02 de janeiro de 2013 - 10:00
135
Estilo

15 Blogueiras “plus size” estilosas!

Tive a ideia de fazer esse post porque sempre que não coloco uma garota gordinha no Como Usar da semana, vocês vêm me lembrar. Mas a vantagem é que, ultimamente tenho colocado em todos os posts, e o resultado é bem positivo. Uma coisa que me deixa triste é que, várias vezes, leitoras veem uma tendência e perguntam: “Adorei! Sou gordinha, posso usar também?”

15 Blogueiras "plus size" estilosas!

Meninas, esqueçam regras. Encontre algo que te faça feliz e invista no sorriso. Superem esse medo de errar, do que as pessoas irão dizer. A gente vive mesmo de altos e baixos, algumas coisas ficam bonitas, outras não, mas isso não é porque você é gordinha – isso ocorre com todas nós! Na tentativa e no erro que você encontra seu estilo! A minha dica principal é sempre (sempre!) usar aquilo que te faz sentir confortável e bonita.

Para as marcas, hoje, já não é diferencial fazer roupas com tamanhos maiores, mas uma necessidade. Necessidade de se adaptar a uma consumidora que, cada vez mais, expõe suas vontades. Afinal, não só as magrinhas seguem tendências e gostam de se sentir bonitas. Separei 15 blogueiras “plus size” que mostram como é possível se vestir bem, mesmo com peças que, na teoria, só deviam ser usadas por garotas magras. Roupas justas, transparências, cores claras, estampas vibrantes… Elas usam sem medo e com muito estilo!

15 Blogueiras "plus size" estilosas!

Allison Teng, 24 anos, Estados Unidos. URL do blog

15 Blogueiras "plus size" estilosas!

Ashley Rose, 25 anos, Austrália. URL do blog

15 Blogueiras "plus size" estilosas!

Audrey, França. URL do blog

15 Blogueiras "plus size" estilosas!

Franceta Johnson, “20 e poucos”, Canadá. URL do blog

15 Blogueiras "plus size" estilosas!

Gabi, 25 anos, Estados Unidos. URL do blog

15 Blogueiras "plus size" estilosas!

Georgina, 22 anos, Inglaterra. URL do blog

15 Blogueiras "plus size" estilosas!

Gisella Francisca, Brasil. URL do blog

15 Blogueiras "plus size" estilosas!

Jay Miranda, Estados Unidos. URL do blog

15 Blogueiras "plus size" estilosas!

Ju Romano, Brasil. URL do blog

15 Blogueiras "plus size" estilosas!

Nadia Aboulhosn, 24 anos, Estados Unidos. URL do blog

15 Blogueiras "plus size" estilosas!

Nicolette Mason, “20 e poucos anos”, Estados Unidos. URL do blog

15 Blogueiras "plus size" estilosas!

Sakina, França. URL do blog

15 Blogueiras "plus size" estilosas!

Stephanie Zwicky, 36 anos, França. URL do blog

15 Blogueiras "plus size" estilosas!

Tanesha Awasthi, Estados Unidos. URL do blog

15 Blogueiras "plus size" estilosas!

Taylor Luton, 20 anos, Austrália. URL do blog

Vamos combinar que, algumas meninas, nem plus size deveriam ser consideradas, né? Esse rótulo que a moda coloca é tão sem sentido! :P

Post Anterior
Looks da semana: Estampa tropical, Off white total,…
Próximo Post
Live-action de "A Pequena Sereia" e as princesas…
...Comentarios...
135 Comentários

Para usar avatar, cadastre-se com seu email em gravatar.com
  1. Jaddy Rodrigues
    02 de janeiro de 2013 - 10:17

    Realmente, algumas delas não deveriam ser consideradas plus size. A nossa sociedade estabelece um padrão de beleza impossível de ser seguido.

    Beijos!

  2. Bib's
    02 de janeiro de 2013 - 10:18

    A Tanesha é tão linda! Adoro o estilo dela!!

  3. Nadia
    02 de janeiro de 2013 - 10:35

    Muito legal esse post! Parabéns! Sou bem magrinha, mas confesso que acho um saco essa “ditadura da magreza”. Ainda bem que isso vem mudando aos poucos.

  4. Jaqueline
    02 de janeiro de 2013 - 10:36

    Gostei do blog da Gisella Francisca. Já a conhecia do youtube, mas nunca tinha visto o site dela. LINDA! O cabelo dela é a perfeição.

  5. Juliana Sena
    02 de janeiro de 2013 - 10:41

    Leio algumas dessas blogueiras e adoro o jeito elas, porque, a maioria ousa na combinação de cores e texturas.
    Acho demais isso, porque as vezes ficamos com medo de ousar e deixamos de usar algo que talvez ficasse incrível na gente.

  6. Gabi
    02 de janeiro de 2013 - 10:42

    Liaa! Que post ótimo!Acho que toda “fofinha” faz bullying de si própria um pouco, e sempre depois que faz compras e nada serve acha que precisa de 2 anos de regime intenso, eu sou assim ahahahaha! é interessante como pensar só nas magras com uma diversidade de raças como no Brasil. O mundo precisa dessa diversidade pra viver e é cada uma com seu charme e suas características mais marcantes que definem sua personalidade!

  7. Gabi Alberini
    02 de janeiro de 2013 - 10:55

    Um post maravilhoso para começar 2013.

    São todas lindas, estilosas, postura elegante, e sorrisos maravilhosos!
    Acho que elas possuem muito mais atitude do que muitas “fashionistas” magrelas que vemos por ai. E vamos concordar que não adianta nada você estar impecável se você não tem atitude.
    Antigamente as marcas “plus size” faziam roupas tenebrosas, e muita gente achava que pessoas acima do peso deveriam passar despercebidas,ou se esconder. Isso era até uma reclamação e um problemas para várias amigas gordinhas que possuo. Agora vejo que as confecções estão melhorando seus produtos, e até lojas fast-fashion estão fazendo coleções próprias para esse público, como a C&A que fez parceria com a Preta Gil. (AMO ela)

    A seleção foi ótima.

