Home » Você é mais bonita do que pensa
29 de abril de 2013 - 10:00
106
Beleza

Você é mais bonita do que pensa

Apenas 4% das mulheres do mundo consideram-se bonitas.

O que você vê quando está na frente do espelho? As primeiras rugas, dentes tortinhos, uma espinha nova, a maldita celulite, os quilos sobrando? Paro pra analisar enquanto escrevo o post e pela primeira vez noto que, sem dúvidas, na frente do espelho estou sempre procurando um defeito. Geralmente, nos meus melhores momentos, pra tentar corrigir e disfarçar. Mas confesso que já houveram horas mais desesperadas, onde não havia conserto e só autodepreciação. Vendo essa estatística, por mais triste que ela seja, fico achando que tem muita gente comigo. Gente que sabe o que é ver seu próprio reflexo e ficar chateada, por não ter o corpo que acredita estar dentro do padrão ideal, por não ter a proporção perfeita no rosto e por outros mil motivos que a gente inventa, dando culpa até pra coisas pequeninas como fios de cabelo ou unhas.

E não é superficialidade, é sofrimento. Já chorei por ser magra demais, por estar acima do peso, por ter sardas no rosto, por ter olhos grandes, por causa de estrias, por ser dentuça, por ter estragado o cabelo no salão, por não ter peito… por me achar um monstro. Me lembro claramente de uma vez na adolescencia ter tido uma conversa comigo mesma, na frente do espelho, me conformando que era feia como um monstro. É um sofrimento interno, que aperta o peito e sobe com o nó na garganta e as lágrimas salgadas. Hoje eu gostaria de responder para aquela menina de 13 anos que ela é linda e vai continuar sendo linda, mas será que a Lia de hoje acredita genuinamente nisso?

A frase do começo do post é de uma pesquisa feita mundialmente pela Dove, que também assina o documentario abaixo. Já vi o vídeo algumas vezes, me arrepiei, marejei os olhos, sorri e continuo refletindo sobre o que ele deixou. Gostaria muito que todas vocês assistissem.

retratos-dove001

Os 2 retratos da Florence

Em “Retratos da Real Beleza” um artista especializado em retratos falados, que trabalhou por quase 30 anos no FBI, desenha 7 mulheres sem vê-las. Primeiro as mulheres se descrevem para que ele faça a ilustração conforme sua auto-descrição, sem vê-las. Depois ele as desenha novamente, com base nos relatos de um estranho que esteve 15min com uma delas. No fim temos a comparação de ambos retratos: aquele onde a mulher se auto-descreveu e aquele onde um estranho a descreveu. E a diferença é gritante e emocionante.

O vídeo mostra que a gente se vê com uma enorme distorção da realidade, que amarguramos por coisas que só nós mesmas estamos vendo. E essa baixo autoestima na maioria dos casos não é só um problema que se resolve em dias que a gente tá se sentindo melhor, em dias que a gente se arruma e gosta do que vê no espelho. O conflito interior é tão grande que reflete em diversos aspectos da vida: deixar de lutar por um sonho, escolher um emprego diferente do que você gostaria, deixar uma paixão ir embora, a maneira como você se relaciona com pessoas no dia-a-dia, seu humor… Mesmo sem se dar conta você pode ter deixado de fazer muitas coisas por se enxergar de maneira deformada. Se ver como uma pessoa bonita vai muito além de querer despertar atração alheia, tem a ver com aceitação, com se encaixar na sociedade.

Agora que você assistiu, quero que você pense nisso tudo. Pare de cultuar um ideal de beleza inventado e inatingível. Amanhã você vai acordar, tomar banho e se olhar no espelho. Só que dessa vez, não vai focar nos defeitos. O que você mais gosta em você? A lista está pequena, aumente! Coloque mais coisas, pense com mais carinho. Você é linda. Todos te enxergam sendo linda e são esses motivos que você tem que valorizar. É um desafio diário que estou propondo, não é fácil, é complexo e profundo. Mas só você pode mudar. Espero que este post e este filme lhe inspirem a rever sua beleza.

Post Anterior
Look do dia: Estampa galaxy
Próximo Post
As blogueiras de moda mais famosas do Brasil…
...Comentarios...
106 Comentários

Para usar avatar, cadastre-se com seu email em gravatar.com
  1. Thaísa
    26 de abril de 2013 - 18:13

    Clap clap clap
    Texto digno de aplausos.
    Obrigada por compartilhar suas fraquezas conosco e nos mostrar que somos todos normais. :)
    Fofa!

  2. Gabi
    26 de abril de 2013 - 18:13

    De fato esse comercial é ótimo. Um amigo havia me enviado exatamente por esse motivo, eu sempre vejo as piores coisas em mim…na mesma semana vi na tv e foi tão impactante qto da 1ª vez.
    Genial e no fundo, verdadeiro.

  3. Cateline
    26 de abril de 2013 - 18:17

    PARABÉNS, LIA! Que post sensacional! :O:O AMEI!

  4. Renata
    26 de abril de 2013 - 18:19

    Vi mais uma vez o vídeo, emocionei de novo. Já mostrei para minhas amigas, para minha mãe, para minha avó. E realmente, nós ficamos loucos com o padrão que nos é imposto goela abaixo que ficamos nos comparando com aquilo e esquecemos do que temos de único, de nosso! Por isso os blogs sérios e bacanas como o seu, o da Lu são importantes! Vemos que todas somos muito diferentes, mas se eu tô afim de usar calça estampada eu uso e pronto! Vai ficar lindo! Sem essa que baixinhas não podem usar isso, nem gordinhas aquilo. E Lia, vc inspira todas nós nesse ponto viu! Sempre experimentando as tendências e compartilhando a opinião sincera com as leitoras! um beijo!

  5. Thamara
    26 de abril de 2013 - 18:21

    Lindo demais. Uff, chorei.

  6. Beatriz Lima
    26 de abril de 2013 - 18:22

    Uau, que vídeo! Toca fundo na gente mesmo… Passamos a vida inteira procurando problemas para tentar conserta-los que deixamos de apreciar nossa beleza. Por mais que uma pessoa nos ache lindas, sempre duvidamos e isso acaba sendo péssimo pra gente, pq isso acaba com a nossa auto estima. Cabe uma reflexão, principalmente no mundo de hoje em dia que a beleza importa mais que tudo.

