza essas histórias. Você já ouviu falar?

    Mas deixa eu só dar um pequeno pitaco ortográfico aqui: lá no começo do post você escreve “pretenções”, mas a palavra é com “s”. E em outro ponto do texto você escreve “punimentos”, mas tal palavra não existe. O que existe é “punições”. Fica a dica e valeu pela ajuda na minha pesquisa (e por citar as fontes)!

    Responder este comentário
  268. leticia campos
    20 Dec 2012 19:22

    nossa por que num falar a verdade doque mentir para nois!!!

    Responder este comentário
  269. Jun
    23 Jan 2013 06:45

    Qual o nome do livro que tem os contos gente?

    Responder este comentário
  270. [...] Leia também: A verdade e a origem dos contos de fada [...]

    Responder este comentário
  271. 25 Feb 2013 21:46

    [...] Veja também: A verdade e a origem dos contos de fada [...]

    Responder este comentário
  272. Thayna
    26 Feb 2013 15:23

    Acabou com a minha infância!

    Responder este comentário
  273. Thaís
    19 Apr 2013 21:40

    Extremamente machistas os contos originais, e alguns (como Branca de Neve e A Bela Adormecida) continuam sendo machistas mesmo na versão da Disney, ainda que mais lights

    Responder este comentário
  274. [...] Leia A Verdade e a Origem dos Contos de Fadas, por Lia Camargo > aqui [...]

    Responder este comentário
  275. Francynalda
    10 Sep 2013 20:51

    Adorei a versão original desses contos :) parabéns Lia pelo blog adorei ^^ a q eu mais gosto eh a da BELA E A FERA <3 a da BELA ADORMECIDA fiquei chokda :O bjao :)

    Responder este comentário
  276. […] No conto de fadas original, a bruxa simplesmente não foi convidada para a festa porque não saia de sua torre nunca, e […]

    Responder este comentário
  277. […] Fontes: Super Interessante; A Psicanálise dos Contos de Fadas; Just Lia […]

    Responder este comentário
  278. Pamela
    21 Jul 2014 11:53

    O Teatro de conto de fadas que passava na TV Cultura contou não só a versão da Pequena Sereia, mas também da Bela e a Fera e do Rumpelstiltskin =)

    Responder este comentário

Para usar avatar, cadastre-se com seu email em Gravatar.com
Página 1 de 11