    Parabéns Gabi (xará)

    ;D

  8. Analu
    02 de janeiro de 2013 - 11:00

    Gosto muito dos seus posts com modelos gordinhas, só quem é/foi sabe o quão difícil é sentir-se livre para usar o que gosta. Adorei o que você escreveu – e vale para todas nós, independente do corpo! Na dúvida, é só investir no sorriso! :)

  9. Thais Paixão
    02 de janeiro de 2013 - 11:03

    Tanesha, Nadia Aboulhosn, Ju Romano e Gisella Francisca arrasando nas produções! De fato, algumas nem deveriam ser consideradas plus size, ter medidas avantajadas não deveria ser considerado um “defeito”. Torço pra que cada vez mais as marcas valorizem essas mulheres e disponibilizem tamanhos maiores dessas tendênicas. Ah, meninas, mesmo o blog sendo da Lia, quem escreveu o post foi a GABI! Deem o crédito à pessoa certa, por favor! ;D

  10. Amanda R.
    02 de janeiro de 2013 - 11:33

    Lia, amei! É isso ai, e vc é uma das poucas blogueiras que passam isso pras leitoras, essa coisa de esquecer essa ditadura de magreza! Cada uma deve aprender a se amar e a vestir o corpo que tem! Feliz 2013!

    • Jaqueline
      04 de janeiro de 2013 - 11:27

      Amanda R. em 02 de janeiro de 2013 às 11:33 disse:

      Lia, amei! É isso ai, e vc é uma das poucas blogueiras que passam isso pras leitoras, essa coisa de esquecer essa ditadura de magreza! Cada uma deve aprender a se amar e a vestir o corpo que tem! Feliz 2013!

      Um show de auto estima ♥
      Achei até que alguns looks nem ficariam bons em quem é magra. Tipo, dá pra valorizar cada corpo né :)

  11. Vi
    02 de janeiro de 2013 - 11:38

    Gabi em 02 de janeiro de 2013 às 10:42 disse:

    Liaa! Que post ótimo!Acho que toda “fofinha” faz bullying de si própria um pouco, e sempre depois que faz compras e nada serve acha que precisa de 2 anos de regime intenso, eu sou assim ahahahaha! é interessante como pensar só nas magras com uma diversidade de raças como no Brasil. O mundo precisa dessa diversidade pra viver e é cada uma com seu charme e suas características mais marcantes que definem sua personalidade!

    Acho que não são só as fofinhas que fazem um auto-bullying! rs
    Estamos sempre insatisfeitas com algo… Se não é com o peso é com o cabelo, a celulite, as espinhas… rsrs

  12. Vivi
    02 de janeiro de 2013 - 11:40

    AMEI o post! Todas se vestem SUPER bem e muitas roupas caíram às vezes melhor nelas do que em algumas “magrinhas”. =’) Com certeza as marcas precisam investir mais em roupas tamanho “plus size”, porque às vezes chega a ser ridículo uma mulher “normal” entrar na loja e um G ficar pequeno nela! Imagina em quem é mais gordinha ainda? Além de que é um direito de todas se sentirem bonitas e felizes! Amei amei amei todas as mulheres do post .

  13. Vi
    02 de janeiro de 2013 - 11:41

    Apesar de ser magra, gostei muito do post! Viva a moda democrática!
    Só não curti alguns comentários “atacando” quem é magra! Vamos valorizar todos os tipos físicos sem diminuir os outros, né?!

    • Jaqueline
      04 de janeiro de 2013 - 11:26

      Vi em 02 de janeiro de 2013 às 11:41 disse:

      Apesar de ser magra, gostei muito do post! Viva a moda democrática!
      Só não curti alguns comentários “atacando” quem é magra! Vamos valorizar todos os tipos físicos sem diminuir os outros, né?!

      Concordo!!!

  14. Wanessa Chamanhucki
    02 de janeiro de 2013 - 11:47

    Algumas delas não deveriam ser consideradas plus size (ao meu ponto de vista). De todas só conhecia a Tanesha Awasthi e acho ela super elegante e já copiei uns looks dela (msm não sendo gordinha). Bjus!

  15. Isabella
    02 de janeiro de 2013 - 11:50

    Adorei o post! E acho super importante o fato que foi destacado sobre experimentar todos os tipo de roupas, mesmo que alguém diga que “não fica bom em gordinhas”, afinal somos todas diferentes e o que não fica bem em uma pode cair super bem em outra!

  16. Lisiane
    02 de janeiro de 2013 - 11:52

    Minha preferida é a Ju, porque ela nem é a plus size, mas é aquela cheinha, o que é bem comum
    entre as brasileiras. Além disso, as proporcoes do corpo dela sao bem parecidas com o meu, e ela usa as tendencias daqui, entao eu super me inspiro!

  17. Ana
    02 de janeiro de 2013 - 12:07

    Gostei!
    Às vezes eu sinto falta disso na internet, sabe? Parece que na maioria das vezes que vão falar sobre gordinha e moda, é pra dizer o quanto fazemos tudo errado… e falar “não pode usar regata, não pode usar amarração no tornozelo, não pode usar comprimento midi, não pode usar listras, não pode usar coisa justa”… do jeito que falam parece que só pode sair amarrada num saco. Nenhuma delas tem o estilo muito parecido com o meu (embora eu tenha amado as roupas da Georgina, exceto a última, já que sou dada a essas ~~fofurices), mas é legal ver mesmo assim, pelas peças isoladas e tal xD

    Agora… queria fazer a ressalva sobre o começo do post: apesar de ser uma necessidade, e não um diferencial, ainda é difícil encontrar roupas bonitas e de tamanhos grandes por aí… ainda mais em lojas populares e a preços acessíveis. A maioria das “roupas de gord@” ainda são as mesmas que nossas tias usavam nos anos 90.

  18. Raynne
    02 de janeiro de 2013 - 12:11

    Todas suuper estilosas meeesmo.
    Amei o post.
    Beijoo

  19. Rafa
    02 de janeiro de 2013 - 12:19

    É bem diferente doq estamos acostumadas a ver, gostei das roupas.

  20. Ane
    02 de janeiro de 2013 - 12:22

    Acho que independente de magrinha ou gordinha, a gente reconhece uma mulher bonita rapidinho! E todas ai são lindas e estilosas! Amei o post.