  7. Morgana
    26 de abril de 2013 - 18:24

    Vi esse vídeo uns 3 dias atrás e comecei a pensar bem nisso, não só como nos vemos mas como os outros também enxergam a gente, cheguei a conclusão que tem mais gente colocando pra baixo do que gostaríamos. Sou gorda, sei disso, me olho no espelho e vejo lá minha barriga de chopp e chocolate, mas tem gente que acha que ficar falando que sou gorda o tempo todo vai me incentivar a emagrecer, não sei da onde as pessoas criam essa teoria mas muita gente faz e compartilha esse pensamento, isso só faz estragar meu dia! Vc tá lá se sentindo bonita num dia raro e a pessoa solta um: “seu rosto é tão bonito! pq não emagrece? vc é só um pouco gordinha (wtf?), vai ser fácil.” Isso acaba comigo, não era pra acontecer, mas acontece! Espero que outras blogueiras sigam seu exemplo (muito feliz) e compartilhem esse vídeo tb. E coloquem pessoas “gordinhas” em fotos (sempre que tenho receio de usar determinada roupa “por ser de gente magra” vou no ‘Como usar’ e tem uma plus size, penso comigo mesma: ‘tapa na cara da sociedade!. Desculpa o testamento e obrigada =)

  8. Gabelita
    26 de abril de 2013 - 18:28

    Também chorei ao ver a campanha da Dove pela primeira vez.

    Gostaria de compartilhar esse link, um post que mostra um outro lado da moeda, tão válido quanto o lado exposto pela Dove.

    http://www.refinery29.com/2013/04/45918/jazz-brice-tumblr-dove-real-beauty-sketch-video-response

  9. Lisiane
    26 de abril de 2013 - 18:35

    eita Lia, cutucou a ferida.
    Engraçado como com os outros é facil. Eu pensei na hora, poxa, mas a Lia é linda, é alta, é magra. Mas depois a gente vê que cada um acha algo em si mesmo pra se incomodar, mesmo que nao seja fisico.
    Não sou boa com as palavras, com me expressar, mas entendi o recado e espero que sirva pra vc, pra mim, e pra muitas outras meninas que precisam se sentirem perfeitas e capazes.

  10. Gabriela Gomes
    26 de abril de 2013 - 18:40

    É bem complicado isso, a gente sempre acabava vendo um defeito ou outro na gente… Eu por exemplo, não consigo sair de casa sem maquiagem (e não me refiro á um pó e um rímel, e sim a muuuita maquiagem mesmo), me acho feia, tiro umas 100 fotos pra depois á contra gosto publicar 1 kk A nossa auto estima é algo que temos que cuidar muito, muitas mulheres são infelizes devido a isso. Achei maravilhoso sua iniciativa de fazer um post assim, parabéns mesmo, poucas blogueiras fazem isso! Adorei.
    http://www.espacegirl.com

  11. Bárbara Helen
    26 de abril de 2013 - 18:42

    Seu post abriu um pouco o caminho pra eu refletir a maneira como me olho. Eu tenho autoestima baixa por lembranças da escola e por mim, que até hoje reflete em minhas decisões e por mais que me falem que estou bonita, na maioria das vezes sempre quero me esconder e evito tirar fotos. O que acho difícil não é parar de ver defeitos, é parar de lembrar dos comentários das pessoas que te deixaram na pior, como foi comigo quando era estrábica…
    Ver um blog como o seu tratar disso é muito bacana e me emocionou.
    A maneira como tratou do assunto vai ajudar a muitas garotas como eu. :)

  12. Paula
    26 de abril de 2013 - 18:45

    Lia, arrasou…
    eu sou uma pessoa que sempre tive e tenho muito problema com baixa autoestima…
    vi esse vídeo e fiquei emocionada tb e pensei o quanto a gente se coloca defeito.
    Você vê? eu te acho super bonita, nunca imaginei que vc se colocava tantos defeitos ou já se colocou um dia.
    Dá vontade até de sentar e desabafar com você depois desse post! hahahaha
    Amei, Lia… ótimo e ótima inciativa da Dove…
    é por isso que eu leio seu blog há tantos anos e sempre vou ler… =)

  13. Fabiana Miyoshi
    26 de abril de 2013 - 18:52

    Olha, que propaganda mais linda! E a Dove nem está “vendendo” o seu produto realmente, mas está ajudando muitas pessoas com essa campanha linda! Eu, particularmente, achava muito mais defeito do que realmente existiam. Hoje eu já não me acho tão monstra assim, pelo contrário, aprendi a me valorizar. Ah, tenho bochecha de Fofão? Tenho, mas também acho minha boca linda! Tenho mil falhas na sobrancelha? COM CERTEZA! Mas meus cílios são legais. Uma coisa vai compensando a outra até que as coisas boas se tornam maiores, depois que a gente passa a se aceitar.
    O maior problema pra mim é a encheção de saco alheia. Porque sempre vai ter um ou outro querendo te derrubar. Só ligar o filtro do “me poupe” (pra não falar palavrão por aqui HAHAHA) e seguir ignorando essa gentinha! Falei muito, mas também fiz meu desabafo aqui :)

  14. Juliana
    26 de abril de 2013 - 18:55

    Valeu, Lia! E olha, vc é muito linda, pode acreditar. Sou descendente de árabes, então meus olhos também são grandes, mas sempre gostei dessa minha característica, pois todo mundo elogiva (tem gente que pergunta até se estou com cílios postiços, rsrs). Eu me acho bonita, mas tenho 40 anos, ou seja, já tive uma vida toda para aprender que sou bonita. Na adolescência, me sentia feia, mas vejo que é comum os adolescentes se sentirem feios. Achava meu cabelo bonito, olhos e dentes bonitos, mas não gostava de só ter 1m61cm, de ter cabelos castanhos (queria ou ser ruiva, ou loira ou ter cabelo preto azulado, mas não castanho, que era a cor mais comum que existia de cabelo), eu achava, enfim, que faltava alguma coisa. Hoje, sei que o que faltava não era beleza (nem interna, nem externa), o que faltava era aquela segurança que a gente só tem mais tarde na vida mesmo… Você é mais do que bonita, é linda. E, pelos seus posts (desde sempre), dá para ver que vc é tão linda por dentro quanto é por fora, e isso é muito importante. Acho que a beleza interna reflete na externa, eu sei disso porque quando passei por uma fase meio tristinha na minha vida, até a textura da minha pele e a qualidade do meu cabelo mudaram (pra pior), acredita?

    Beijos, Juliana.

    P.S.: muitas vezes, releio seus posts bem antigos. Outro dia, li um post seu dos teus tempos de faculdade, você metendo o pau nos ônibus em dias de chuva, vc falou da lama que fica no chão, que as janelas dos ônibus não blindam, não bloqueiam a chuva totalmente e tal… Até nessas horas vc é engraçada, Lia. hehehe. É muito bom ver o quanto você se esforçou, mas que valeu cada gota de suor, porque hoje vc tem sucesso profissional, isto é, faz (com maestria) o que ama fazer desde sempre. Que o seu sucesso só faça crescer, crescer e crescer!

  15. julienne
    26 de abril de 2013 - 19:00

    EMOCIONANTE! “WE are more beautiful than we think”

  16. Julia
    26 de abril de 2013 - 19:08

    Sem palavras! Texto maravilhoso! Parabéns, Lia!

  17. Maria Carolina
    26 de abril de 2013 - 19:23

    Eu estava precisando de um texto desses hoje Lia. Muito obrigada. ♥

  18. Camila
    26 de abril de 2013 - 19:27

    Fiquei com lágrimas nos olhos. Tive uma fase na vida em que queria ser “invisível”, ter “cara de paisagem” para que ninguém me visse. é muito triste, mas precisamos nos amar e nos valorizar como somos!

  19. Juliana Vitezi
    26 de abril de 2013 - 19:41

    Já te disse no tuiter, vou dizer aqui de novo, vc é linda. E ó, com o tempo só tem mostrado que é linda também por dentro, la na alma. Minha adolescencia foi terrivel, o que hoje chamam de Bullying, na minha época era só a maneira como as adolescentes lindas, ricas e magras tratavam as feinhas, gordinhas e pobrinhas..rsrsrs, claro que hoje dei a volta por cima, to linda, rica e phyna (magra ainda trabalhamos)sambando na cara das recalcadas… hahahahaha.
    Bjo, Liaaa linda e entrevistadora de Mauricio de Souza *-*

  20. Adriana Ramos
    26 de abril de 2013 - 19:51

    Já tinha visto este vídeo, mas fiz questão de assistir de novo. Não custa relembrar…
    A forma como nos enxergamos se reflete na forma com enxergamos o mundo, a vida, o futuro… aprender a se valorizar e gostar de si mesmo, com todas as qualidade e defeitos é, de fato, um exercício diário.

  21. Paola
    26 de abril de 2013 - 20:01

    Esse vídeo é realmente muito emocionante. Quantas vezes já não deixei de sair de casa por me achar muito feia e muito magra comparada as outras pessoas. Aos poucos estou mudando esse pensamento, aceitando quem sou e procurando minhas qualidades.. esse vídeo me fez refletir bastante :). Post muito bom!

  22. […] último, um texto belíssimo da Lia sobre aquele vídeo da Dove. Poucas pessoas tem a audácia de se expor tanto e de forma tão […]

  23. Hanna
    26 de abril de 2013 - 20:16

    É mesmo! Eu falo, porque acontece comigo mesmo! Já chorei também por ser ‘mais alta’ que as outras meninas da minha idade, por ser chamada de ‘quatro olhos’, até ,porque acho meu pé muito grande (calço 40,para equilibrar o corpo) :p
    Mas temos que da um ‘já’ nisso! Cada pessoa é linda com seu jeito de ser! Simplismente por sermos diferentes! Amei! Obrigada *-*
    E você é linda! :)

  24. Erica Imanishi
    26 de abril de 2013 - 20:17

    Caraca, Lia.
    Já tinha visto o vídeo e me emocionado com ele, mas a forma delicada que tudo está escrito me fez repensar algumas coisas.
    Sou uma pessoa com sérios problemas de auto imagem, não consigo me achar bonita de jeito nenhum, só por dentro.
    Muitas vezes, por causa disso, me boicoto.
    Porém, procuro passar uma imagem diferente para as pessoas ao meu redor.
    Esse vídeo é um tapa na cara e me diz claramente pra parar de querer ser perfeita.
    Ninguém é perfeito!

    Lindo, lindo, lindo esse post! <3
    Parabéns!

  25. Aline
    26 de abril de 2013 - 20:27

    Lia, já tinha assistido ao vídeo e, claro, me emocionado, mas não imaginava vir aqui e ler um texto tão honesto. Incrível que enquanto ia lendo, só conseguia pensar “Nossa, mas a Lia é linda, tem presença, desenvoltura, não acredito que ela pense assim sobre si mesma!”. Mas a verdade é que essa realidade tá em muito mais lares do que podemos imaginar né? Às vezes aquela pessoa ali do nosso lado, que tá rindo e parece estar de bem com a vida, antes de sair de casa teve uma crise de choro por se achar tão fora de regra. Eu não sei qual o verdadeiro intuito da Dove ao criar esse vídeo, mas acho que isso nem deve entrar em questão. O que importa é a mensagem, e a chance que temos de repensar nossas atitudes.Principalmente aquele tão ofensiva que temos com nós mesmas. Se parar pra pensar, é o que fazemos com nossos amigos né? Quando eles estão mal, sempre temos uma palavra consoladora, um movimento para que ele se anime, e por que não conseguimos ser nossos amigos?

  26. Aline
    26 de abril de 2013 - 20:28

    Texto lindo, vídeo sensacional! Tinha visto ele esses dias e fiquei pensando exatamente isso.. Nunca estamos contentes com a gente mesmo, sempre colocamos algum defeito, alguma coisa que precisa ser melhorada, nos comparando com outras pessoas, outras realidades. Tentar enxergar a si mesmo com outros olhos, de uma forma mais humana e menos dura e superficial é realmente difícil, mas necessário para não pirarmos e, TALVEZ, encontrarmos a felicidade que tanto procuramos. Lindo post Lia, como sempre vc arrasa!!!! Bjss

  27. Thainá
    26 de abril de 2013 - 20:47

    Chorei! ;/
    Esse foi o melhor post que li em um blog!
    Lindo, lindo, lindo!

    Uma palavra: obrigada!

    Estou passando por isso, e quem vê de longe pensa “que frescura”, mas só quem passa sente como é, você se esconder do mundo por “vergonha”!

    Obrigada, mais uma vez!
    Você é linda! :)

  28. Carina
    26 de abril de 2013 - 21:06

    Nossa, que video tocante, me emocionei mesmo. Beijus

  29. Fernanda N
    26 de abril de 2013 - 21:19

    oi lia, tudo bom?
    eu também já assisti esse vídeo e fiquei com os olhos cheios de água… queria poder participar de um projeto assim para ver a diferença entre o que eu vejo e o que as pessoas veem. acho que todo mundo se enxerga um pouco distorcido, infelizmente. mas o teu texto está ótimo, ainda mais com a proposta para tentar mudar esse complexo. espero que todos que leiam tentem mudar isso um pouco, inclusive eu.
    beijo, beijo!