  21. Mariana Carvalho
    02 de janeiro de 2013 - 12:27

    Muito bacana o post! Dá pra sentir cada estilo das blogueiras, clássico, romântica, fashion, e tantos outros! Podem ser amigas nossas, vizinhas, irmãs, ou nós mesmas! Li os comentários das meninas aqui e fiquei feliz que muita gente tem pensamentos amigos e bons sobre tantas blogueiras inspiradoras! Parabéns pelo post Lia! :**

  22. Nina
    02 de janeiro de 2013 - 12:31

    Cara, eu nem sou tão gorda, tenho o corpo mais parecido com o da Tanesha, e posso dizer a vocês com toda a certeza que as marcas brasileiras não se sentem nem um pouco pressionadas a investirem em clientes grandes. Na verdade não investem nem em tamanhos G “dignos”, muito menos em GG, XXL. Na maioria das lojas conhecidas que vou não consigo encontrar calças. No e-commerce dos EUA eu uso M, até hoje tudo coube bem. Meu tamanho na Levi’s Brasil é 44, por exemplo. Mas na maioria das lojas nacionais o 46 não fecha de jeito nenhum, outro dia fui na Espaço Fashion e NENHUMA peça G entrou em mim, nem os vestidos (Veja bem, eu sou um G comum, entre 44 e 46, sempre compro tudo M nos EUA e me dou bem. Era pra entrar, não era? Pelo menos que ficasse apertadinho, mas entrasse!) só tinha um short que foi fabricado no tamanho 46, e ele nem chegou perto de fechar em mim. E eu tinha acabado de comprar uma calça 44 da Levi’s. Colcci, Ellus, Espaço Fashion, Leeloo, My Place e Farm são algumas que tenho certeza absoluta de que não se importam nem um pouco com o povo que tem bunda. E eles não querem fazer nada pra quem realmente veste G, muito menos pra quem veste GG! E quando a vendedora te olha gordinha e vê que nada vai caber, te julga mesmo, a simpatia vai embora.
    Pode até ser possível, mas é super difícil encontrar roupas legais pra gordinhas. Além de toda a pressão psicológica que a sociedade te passa, você tem que andar o dobro do que uma magrinha anda pra achar algo que entre em você E que caia bem.

    • Gabi
      02 de janeiro de 2013 - 17:35

      Nina em 02 de janeiro de 2013 às 12:31 disse:

      Cara, eu nem sou tão gorda, tenho o corpo mais parecido com o da Tanesha, e posso dizer a vocês com toda a certeza que as marcas brasileiras não se sentem nem um pouco pressionadas a investirem em clientes grandes. Na verdade não investem nem em tamanhos G “dignos”, muito menos em GG, XXL. Na maioria das lojas conhecidas que vou não consigo encontrar calças. No e-commerce dos EUA eu uso M, até hoje tudo coube bem. Meu tamanho na Levi’s Brasil é 44, por exemplo. Mas na maioria das lojas nacionais o 46 não fecha de jeito nenhum, outro dia fui na Espaço Fashion e NENHUMA peça G entrou em mim, nem os vestidos (Veja bem, eu sou um G comum, entre 44 e 46, sempre compro tudo M nos EUA e me dou bem. Era pra entrar, não era? Pelo menos que ficasse apertadinho, mas entrasse!) só tinha um short que foi fabricado no tamanho 46, e ele nem chegou perto de fechar em mim. E eu tinha acabado de comprar uma calça 44 da Levi’s. Colcci, Ellus, Espaço Fashion, Leeloo, My Place e Farm são algumas que tenho certeza absoluta de que não se importam nem um pouco com o povo que tem bunda. E eles não querem fazer nada pra quem realmente veste G, muito menos pra quem veste GG! E quando a vendedora te olha gordinha e vê que nada vai caber, te julga mesmo, a simpatia vai embora.
      Pode até ser possível, mas é super difícil encontrar roupas legais pra gordinhas. Além de toda a pressão psicológica que a sociedade te passa, você tem que andar o dobro do que uma magrinha anda pra achar algo que entre em você E que caia bem.

      Oi, Nina!
      É realmente um problema… marcas fofas como Farm, Maria Filó e afins ligam o foda-se mesmo. Eu fui até as lojas e já perguntei pessoalmente sobre o lance de fazerem mais peças de tamanho 44, 46 e etc, mas eles alegam que não “faz parte do público-alvo”. ALÔ? Esse pessoal tá muito alienado. Mas também falei em relação às coleções em parcerias com a C&A. Ouvi muitas meninas falarem que encontraram números maiores que ficavam lindas num corpo cheinho. É nisso que eles precisam investir. É uma necessidade de mercado. Já vi algumas matérias sobre grifes que fazem tamanhos maiores para atender esse público também. Quem não se adaptar, vai perder o lugar.

  23. Carla Carvalho
    02 de janeiro de 2013 - 12:31

    virei fa da jay miranda!!! ela usou cropped top!!! e ficou linda de morrer! sua linda! ameeeeeeeeeeei… qto a georgina, assim como a stephanie, deveriam emagrecer, n p ficarem magras, mas pelos joelhos delas, acredito devem sofrer muito com o peso, tipo uma questao de saude mesmo..

    a ju romano, eu jah amo desde sempre!a ju eh tao linda.. parece uma boneca com o cabelo lisinho rostinho delicado, acho ela tao linda!

    Tanesha é chiquerrima ne gentem?! Sem mais.. linda e chiq com ar de superioridade!rsrs

    a gabi e a allison sao outras lindas! adorei.. fazem mais meu estilo. a proposito, q look é esse terceiro da allison?? coisa ricaaaaaaa amei amei amei!!!