  30. KarenKac
    26 de abril de 2013 - 21:57

    Esse vídeo é realmente muito interessante. Me chamou a atenção a primeira vez que vi e logo curti (adoraria compartilhar). Somos lindas! Por mais que alguns dias eu me sinta feia, há dias em que me sinto linda! Parabéns pelo post!

  31. Débora Souza
    26 de abril de 2013 - 23:27

    Realmente muito importante esse vídeo. Se você não se amar, ninguém irá. Tem promoção no blog, passa lá! Bju

  32. Larissa
    26 de abril de 2013 - 23:53

    Bom eu já tive seios beeem grandes (tipo anormais mesmo em relação a minha estrutura mignon e claro sempre rolava um booling), depois oporei (até por que achei que no futuro ia fazer um bem danado pra minha coluna). Mas até que não sofri de baixa auto-estima por isso não, porque eu não sou só uma aparência eu sou muitas coisas além disso portanto se estou satisfeita com a minha a imagem (ou não) isso causa um reflexo relativamnete pequeno sobre minha auto-estima. Outras coisas a afetam mais, por exemplo, quando sinto (ou não) que tenho amigos, familia, quando sinto (ou não) que sou uma pessoa justa, honesta, prestativa. Infelizmente nós vivemos num mundo onde imagem é tudo e se vc não se acha bonita fisicamente isso é suficiente para uma péssima auto-imagem. As mulheres devem repensar mais sobre sua beleza, concordo, mas mais importante que isso acho que elas devem repensar mais sobre qual o verdadeiro valor delas.

  33. Bianca
    27 de abril de 2013 - 00:06

    Eu me emocionei muito quando vi esse vídeo, principalmente porque no dia anterior um amigo tinha elogiado meu rosto e minha pele e eu fiquei tentando convencê-lo que eu sou muito feia, pq meus olhos são muito pequenos pro tamanho do meu nariz, que minha boca é torta, a pele manchada e tenho muitos vasinhos visíveis, etc).
    Eu recebi um elogio, não agradeci e ainda tentei mostrar o quanto ele estava errado, como se eu não merecesse. Aí no dia seguinte levo esse “tapa na cara” que me fez repensar meu comportamento. Espero mudar isso, mesmo que seja aos poucos.

  34. Domi Milani
    27 de abril de 2013 - 01:29

    “Já vi o vídeo algumas vezes, me arrepiei, marejei os olhos, sorri e continuo refletindo sobre o que ele deixou.”
    Puxa, achei que só eu tivesse tido essa reação! ^^
    Eu vivo lendo sobre como a mídia manipula nossa visão de nós mesmas, adoro ver trabalhos de fotógrafos ao estilo “beleza real”, mas não adianta: meu lado racional pode saber tudo isso, meu senso estético pode me dizer que existe beleza além das capas de revista, mas meu coraçãozinho bobo sempre acaba se retorcendo magoado quando eu olho pro espelho…
    Olha, realmente a auto-aceitação é um exercício difícil, viu?! Mas vale mais a pena que qualquer academia: já percebi que (nos raros momentos) quando estou bem comigo mesma, consigo conversar muito melhor com as outras pessoas, perco a timidez e me sinto à vontade para fazer o que quero… :)

    Aliás, não esqueço que, no dia em que nos encontramos na Convenção de Colecionadores de Barbie, vc me disse algo do tipo “como vc é bonita!” de um jeito tão espontâneo, que me surpreendeu de uma maneira muito feliz! ^^ Eu, que estava morrendo de vergonha de ir falar com vc, me sentindo um patinho feio perto daquela moça alta, linda, toda produzida, inteligente, viajada, famosa! Olha, receber um elogio da Lia fez meu dia, viu?! ♥♥♥

  35. Hevelyn Benevides
    27 de abril de 2013 - 02:17

    Muito bom o texto! Realmente, sempre vemos os nossos pequenos defeitos enormes. Adorei o teste que fizeram deu pra perceber bem a diferença de como nos vemos e como realmente somos e as pessoas nos veem! Mas é assim, temos é que valorizar nossos pontos fortes (:

    http://dicasentregarotas.blogspot.com.br

  36. Cibele
    27 de abril de 2013 - 07:15

    tbm amei esse video, e o anterior (aquele Evolution, onde eles montram a real modelo e o produto final). Eu ja fui mais complexada (mto magra, cabelo mto cacheado, nariz grande e bla bla bla), de uns anos pra cá, melhorei mto, mas fico me perguntando, depois desse video, como eu me descreveria. Acho q todas nós precisamos deixar de lado as modelos/atrizes/celebridades impecáveis(graças a uma equipe gigante)e prestar mais atenção em nós mesmas, reconhecendo nossas qualidades, assumindo nossos defeitos e aprendendo a lidar com eles. Bjus Lia!

  37. Geovana Cybele
    27 de abril de 2013 - 08:45

    Realmente um texto e vídeo tocante e emocionante…
    Eu já tinha visto sobre esse pesquisa no yahoo, mas adorei ver aqui no blog…
    quando me olho espelho a primeiro coisa que vejo são os meus defeitos, mas acho que isso quase toda mulher faz…
    Beijos.

  38. Ana
    27 de abril de 2013 - 08:49

    Lindo post, linda campanha.
    E esse papo é difícil, mesmo. Sempre fui complexada e me achava feia, e parte da culpa era por ser gorda (mas também reclamava do tamanho dos meus dentes, do meu nariz, da minha orelha e da minha acne). Aí eu emagreci e continuei sem me sentir confortável na minha pele… precisei disso pra entender que não é uma questão de peso ou disso ou daquilo, mas de como eu me vejo. E aí comecei a trabalhar pra me sentir bem comigo e acho qu

  39. fernanda
    27 de abril de 2013 - 08:53

    Excelente post!