    NA MINHA HUMILDE E SINCERA OPINIÃO, acho q a gente deve buscar sempre o que for melhor pra gente. Se você deseja emagrecer por uma questão de saúde ou simplesmente porque acha q se sentirá melhor mais magra, faça um esforço, alimente-se melhor (n deixe de comer p virar um esqeleto pq isso tb n eh saudavel, e nem bonito), exercite-se e busque o emagrecimento. Mas se você só está infeliz por conta da opinião alheia, mandem se catar!kkkkkkkk… invista em um guarda roupa inspirado nessas blogueiras! olhem bem como eh plástico ve-las, mesmo estando “fora do padrao”, não são lindas?! Não é bonito de se ver?!
    Eu sempre sofre por estar acima do peso, por ter manchas nas pernas(tenho sensibilidade capilar e isso eh pessimo) e sofria mais pelas comparaçoes maldosas q tinha com a minha irma q tem a mesma altura q eu e pesa uns 8kg a menos.. sempre fui cobrada nesse sentido. Mas hj eu sei oq fica bom em mim, e me visto tao bem, q hj sou eu qm escolhe oq a minha irma veste! pq ela me ve “gorda” e bem arrumada e qer se arrumar igual! n eh bizarro?! ser bonito é ser elegante, e isso está vai alem do peso e altura e forma do cabelo!

    falei d+ ne?!hehe

    mas eh issooo… bjs lia
    feliz ano novo a tods!!!

  24. tathy
    02 de janeiro de 2013 - 12:39

    Adorei!!!!Sou gordinha e adorei as dicas de blogs. O importante é vc se sentir bem!!!! bjs

  25. Josimar
    02 de janeiro de 2013 - 12:59

    Olá…….

    Passando para desejar um Feliz Ano Novo, que 2013 seja repleto de realizações pessoais e profissionais para todos nós….

    Beijos

    Josimar

    caprichosdajosimar.blogspot.com.br/

  26. paula
    02 de janeiro de 2013 - 12:59

    Concordo com um comentario acima que relata que as marcas não estão nem aí. Mixed por exemplo tem plus size e Bobo, mas quem paga? eu com meu salario nem uma rasteirinha da mixed compro…dificil…espero que se forme uma pessoa em moda e monte uma marca plus size com preços pagaveis rsrsrsrs….MARCASSSS olhem para nós….somos plus size queremos estar na moda, não queremos usar roupa da vovo estampadas kkkkk bjos lia ameiiiii

  27. Nath
    02 de janeiro de 2013 - 13:05

    Nina em 02 de janeiro de 2013 às 12:31 disse:

    Cara, eu nem sou tão gorda, tenho o corpo mais parecido com o da Tanesha, e posso dizer a vocês com toda a certeza que as marcas brasileiras não se sentem nem um pouco pressionadas a investirem em clientes grandes. Na verdade não investem nem em tamanhos G “dignos”, muito menos em GG, XXL. Na maioria das lojas conhecidas que vou não consigo encontrar calças. No e-commerce dos EUA eu uso M, até hoje tudo coube bem. Meu tamanho na Levi’s Brasil é 44, por exemplo. Mas na maioria das lojas nacionais o 46 não fecha de jeito nenhum, outro dia fui na Espaço Fashion e NENHUMA peça G entrou em mim, nem os vestidos (Veja bem, eu sou um G comum, entre 44 e 46, sempre compro tudo M nos EUA e me dou bem. Era pra entrar, não era? Pelo menos que ficasse apertadinho, mas entrasse!) só tinha um short que foi fabricado no tamanho 46, e ele nem chegou perto de fechar em mim. E eu tinha acabado de comprar uma calça 44 da Levi’s. Colcci, Ellus, Espaço Fashion, Leeloo, My Place e Farm são algumas que tenho certeza absoluta de que não se importam nem um pouco com o povo que tem bunda. E eles não querem fazer nada pra quem realmente veste G, muito menos pra quem veste GG! E quando a vendedora te olha gordinha e vê que nada vai caber, te julga mesmo, a simpatia vai embora.
    Pode até ser possível, mas é super difícil encontrar roupas legais pra gordinhas. Além de toda a pressão psicológica que a sociedade te passa, você tem que andar o dobro do que uma magrinha anda pra achar algo que entre em você E que caia bem.

    Oi Nina!
    Eu passo pela mesma situação que você! Eu sou baixinha (1,57) e a minha calça fica entre 44 e 46 também, mas eu sempre preciso fazer ajustes na cintura. A única exceção foram as calças que eu comprei na Hering, que serviram perfeitamente bem!
    Eu tenho um corpo que se assemelha ao “ampulheta”, com quadril e busto grande e cintura mais fina. O meu maior problema é que eu tenho seios muito grandes para o meu tamanho (eu visto 50) então é muito muito dificil encontrar vestidos e sutiãs bonitos. Como vc disse, até hoje as lojas insistem em trazer modelos e estampas horrorosas (com caimento de gosto duvidável) pra quem é gordinha, além das vendedoras muitas vezes simplesmente te ignorarem.
    Eu sofro muita pressão da minha familia pra emagrecer, mas sinceramente? Eu estou bem feliz com o meu corpo,sou saudável e meu namorado ADORA meu corpo.
    Costumo brincar que se eu fosse mais alta, virava modelo plus-size (:

    O importante mesmo é ser feliz e deixar esse padrão besta de lado. Quem tem que me achar linda sou eu!

  28. Bia
    02 de janeiro de 2013 - 13:15

    Isso sim é inspiração! Adoro pessoas que se valorizam, e não aquelas que se cortam toda numa mesa de cirurgias tentando alcançar um padrão de beleza impossivel. A Tanesha é linda demais, e esse cabelo? Incrivel! Sou mega fã da Ju Romano, e sempre admirei a Stephanie Z. Todas são lindas, cada uma ao seu estilo. A Gabi arrasou no post, ótima seleçao de blogueiras plus size. Plus size, somente pela razão de não vestirem 36 como a sociedade hipocrita em que vivemos impõe.