  40. Ana
    27 de abril de 2013 - 08:53

    Ana em 27 de abril de 2013 às 8:49 disse:

    Lindo post, linda campanha.
    E esse papo é difícil, mesmo. Sempre fui complexada e me achava feia, e parte da culpa era por ser gorda (mas também reclamava do tamanho dos meus dentes, do meu nariz, da minha orelha e da minha acne). Aí eu emagreci e continuei sem me sentir confortável na minha pele… precisei disso pra entender que não é uma questão de peso ou disso ou daquilo, mas de como eu me vejo. E aí comecei a trabalhar pra me sentir bem comigo e acho qu

    Continuando pq enviei sem querer hahaha: acho que funcionou (não sei custo, sem dificuldade). Tanto que engordei de novo, mas to ok com isso. Gosto do formato do meu corpo, acho que meu biotipo combina com o sobrepeso (que é de 20kg, mais ou menos), gosto de muita coisa no meu rosto. Sei que eu não sou o que a mídia diz que é bonito, mas me acho bonita, sim…

  41. Paula
    27 de abril de 2013 - 10:16

    Essa propaganda é linda mesmo! E olha que eu não presto a mínima atenção em propagandas, mas essa toda vez que passa eu paro pra ver, é emocionante…

  42. Mariana
    27 de abril de 2013 - 10:32

    a dove sempre me surpreende com essas campanhas de real beleza…
    realmente se eu me descrevesse, seria muito diferente do que os outros vêem… adorei o post!
    bjos

  43. Priscilla
    27 de abril de 2013 - 11:49

    Parabéns Lia, post s-e-n-s-a-c-i-o-n-a-l. Não tem como não se emocionar vendo :’)

  44. Camilla Almeida
    27 de abril de 2013 - 11:53

    Lia, eu simplesmente AMEI o post, isso foi ótimo para o meu ego, e aproveitei para repassar para uma amiga que a algum tempo estava sofrendo com a auto estima dela, e adivinha?? ela tbém AMOU… obrigada por compartilhar esse post com todas nós.!!! Ah, você é linda, sempre se ame.!!!

  45. Gilmara
    27 de abril de 2013 - 12:15

    Poxa, chorei :’) que isso, a Dove sempre faz esses comerciais, pra gente se sentir linda :) eu já achei muitos defeitos em min, a pele não é de pêssego,a coxa grande demais, sem peitos kkk mas isso ai, hj eu me aceito e ainda me exibo kkkk seu poste ficou sensacional, melhor post Lia, foi tão vc ali :) AMEI. Meus parabéns e continue sempre assim. SUA LINDA….

  46. Larissa
    27 de abril de 2013 - 12:15

    Uau… Realmente depois de assistir a esse vídeo, a algumas coisas que devo repensar! Acho que a maioria do sexo feminino se sente assim :) fiquei impressionada com o vídeo, nem me lembro de quantas vezes cheguei chorando do cabeleleiro e fiquei triste 5 dias por uma espinha rsrs, mais nunca recebi algum comentário negativo em relação a isso, sempre foi um conflito com meu eu interio RS. Adorei!

  47. Anne
    27 de abril de 2013 - 12:25

    É bem isso mesmo e principalmente na adolescência, eu já sofri bastante nesse período, tanto que só andava de jeans e camiseta bem largos para “disfarçar” a falta de peito, morria de vergonha do meu corpo. Era muito magrinha e as meninas todas já desenvolvidas. Odiava o fato de ter descendência oriental, pensava que nenhum homem achava orientais bonitas.
    Melhorei bastante, mas sempre temos encanações, nada como o tempo para aprender a se valorizar mais, se eu fosse do jeito que sou na adolescência teria aproveitado muito mais.

  48. Anne
    27 de abril de 2013 - 12:26

    Anne em 27 de abril de 2013 às 12:25 disse:

    É bem isso mesmo e principalmente na adolescência, eu já sofri bastante nesse período, tanto que só andava de jeans e camiseta bem largos para “disfarçar” a falta de peito, morria de vergonha do meu corpo. Era muito magrinha e as meninas todas já desenvolvidas. Odiava o fato de ter descendência oriental, pensava que nenhum homem achava orientais bonitas.
    Melhorei bastante, mas sempre temos encanações, nada como o tempo para aprender a se valorizar mais, se eu fosse do jeito que sou na adolescência teria aproveitado muito mais.

    *se eu fosse do jeito que sou HOJE na adolescência

  49. Carlinha Mielitz
    27 de abril de 2013 - 12:38

    Lia, chorei ao ver o vídeo, meu Deus elas são lindas e se vem tão feias, todo mundo acaba fazendo isso né…Adorei..beijos

  50. Haichelin
    27 de abril de 2013 - 13:18

    Parabéns Lia, por ter feito esse post. Me emocionei muito com esse documentário, é lindo.
    Realmente, nem sempre acredito que sou bonita, por mais que todo mundo me fale isso, eu sempre acho algum defeito, alguma coisa que não se encaixa.

    Já observei muitas vezes que a maioria das mulheres, as que vemos no dia a dia, não se parecem em nada com as das propagandas Não deveríamos nos sentir feias, cada uma tem algo que a faz especial e linda. Não da para padronizar a beleza, ela é única.

    Obrigada de verdade Lia, vendo isso eu consigo perceber que não sou a única a me sentir assim, e que eu não deveria me sentir assim. Minha autoestima não é baixa, mas as vezes ela da uma oscilada.

    Lia você é linda e o que você faz aqui é muito importante! eu não sou a única a me influenciar pelo seu blog, leio ele todos os dias e ver uma coisa como essa me deixou muito feliz.

    Um Beijo e continue sendo assim, Linda.

  51. Isabella
    27 de abril de 2013 - 13:36

    Uau, esse é um post que precisamos comentar. Além de me emocionar muito vendo a surpresa dessas mulheres se vendo nos retratos, também vejo que as pessoas nunca estão felizes com si próprias. Pra você ser feliz por completo, essa felicidade tem que vir de dentro, primeiramente, e isso que falta nas pessoas, elas serem felizes por dentro e depois mostrarem isso por fora. Realmente, vou reparar mais nas minhas qualidades de agora em diante e aceitar minhas “imperfeições”.

  52. Priscilla Oliveira
    27 de abril de 2013 - 13:55

    Esse vídeo é ótimo! Muitas mulheres se vêem menores do que são.
    Falando nisso, já viu a versão masculina e com sátira?
    http://www.youtube.com/watch?v=T8Jiwo3u6Vo&feature=share

    bjs
    http://www.blogdapriscilla.com

  53. Maria Carolina
    27 de abril de 2013 - 14:24

    Muitoooo bom esse post, parabéns Lia

    http://www.mariacarolinadicas.blogspot.com.br

  54. Thaís
    27 de abril de 2013 - 15:14

    Incrível o vídeo. Por muito tempo eu acreditei ser meio feia, que nem essas mulheres. Vendo defeito onde não tem, sabe? Por exemplo, as minhas sardas, que eu achava horríveis, mas quando mencionei para uma amiga que conhecia a anos, ela disse que nunca tinha reparado. Os defeitos não existem, e, se existem, são superáveis. Somos todas lindas do nosso jeito – Born this way

  55. Anny Monique
    27 de abril de 2013 - 15:22

    Esse vídeo é incrível Lia!!! Amei ele quando vi pela primeira vez.

  56. Joyce Correa
    27 de abril de 2013 - 15:25

    Incrível o post! me vi perfeitamente no vídeo, sempre me descrevo de forma completamente diferente das pessoas que me conhecem me descrevem!
    Mais auto estima para as mulheres e menos estereótipos de beleza perfeita! Bonito mesmo é ser feliz da forma que vc é, e se sentir amada por isto.

  57. Yasmin
    27 de abril de 2013 - 16:26

    Uma analise comum entre pessoas do sexo feminino. Ótimo video.

  58. Jess
    27 de abril de 2013 - 16:34

    Estou bastante emocionada com esse vídeo, Lia. E também com o seu depoimento. Eu praticamente penso as mesmas coisas que você, queria ter os dentes de um jeito, os olhos maiores, cabelos assim, corpo assado. E eu pensava que isso era coisa de uma guria como eu, que está longe de estar nos padrões de beleza. Mas ouvir isso de você, alguém que sei lá, é tão popular e bonita, me mostrou o quanto eu sou cruel comigo mesma. Sendo que tenho ótimas coisas para valorizar e tal.
    Obrigada pelo seu depoimento, é mais importante pras leitoras do que você pensa.

  59. cademoch
    27 de abril de 2013 - 17:30

    Me identifiquei muito com todo o texto, já passei por muitas situações complicadas, mas hoje, depois de muita terapia, o que me ajuda muito, eu tenho trabalhado muito em mim ver que não sou só defeitos e sim que sempre ressaltei os defeitos… Não é fácil, mas a cada dia eu “batalho” no sentido de rever minhas qualidades, não só físicas. Melhor texto que já li sobre essa questão, parabéns e obrigada Lia :)

  60. Bruna Fernandes
    27 de abril de 2013 - 18:41

    Muito bom Lia! Inspirador! A Dove sempre inovando nas campanhas

  61. Marina Bernardino
    27 de abril de 2013 - 20:08

    Nossa, me arrepiei toda quando vi a reação das mulheres,elas de descreveram tão feias e tristes, e as outras pessoas as descreveram tão diferente! Varias vezes já me olhei e ainda me olho me achando feia, sem graça, cheia de espinhas, oculos, cabelo ruim! Mas nos somos mais do que a nossa aparência e somos lindas sim! A gnt passa tanto tempo procurando defeitos que esquecemos de procurar também as qualidades, a beleza! Mto linda a mensagem desse video! Linda mesmo! E o seu desabafo foi tão verdadeiro, profundo, sincero que me fez pensar em me olhar mais no espelho e ver a beleza que há em mim, que não são os padrões impostos pelos outros que se dizem “perfeitos” que vão me dizer que sou feia!! Adorei o post!! Muito obrigada Lia!! Ah, eu sempre achei vc bonita! Beijos

  62. Marília
    27 de abril de 2013 - 22:55

    Lia, adorei este post! Obg pela sua sinceridade, realmente me tocou mto. Queria muito me sentir bonita, me olho no espelho e me sinto bonita por um breve instante até ver que a opinião que os outros têm é que sou desleixada, feia e patética. Acho que no meu caso, o retrato falado feito por mim seria muito mais bonito do que o feito pelos outros.

  63. ana glaucia
    27 de abril de 2013 - 23:01

    Lia, que post emocionante…Tô chorando aqui…Feliz final de semana e obrigadaaa…

  64. Cam
    27 de abril de 2013 - 23:16

    Que linda a campanha! Nós somos muito críticos mesmo, tanto homem quanto mulher, na minha opnião. Quando alguém “de fora” nos elogia sempre damos uma desculpa ou adicionamos um defeito para não aceitar 100% o ~compliment~
    Eu tento sempre me olhar sem apontar as falhas (que na minha cabeça, são muitas) e dizer para mim mesma que sou bonita e agradecer por ser assim. Na maioria das vezes consigo, mas tem sempre aquele dia em que não rola, nada está bom. Então continuo tentando, como você disse, é uma coisa para a vida toda.

  65. Marta Camilo
    28 de abril de 2013 - 00:05

    já tinha visto esse vídeo no facebook, é realmente muito interessante, as pessoas não enxergam a beleza de dentro de si, apenas os considerado defeitos!

  66. Mariana
    28 de abril de 2013 - 01:05

    Tudo o que eu precisava ver e ouvir.

  67. Julia
    28 de abril de 2013 - 11:00

    Um post incrivel Lia, parabéns, meus olhos encheram de lagrimas!!

  68. débora
    28 de abril de 2013 - 13:43

    malditos ninjas cortadores de cebola! mal posso ver seus movimentos

  69. Emanuelly
    28 de abril de 2013 - 15:06

    Que lindo Lia! Parabéns por ser essa pessoa tão humilde, e que a cada post que passa nos aproxima mais de você. Assim como eu, tenho certeza que muitas mulheres se identificaram com esse video.

  70. Beca Lessa
    28 de abril de 2013 - 15:55

    Você conseguiu me emocionar. Texto lindo! Obrigada :)

  71. Luciana Afonso
    28 de abril de 2013 - 20:03

    Esse vídeo é sensacional. Ótimo para refletirmos e pararmos de colocar defeitos (?) em nós mesmas.

  72. Anne Raysa
    28 de abril de 2013 - 21:17

    Eu vi esse vídeo por uma indicação de um colega (homem) da turma de MBA que eu faço e achei incrível como os criadores da campanha conseguiram captar essas sensações nossas!
    E – NADA CONTRA – mas acho que nem precisava de ação junto aos blogs, porque o vídeo “se vende” por si só. É todo mundo indicando para a amiga, que mostra para a mãe, prima, irmã e assim por diante, né?

    Mas ainda assim, gostei muito de ler sua opinião, porque reflete exatamente o que eu penso!

    Beijos

  73. Nanda
    28 de abril de 2013 - 22:15

    Melhor post de todos, Lia. De verdade.

  74. Abda Melo
    28 de abril de 2013 - 23:25

    Engraçado eu ler esse post agora, por que refleti um tanto sobre o assunto durante a semana. Tive uma entrevista de emprego na terça e a pessoa me pediu pra citar 3 qualidades minhas…e isso pode parecer super simples, ou pelo menos eh super fácil dizer 3 qualidades de uma outra pessoa, então, por que não de você mesma? “Só que não”…talvez tenha sido a resposta que mais demorei a dar. Na escola eu sempre fui a nerd, quatro olhos, gordinha, e suuuper tímida; e o que me pareceu foi que embora vc emagreça, coloque lentes de contato, trabalhe a questão da timidez, vc está sempre focada nos “defeitos” em vez de buscar seus pontos fortes. =/

  75. Jaqueline
    28 de abril de 2013 - 23:35

    Interessantíssimo esse vídeo e de certa forma tocante mesmo. Principalmente porque as vezes não conseguimos enxergar a nossa beleza e nossas peculiaridades. Vemos os defeitos apenas e esquecemos nossos pontos físicos positivos. Gritante a diferença entre os desenhos. Queria fazer uma experiência dessa comigo.