  29. Nina
    02 de janeiro de 2013 - 13:22

    Ah sim, autoestima é outra coisa tem que ter! Meu comentário foi respondendo o que a Gabi disse sobre ser uma necessidade para as lojas hoje em dia investir em tamanhos grandes! Só quis dizer que não é bem assim, infelizmente :/

  30. Carla Carvalho
    02 de janeiro de 2013 - 13:26

    convenhamos a jay miranda eh a mais mais de todas, ela usa cropped e franjinha!!! to passada… ela eh muito linda! amando o blog dela

  31. Vívian Freitas
    02 de janeiro de 2013 - 13:31

    Cadê a Paula Bastos, do http://www.grandesmulheres.com.br?? :D

  32. Gabi Lima
    02 de janeiro de 2013 - 13:57

    Nina em 02 de janeiro de 2013 às 12:31 disse:

    Cara, eu nem sou tão gorda, tenho o corpo mais parecido com o da Tanesha, e posso dizer a vocês com toda a certeza que as marcas brasileiras não se sentem nem um pouco pressionadas a investirem em clientes grandes. Na verdade não investem nem em tamanhos G “dignos”, muito menos em GG, XXL. Na maioria das lojas conhecidas que vou não consigo encontrar calças. No e-commerce dos EUA eu uso M, até hoje tudo coube bem. Meu tamanho na Levi’s Brasil é 44, por exemplo. Mas na maioria das lojas nacionais o 46 não fecha de jeito nenhum, outro dia fui na Espaço Fashion e NENHUMA peça G entrou em mim, nem os vestidos (Veja bem, eu sou um G comum, entre 44 e 46, sempre compro tudo M nos EUA e me dou bem. Era pra entrar, não era? Pelo menos que ficasse apertadinho, mas entrasse!) só tinha um short que foi fabricado no tamanho 46, e ele nem chegou perto de fechar em mim. E eu tinha acabado de comprar uma calça 44 da Levi’s. Colcci, Ellus, Espaço Fashion, Leeloo, My Place e Farm são algumas que tenho certeza absoluta de que não se importam nem um pouco com o povo que tem bunda. E eles não querem fazer nada pra quem realmente veste G, muito menos pra quem veste GG! E quando a vendedora te olha gordinha e vê que nada vai caber, te julga mesmo, a simpatia vai embora.
    Pode até ser possível, mas é super difícil encontrar roupas legais pra gordinhas. Além de toda a pressão psicológica que a sociedade te passa, você tem que andar o dobro do que uma magrinha anda pra achar algo que entre em você E que caia bem.

    Acho que a grande problemática da moda brasileira é que as marcas não fazem roupa pensando no corpo típico das mulheres daqui.Eu uso 40 porque uma calça 38 não passa na minha coxa(que é grossa) nem no bumbum(que é grande), mas quando chega no quadril…a calça fica larga e eu sou obrigada a fazer pence para não ficar aquela coisa solta.

  33. Bruna
    02 de janeiro de 2013 - 14:00

    O problema não é ser gordinha, é ser obesa =/ Algumas ali passaram do ponto, e vem junto os problemas de saúde, né? Quanto ao estilo, todas se vestem bem.

  34. Rossana Baptista Queiroz
    02 de janeiro de 2013 - 14:20

    Bem legal o post, Gabi!
    Eu já estava achando dez tu incluíres as “plus-size” nos outros posts…
    Eu não chego a ser plus (ou talvez quase, considerando algumas das fotos, hehe), mas tenho alguma dificuldade em achar calças, shorts, saias que fiquem direitinho (isso que minha numeração é 40). São poucas as marcas, como por exemplo a Levi’s, que fazem roupas considerando as diferentes ‘curvas’ das mulheres.

    Quanto ao ser/estar gordinha, essas meninas mostram como é possível ser elegante superando os preconceitos da sociedade. Claro, por questões de saúde e bem-estar, é bom que todas nós nos cuidemos na alimentação e fujamos do sedentarismo, mas ser/estar gordinha não pode ser um empecilho para brilhar :)

  35. deborah
    02 de janeiro de 2013 - 14:21

    A Tanesha e a Nadia são divas. Adoro ver blogs de moda de meninas mais curvilíneas.

  36. Fabíloa
    02 de janeiro de 2013 - 14:26

    A Gisella Francisca arrasa!!!! lindaaaa, rs.

  37. paula
    02 de janeiro de 2013 - 14:29

    Bruna em 02 de janeiro de 2013 às 14:00 disse:

    O problema não é ser gordinha, é ser obesa =/ Algumas ali passaram do ponto, e vem junto os problemas de saúde, né? Quanto ao estilo, todas se vestem bem.

    vc acha que alguem é obesa pq quer? não né…nao sabemos o que se passa com quem é obeso. Existem doenças , depressão , endocrinologicas, genetica…ninguem é obeso pq quer….Tem gente que é obeso mas a depressão é tanta que nao sai de casa e nao faz exercicio…não devemos julgar, pois não sabemos os problemas de cada pessoa

  38. Flavia Signori
    02 de janeiro de 2013 - 14:49

    Já sigo várias dessas blogueiras, mas minhas favoritas são a Ju Romano (o estilo dela e tipo de corpo é parecido com o meu), a Tanesha (cria looks bem sofisticados!) e a Nadia (ousadia é com ela mesmo, cria looks bombásticos com roupas que eu pensava que só ficavam bem em magrinhas) ^_^ Ah eu adorei este post! É uma ótima referência para nós, gordinhas. E dismistifica muita coisa… Como você mesma disse “sempre usar aquilo que te faz sentir confortável e bonita”.

    Não sou muito boa para criar looks como estas blogueiras, mas quem tiver interesse, dá uma olhada no meu Instagram @glitteringflavia. Esse último mês postei vários looks e espero que sirvam de referência pra alguém ^_^

    =*****

  39. Jess
    02 de janeiro de 2013 - 15:38

    Nadia Aboulhosn, muito musaa!

  40. Kamila
    02 de janeiro de 2013 - 15:54

    Muitas nem são plus size. É uma delícia ver esses looks tão lindos em corpos tão fora do “padrão” do mundo da moda.Pena que as marcas de roupas ainda não são totalmente democráticas em relação a tamanhos diferentes, eu tenho quadril largo e tenho muita dificuldade em encontrar uma calça que fique legal, sem aparecer o cofrinho. Já uma amiga minha é baixinha e magra que sempre precisar garimpar na seção infantil.