  76. Carol
    28 de abril de 2013 - 23:41

    Sensacional… Não só o vídeo, como o seu texto. Aliás, é isso que faz do seu blog ser diferente: você é real, expõe seus sentimentos, não fica “fazendo média”, fingindo estar sempre com unhas perfeitas… Qualquer mulher do mundo consegue se identificar com você, por conta da sua sensibilidade, honestidade. Te acho um super exemplo de pessoa bem resolvida, além de uma blogueira maravilhosa, já que você escreve MUITO, tem muito estilo e é super bem-humorada. Continue sempre assim, Lia!
    E sobre o vídeo: FANTÁSTICO! Temos que focar nas nossas qualidades… Acredito que ninguém consiga estar satisfeito o tempo todo, nem uma super modelo, uma Kate Moss da vida, Gisele… Não existe perfeição. Mas o importante é nós nos aceitarmos, focarmos nas coisas boas da vida (e do nosso corpo!), pelo menos na maior parte das vezes. Sempre pra cima! Assim como gentiliza gera gentileza, admiração gera admiração… Amar a si próprio é fundamental!

  77. Kah
    29 de abril de 2013 - 09:58

    Lia me emocionei demais com o vídeo! Tenho problemas com autoestima desde criança, por ser muito zoada por meus colegas por ser muito magra, por ter dentes tortos, por não ter peito… Hoje já usei aparelho e tenho um sorriso lindo, tenho um corpo bem mais definido, mas mesmo assim continuo tendo uma imagem ruim quando olho o espelho. Mesmo com tantas pessoas dizendo que sou linda…
    Me identifiquei com seu texto também, me fez pensar muito.

  78. Kenia Silva
    29 de abril de 2013 - 11:18

    Finalmente uma blogueira que revela a verdadeira beleza!Parabéns Lia.Deus te abençõe.

  79. Paulla
    29 de abril de 2013 - 11:52

    Lindo realmente lindo

  80. Lyvia Gamerco
    29 de abril de 2013 - 12:04

    Amei essa ação da Dove!
    Dá uma sacudida na auto estima de qualquer uma.
    Gostei muito do seu texto, também já sofri muito e a insegurança é inevitável, mas aprendi que essa é uma construção interna que leva tempo e tem que ser feita aos poucos.
    Gostaria de responder o mesmo para aquela menina de 13 anos.
    beijo

  81. flávia
    29 de abril de 2013 - 12:04

    Lindo texto! Me fez refletir sobre como eu me enxergo, na realidade nunca me achei feia, mas, muitas pessoas insistem em apontar defeitos em mim “nariz não é bonito” “você não tem peito”, aí eu acabo entrando na nóia de que tenho que ser perfeita pra que as pessoas me aceitem ou pra que meu namorado nunca me troque por uma garota mais bonita… Enfim, muitas vezes você se gosta e se acha bonita sim, mas a sociedade tem um modelo de beleza e se voce não for parecido com ele as pessoas criticam e a gente acaba ficando insegura mesmo…Beijos Lia

  82. magahsantana@gmail.com
    29 de abril de 2013 - 12:47

    já fui mais cruel com minha aparência e graças a essa distorção não permiti-me viver uma paixão (enquanto julgava-me feia e cafona minha paixão julgava-me como intrigante descobri recentemente). Hoje sou mais generosa e procuro corrigir ou camuflar o que me incomoda. Após três filhos ganhei umas gordurinhas na cintura enquanto as abdominais não as diminuem eu as escondo com um bom modelador, cabelo não tá legal? Coloco tiaras faço um penteado diferente. Apareceu uma espinha, bendita seja a maquiagem. E vou vivendo Lia. Já não fico deprimida por não ter a altura, o corpo, os olhos ou o cabelo de Gisele Budchen valorizo o que tenho de mais bonito e saio para a vida. A beleza está nos olhos de quem a vê e muitas vezes somos belas não por um rosto ou corpo perfeito e sim por nossas atitudes ante a vida e os acontecimentos. Beijos!

  83. Dany Menezes
    29 de abril de 2013 - 14:10

    Post perfeito!!! É exatamente isso que acontece, geralmente nós mesmas nos colocamos para baixo quando na verdade tem muita coisa boa para mostrar!!!

  84. Paty
    29 de abril de 2013 - 16:24

    Adorei o post, seguirei o conselho!
    Acho essa campanha incrível e acho que devemos olhar para os aspectos positivos não só de nosso físico, mas também de nossas vidas como um todo.
    Muitas vezes focamos no que não temos, deixando de valorizar verdadeiras bençãos diárias de nossa rotina.
    Beijos

  85. Polly
    29 de abril de 2013 - 17:11

    Me emocionei…. Vídeo super interessante e que retrata bem a realidade… Viva a auto-estima!!!!

  86. Bárbara
    29 de abril de 2013 - 21:01

    Nossa, que vídeo emocionante!!! Fiquei com lágrimas nos olhos. Ótimo post, retrata de verdade o que nós, mulheres, sentimos.

  87. Marcela
    30 de abril de 2013 - 08:30

    Preciso me lembrar desse vídeo todos os dias!
    Beijo Lia *:

  88. Fefa
    30 de abril de 2013 - 10:28

    é difícil se achar realmente bonita em um mundo onde, cada vez mais, a ditadura da beleza predomina.
    a fe loverox fez um post esses dias falando sobre isso, de como estamos cada vez mais dependentes de maquiagem, tratamentos estéticos…
    pq ao mesmo tempo que é maravilhoso ter tudo isso à nossa disposição para nos sentirmos melhores, é ruim pq não nos aceitamos mais da maneira que somos.
    esse vídeo é um soco no estômago. todas nós deveríamos assistir.

  89. Quézia
    30 de abril de 2013 - 14:12

    Emocionada, após assistir o vídeo.
    Ao ler o seu texto, deu uma vontade enorme de dizer: Que linda é você, Lia!

  90. Débora
    30 de abril de 2013 - 14:29

    Muito inspirador esse post. Cada uma de nós, realemente precisa às vezes se convencer que é linda do jeito que é.

    Parabéns Lia.