  41. Liz
    02 de janeiro de 2013 - 16:20

    A Georgina é muito fofinha. Parece um cupcake <3

  42. Juliana Mello
    02 de janeiro de 2013 - 16:24

    Lindíssimas!
    Acho tão mais bonito do que as magras esqueléticas.
    Beijosss! <3 =**
    http://fadasemdevaneios.blogspot.com/

  43. Thiemi Okawara
    02 de janeiro de 2013 - 16:30

    Ainda vou incluir um ensaio com gordinhas no meu bloguito, pena que não sei fazer autoretrato XD Mas o mais dificil e encontra meninas fora do padrão que se sentem bem em se expor pras cameras. Geralmente elas tem vergonha. Por isso pago mais pau ainda pras blogueiras listadas que sabem que vão ouvir alguns ignorantes mas passam por cima disso ˆˆ

    A Tanesha é famosona também, ela é linda já seguia o blog dela ˆˆ

  44. Jéssica Bernardes
    02 de janeiro de 2013 - 16:39

    Eu acompanho muitas delas… a única que eu não considerei bem vestida é a Georgina… não por ela ser a mais gorda e sim por não achar bonito mesmo! Sério amo seguir blog de meninas gordinhas que se vestem bem ; )
    Beijos ;*
    http://blogalemdoscachos.blogspot.com.br/

  45. Karol Lourenço
    02 de janeiro de 2013 - 16:45

    Sou super a favor da democratização da moda, tamanhos maiores, preços menores, oportunidade para novas marcas e novos estilistas, afinal, o mundo gira, e como gira!

    http://www.karollourenco.com.br

    Karol Lourenço

  46. Issa
    02 de janeiro de 2013 - 17:16

    Adorei ver o tanto de blogueiras que não tem vergonha de mostrar a moda mesmo estando a cima do peso que a sociedade coloca. Admiro muito isso! Exemplo para todos!
    Beijos, ótimo post!
    http://fornothingatall.blogspot.com.br/

  47. Carol
    02 de janeiro de 2013 - 18:19

    Muito legal o post, todo mundo tem o direito de ser feliz do jeito que é.
    Bjus, e me faça uma visitinha quando puder: ape63.wordpress.com

  48. Anne
    02 de janeiro de 2013 - 18:20

    Muito bom o post! Adoro ver blogueiras que saem do “padrão”, é muito mais fácil dos leitores se identificarem e se inspirarem. Nunca gost

  49. Paulinha Freire
    02 de janeiro de 2013 - 19:07

    Gente eu amei o post!! Só que eu acho muito difícil achar roupas com numeração grande que tbm sejam estilosas :(
    Super adorei o post acho que as marcas brasileiras tinham que investir nesse mercado. Todas elas viraram uma inspiração… e esse post foi bom pra mostra que nem sempre temos que seguir o padrão que é imposto!

    Beijinhos ♥-♥ FELIZ ANO NOVO!

  50. angellribeiro
    02 de janeiro de 2013 - 19:26

    Olá, amei o post já conhecia algumas
    são maravilhosas! Realmente é uma pena que as marcas ainda não estão preparadas pra esse publico, tenho várias amigas que são jovens e encontram problemas em encontrar o tamanho que usam, a maioria compra em lojas especializadas! bjaum linda @angellribeiroo

  51. Jhosely Almeida
    02 de janeiro de 2013 - 19:32

    Gostei mto do post! Além de servir de inspiração, mostra que não precisa estar dentro dos “padrões” que a sociedade impõe pra estar bem vestida e usar o que se sente bem!

  52. Cinthia
    02 de janeiro de 2013 - 19:38

    Amei o post! Sair do padrão loira alta magra e Louboutin é muito inspirador! Parabéns! Adorei a japinha muito estilosa!!!

  53. Driely
    02 de janeiro de 2013 - 19:52

    Adorei o post! Eu sempre fui uma das mais magras do meu círculo de amigas, até recebia apelidinhos por isso, quando cheguei no ensino médio eu engordei, passei do 36 pro 40 praticamente direto, e minha mãe fica cobrando que eu emagreça, volte a ter “corpinho de miss”, minhas tias dizem que fiquei relaxada. Poxa, gente, desde quando 40 é gorda? Eu estou feliz com meu corpo, não gostava das minhas coxas fininhas, não gostava de não ter peito nem bunda. Acho ridículo essa ideia de que se não for magérrima, você não tem o direito de ser feliz.

  54. Ana
    02 de janeiro de 2013 - 20:43

    Bruna em 02 de janeiro de 2013 às 14:00 disse:

    O problema não é ser gordinha, é ser obesa =/ Algumas ali passaram do ponto, e vem junto os problemas de saúde, né? Quanto ao estilo, todas se vestem bem.

    Longe de mim querer causar, mas a única aí que pode ser que tenha complicações de saúde baseado exclusivamente no tamanho é a Georgina, que é mesmo a mais gorda (odeio eufemismo, gente).

    Gabi em 02 de janeiro de 2013 às 17:35 disse:

    Nina em 02 de janeiro de 2013 às 12:31 disse:

    Cara, eu nem sou tão gorda, tenho o corpo mais parecido com o da Tanesha, e posso dizer a vocês com toda a certeza que as marcas brasileiras não se sentem nem um pouco pressionadas a investirem em clientes grandes. Na verdade não investem nem em tamanhos G “dignos”, muito menos em GG, XXL. Na maioria das lojas conhecidas que vou não consigo encontrar calças. No e-commerce dos EUA eu uso M, até hoje tudo coube bem. Meu tamanho na Levi’s Brasil é 44, por exemplo. Mas na maioria das lojas nacionais o 46 não fecha de jeito nenhum, outro dia fui na Espaço Fashion e NENHUMA peça G entrou em mim, nem os vestidos (Veja bem, eu sou um G comum, entre 44 e 46, sempre compro tudo M nos EUA e me dou bem. Era pra entrar, não era? Pelo menos que ficasse apertadinho, mas entrasse!) só tinha um short que foi fabricado no tamanho 46, e ele nem chegou perto de fechar em mim. E eu tinha acabado de comprar uma calça 44 da Levi’s. Colcci, Ellus, Espaço Fashion, Leeloo, My Place e Farm são algumas que tenho certeza absoluta de que não se importam nem um pouco com o povo que tem bunda. E eles não querem fazer nada pra quem realmente veste G, muito menos pra quem veste GG! E quando a vendedora te olha gordinha e vê que nada vai caber, te julga mesmo, a simpatia vai embora.
    Pode até ser possível, mas é super difícil encontrar roupas legais pra gordinhas. Além de toda a pressão psicológica que a sociedade te passa, você tem que andar o dobro do que uma magrinha anda pra achar algo que entre em você E que caia bem.

    Oi, Nina!
    É realmente um problema… marcas fofas como Farm, Maria Filó e afins ligam o foda-se mesmo. Eu fui até as lojas e já perguntei pessoalmente sobre o lance de fazerem mais peças de tamanho 44, 46 e etc, mas eles alegam que não “faz parte do público-alvo”. ALÔ? Esse pessoal tá muito alienado. Mas também falei em relação às coleções em parcerias com a C&A. Ouvi muitas meninas falarem que encontraram números maiores que ficavam lindas num corpo cheinho. É nisso que eles precisam investir. É uma necessidade de mercado. Já vi algumas matérias sobre grifes que fazem tamanhos maiores para atender esse público também. Quem não se adaptar, vai perder o lugar.

    Eu não entendi bem qual é a da C&A aí no meio ehuehuehue mas o último lugar onde consegui me comprar uma calça decente foi lá. Outra loja que tá com umas peças de tamanho não-absurdo é a Marisa. Recentemente comprei um vestido 42 e outro M lá! Mas assim, eu dificilmente tenho problema com blusa, então consigo achar em loja “comum” tranquilo já que um G normal dá em mim… mas meu corpo é tipo pera, uso calça 46/48 e é um pesadelo, ainda mais porque eu gosto de calça flare e do meu tamanho não tem muita opção… só acho corte reto, e olhe lá. Aquelas coisas: quem caga regra diz que é o melhor pro meu biotipo, mas não é que eu me sinto confortável vestindo. Essa é a maior porcaria… ter que comprar/vestir o que encontra, e não o que quer.

    • Gabi
      02 de janeiro de 2013 - 21:22

      Ana em 02 de janeiro de 2013 às 20:43 disse:

      Bruna em 02 de janeiro de 2013 às 14:00 disse:

      O problema não é ser gordinha, é ser obesa =/ Algumas ali passaram do ponto, e vem junto os problemas de saúde, né? Quanto ao estilo, todas se vestem bem.

      Longe de mim querer causar, mas a única aí que pode ser que tenha complicações de saúde baseado exclusivamente no tamanho é a Georgina, que é mesmo a mais gorda (odeio eufemismo, gente).

      Gabi em 02 de janeiro de 2013 às 17:35 disse:

      Nina em 02 de janeiro de 2013 às 12:31 disse:

      Cara, eu nem sou tão gorda, tenho o corpo mais parecido com o da Tanesha, e posso dizer a vocês com toda a certeza que as marcas brasileiras não se sentem nem um pouco pressionadas a investirem em clientes grandes. Na verdade não investem nem em tamanhos G “dignos”, muito menos em GG, XXL. Na maioria das lojas conhecidas que vou não consigo encontrar calças. No e-commerce dos EUA eu uso M, até hoje tudo coube bem. Meu tamanho na Levi’s Brasil é 44, por exemplo. Mas na maioria das lojas nacionais o 46 não fecha de jeito nenhum, outro dia fui na Espaço Fashion e NENHUMA peça G entrou em mim, nem os vestidos (Veja bem, eu sou um G comum, entre 44 e 46, sempre compro tudo M nos EUA e me dou bem. Era pra entrar, não era? Pelo menos que ficasse apertadinho, mas entrasse!) só tinha um short que foi fabricado no tamanho 46, e ele nem chegou perto de fechar em mim. E eu tinha acabado de comprar uma calça 44 da Levi’s. Colcci, Ellus, Espaço Fashion, Leeloo, My Place e Farm são algumas que tenho certeza absoluta de que não se importam nem um pouco com o povo que tem bunda. E eles não querem fazer nada pra quem realmente veste G, muito menos pra quem veste GG! E quando a vendedora te olha gordinha e vê que nada vai caber, te julga mesmo, a simpatia vai embora.
      Pode até ser possível, mas é super difícil encontrar roupas legais pra gordinhas. Além de toda a pressão psicológica que a sociedade te passa, você tem que andar o dobro do que uma magrinha anda pra achar algo que entre em você E que caia bem.

      Oi, Nina!
      É realmente um problema… marcas fofas como Farm, Maria Filó e afins ligam o foda-se mesmo. Eu fui até as lojas e já perguntei pessoalmente sobre o lance de fazerem mais peças de tamanho 44, 46 e etc, mas eles alegam que não “faz parte do público-alvo”. ALÔ? Esse pessoal tá muito alienado. Mas também falei em relação às coleções em parcerias com a C&A. Ouvi muitas meninas falarem que encontraram números maiores que ficavam lindas num corpo cheinho. É nisso que eles precisam investir. É uma necessidade de mercado. Já vi algumas matérias sobre grifes que fazem tamanhos maiores para atender esse público também. Quem não se adaptar, vai perder o lugar.

      Eu não entendi bem qual é a da C&A aí no meio ehuehuehue mas o último lugar onde consegui me comprar uma calça decente foi lá. Outra loja que tá com umas peças de tamanho não-absurdo é a Marisa. Recentemente comprei um vestido 42 e outro M lá! Mas assim, eu dificilmente tenho problema com blusa, então consigo achar em loja “comum” tranquilo já que um G normal dá em mim… mas meu corpo é tipo pera, uso calça 46/48 e é um pesadelo, ainda mais porque eu gosto de calça flare e do meu tamanho não tem muita opção… só acho corte reto, e olhe lá. Aquelas coisas: quem caga regra diz que é o melhor pro meu biotipo, mas não é que eu me sinto confortável vestindo. Essa é a maior porcaria… ter que comprar/vestir o que encontra, e não o que quer.

      Oi, Ana!
      Sabe a coleção da Andrea Marques para C&A? Parece que os números eram um pouco maiores no corpo e as roupas ficavam bonitas no corpo de quem é mais gordinha. E sempre que vou lá acho peças lindas em tamanhos tipo 46.

  55. Aline Cristina
    02 de janeiro de 2013 - 20:44

    Como são lindas! É perfeito como elas sabem usar o corpo e o bom gosto para ficarem bem consigo mesmas e lindas!
    E é ótimo ter esse tipo de referencias para nós gordinhas!