  91. Nina
    30 de abril de 2013 - 15:29

    Ai, acho muito fácil falar essas coisas em vídeos, com mulheres que SÃO bonitas, e vindo de mulheres que são bonitas – e, principalmente, magras. Porque, assim, certamente isso foi feito pra gente que nunca foi xingada na rua de feia e de gorda, pra gente que não tem apelidos referentes à gordura, ao cabelo crespo.
    To dizendo porque nem me acho tão feia, mas recentemente fui xingada na rua e reparei – cara, é mesmo, eu tenho que tomar vergonha na cara, não posso ficar achando que eu sou bonita.
    Só acho que assim como tem esse lado de pessoas que se acham piores do que são, tem o lado das pessoas que são feias mesmo. Nesse vídeo aí não tem nenhuma mulher feia, por isso que elas não são vistas como feias pelos outros.

    • Carol
      26 de julho de 2013 - 18:53

      Nina em 30 de abril de 2013 às 15:29 disse:

      Ai, acho muito fácil falar essas coisas em vídeos, com mulheres que SÃO bonitas, e vindo de mulheres que são bonitas – e, principalmente, magras. Porque, assim, certamente isso foi feito pra gente que nunca foi xingada na rua de feia e de gorda, pra gente que não tem apelidos referentes à gordura, ao cabelo crespo.
      To dizendo porque nem me acho tão feia, mas recentemente fui xingada na rua e reparei – cara, é mesmo, eu tenho que tomar vergonha na cara, não posso ficar achando que eu sou bonita.
      Só acho que assim como tem esse lado de pessoas que se acham piores do que são, tem o lado das pessoas que são feias mesmo. Nesse vídeo aí não tem nenhuma mulher feia, por isso que elas não são vistas como feias pelos outros.

      As mulheres do vídeo não são perfeitas. E, assim como não existe perfeição, também acredito que não existe alguém sem qualidades. Você com certeza tem as suas! O importante é focar nos pontos fortes (tanto da sua beleza quanto da sua personalidade) e os valorizar. É lógico que isso não é fácil, como diz a Lia, é um exercício diário. Para isso é fundamental cuidar de si mesma, se agradar, ter amor próprio. Você pode SIM se achar bonita, aliás, você deve! Se você se sente melhor estando mais magra, é legal procurar um nutricionista para te orientar. Se cabelo crespo incomoda, tem como alisar, ou melhor ainda, hidratar, usar produtinhos (existem tantos hj em dia!) para deixar o crespo lindo de morrer (naturalmente). Mas o fundamental é não se deixar abalar por comentários alheios, pq ninguém é perfeito, e quem xinga os outros na rua com ctz n é NADA bem resolvido… Se ame, se aceite!

  92. Paula
    03 de maio de 2013 - 00:52

    Já vi esse “comercial” fiquei encantada, nunca para pra ver nada de publicidade na TV, na verdade nem sabia que era cormercial, sentei pra assisti e só no final vi que era comercial! Super lindo e criativo, merece um premio por prender a minha atenção!

  93. Bruna Bizarria
    03 de maio de 2013 - 13:12

    Que lindo post Lia, é surpreendente, como nós distorpamos a nossa imagem, e muitas vezes “enxergamos” coisas que nem existem!!! E seu complemento no post, passou p nós leitoras a sua sinceridade e isso foi ótimo pois é difícil achar isso nos blogs hoje em dia. Parabéeens!! :D Me indentifiquei muito com esse video…

  94. Mônya
    03 de maio de 2013 - 19:58

    Que lindoo!! ;~ adorei o texto, bem emocionante, sempre olhamos os nossos defeitos, deveríamos enxergar mais as nossas qualidades também.

  95. Driely
    03 de maio de 2013 - 23:44

    Esse vídeo é realmente lindo e nos faz perceber que mais as pessoas mais cruéis com nossas aparências somos nós mesmos. O medo de nos mostrarem nossos defeitos nos faz estar preparadas pra isso encontrando defeitos em frente ao espelho, sendo que muitas vezes, as outras pessoas nos acham lindas como somos.

  96. […] mesma, sobre parar de se olhar no espelho e procurar defeito… sabe? Enfim, tem um texto da Lia sobre isso que é uma […]

  97. rubia
    24 de dezembro de 2013 - 09:27

    Nossa, é minha cara esse post, eu me acho um monstro, na adolescencia tinha traumas, fiquei adulta e os traumas pioraram.
    Dificil superar! :(
    E Lia, você é linda, seu cabelo, seus dentes, seu sorriso é encantador, você tem uma delicadeza e ao mesmo tempo parece ser tão forte e determinada, você é um espetáculo de mulher, você sim é LINDA.

  98. […] → Falei mais disso no post “Você é mais bonita do que pensa“ […]

  99. Juliana
    14 de julho de 2014 - 18:18

    Só eu que chorei?

  100. Júlia Brito
    22 de julho de 2014 - 21:55
  101. Natercia Matavele
    05 de agosto de 2014 - 19:00

    Muito lindo! amei! meu marido diz todos os dias o quanto sou linda, apesar disso, nunca acredito…..é triste o que pensamos que vemos no espelho….na verdade somos muito bonitas mas a nossa mente comparativa, recusa-se a ver esse lado lindo, obrigando-nos a aceitar o que nao existe de facto! Obrigada pelo colirio nos meus olhos, amei!!

  102. Aline Reimberg
    27 de agosto de 2014 - 12:51

    Gente, será que faço parte dos 4% que se acham bonitas e que não mudariam nada em si? Sou magrela, tive muitas espinhas na adolescência e o meu cabelo tinha uma personalidade a parte hehehe, e sempre que me diziam que eu não era bonita, eu custava a acreditar, pq eu via outra coisa no espelho e não a garota que foi eleita a mais feia da sala. Sempre tento passar isso para as minhas amigas que vivem de regime, ou qualquer coisa do tipo. Acho bobeira tentar entrar em um padrão e por este motivo não consigo acreditar que existam pessoas feias. Adoro o seu blog, Lia! Bjus

  103. joana c.
    08 de novembro de 2015 - 14:25

    sim. sermos e somos todos muito lindos e bonitos

  104. Mari
    08 de maio de 2016 - 15:49

    Que texto maravilhosos! Já tinha assistido ao vídeo, mas me identifiquei totalmente com suas palavras. Espero que continue a pensar assim. Vou aceitar esse desafio. Parabéns! Abraço!

  105. Gleicy Kelly Casteluber
    27 de fevereiro de 2017 - 23:47

    Lindas palavras, mas em plenos 2.4 sigo me achando feia, sem bom gosto pra roupas, sem jeito pra maquear pra tudo… todas as outras mulheres são tão lindas!!!! Exceto a que vejo no espelho todos os dias quando levanto.

8assista Just Lia TV no youtube9
Outros vídeos
8siga @liacamargo no instagram9