    Eu adorei!

  56. Mariana
    02 de janeiro de 2013 - 20:59

    espero que as marcas nacionais sigam esse exemplo porque né, vamos combinar que boa parte das marcas nacionais encerram a numeração no 42… já cheguei ao cúmulo de entrar em uma loja cujo maior jeans era tamanho 38! sou meio gordinha (e digo meio porque eu realmente não sei me definir), e já sofri muito comprando roupas, até porque muitas das roupas plus size seguem uma fórmula completamente mal planejada: estampas feias, tecidos estranhos e modelos que não caem bem nem pra quem usa manequim 34, mas felizmente a moda vem se democratizando e está se tornando cada vez mais fácil encontrar roupas bonitas pra quem não está de bem com a balança… e essas blogueiras são referência no que diz respeito a isso!

  57. Samyra
    02 de janeiro de 2013 - 20:59

    Aeeee amei o post! Soh gordinha e nao conhecia nenhuma delas (vergonha de mim XD) e nunca me incomodei com o peso, uso o que acho que me deixa bonita e confortavel (ODEEEEIO roupa desconfortavel hahahaha) e por isso nunca procurei nada especifico pra gordinhas pq sempre q vejo um look nao importa mto se quem ta vestindo é gordo ou magro e sim se gostei da roupa hehehe e sempre amei que aqui no JustLia sempre tinha fotos de meninas mais gordnhas nas inspiracoes! =D

  58. Jéssica
    02 de janeiro de 2013 - 20:59

    Achei legal a iniciativa de lembrar que para se vestir bem não é necessário se adequar aos padrões de beleza que são impostos pela sociedade.

  59. Jeovana
    02 de janeiro de 2013 - 21:02

    Num posso deixar de dizer que a maioria delas é mais bonita que essas modelos de hoje em dia. E afinal no final das coisas oque é importa de verdade é se você está feliz com seu corpo e consigo mesmo, sendo magra ou gorda.

  60. Ketlin
    02 de janeiro de 2013 - 21:26

    Todas são liiiindas, mas adorei o estilo da Nadia Aboulhosn, ela consegue ser muito sexy! Parabéns pelo POST (=

  61. Lygia
    02 de janeiro de 2013 - 21:30

    Quero ser plus size como a Tanesha, então *_*

    Excelente post, tanto pela idéia, quanto pelo texto e pelas fotos, mas o que mais gostei foi dessa resposta: “Oi, Nina!
    É realmente um problema… marcas fofas como Farm, Maria Filó e afins ligam o foda-se mesmo. Eu fui até as lojas e já perguntei pessoalmente sobre o lance de fazerem mais peças de tamanho 44, 46 e etc, mas eles alegam que não ‘faz parte do público-alvo’. ALÔ? Esse pessoal tá muito alienado. Mas também falei em relação às coleções em parcerias com a C&A. Ouvi muitas meninas falarem que encontraram números maiores que ficavam lindas num corpo cheinho. É nisso que eles precisam investir. É uma necessidade de mercado. Já vi algumas matérias sobre grifes que fazem tamanhos maiores para atender esse público também. Quem não se adaptar, vai perder o lugar.” (Gabi)
    Parabéns pela iniciativa de ir às lojas perguntar, e de claramente expressar como uma mentalidade dessas é ridícula…
    Não apenas algumas marcas não incluem tamanhos maiores nas suas coleções, como ainda diminuem os tamanhos de sempre… Roupas 40 com etiqueta 44, tamanhos G que são menores que os M de outras lojas… (e sem a opção GG, claro)

  62. cristiane s. da silva
    02 de janeiro de 2013 - 21:31

    adorei!!! o importante é ser feliz!

  63. cristiane s. da silva
    02 de janeiro de 2013 - 21:34

    Gabi em 02 de janeiro de 2013 às 21:22 disse:

    Ana em 02 de janeiro de 2013 às 20:43 disse:

    Bruna em 02 de janeiro de 2013 às 14:00 disse:

    O problema não é ser gordinha, é ser obesa =/ Algumas ali passaram do ponto, e vem junto os problemas de saúde, né? Quanto ao estilo, todas se vestem bem.

    Longe de mim querer causar, mas a única aí que pode ser que tenha complicações de saúde baseado exclusivamente no tamanho é a Georgina, que é mesmo a mais gorda (odeio eufemismo, gente).

    Gabi em 02 de janeiro de 2013 às 17:35 disse:

    Nina em 02 de janeiro de 2013 às 12:31 disse:

    Cara, eu nem sou tão gorda, tenho o corpo mais parecido com o da Tanesha, e posso dizer a vocês com toda a certeza que as marcas brasileiras não se sentem nem um pouco pressionadas a investirem em clientes grandes. Na verdade não investem nem em tamanhos G “dignos”, muito menos em GG, XXL. Na maioria das lojas conhecidas que vou não consigo encontrar calças. No e-commerce dos EUA eu uso M, até hoje tudo coube bem. Meu tamanho na Levi’s Brasil é 44, por exemplo. Mas na maioria das lojas nacionais o 46 não fecha de jeito nenhum, outro dia fui na Espaço Fashion e NENHUMA peça G entrou em mim, nem os vestidos (Veja bem, eu sou um G comum, entre 44 e 46, sempre compro tudo M nos EUA e me dou bem. Era pra entrar, não era? Pelo menos que ficasse apertadinho, mas entrasse!) só tinha um short que foi fabricado no tamanho 46, e ele nem chegou perto de fechar em mim. E eu tinha acabado de comprar uma calça 44 da Levi’s. Colcci, Ellus, Espaço Fashion, Leeloo, My Place e Farm são algumas que tenho certeza absoluta de que não se importam nem um pouco com o povo que tem bunda. E eles não querem fazer nada pra quem realmente veste G, muito menos pra quem veste GG! E quando a vendedora te olha gordinha e vê que nada vai caber, te julga mesmo, a simpatia vai embora.
    Pode até ser possível, mas é super difícil encontrar roupas legais pra gordinhas. Além de toda a pressão psicológica que a sociedade te passa, você tem que andar o dobro do que uma magrinha anda pra achar algo que entre em você E que caia bem.

    Oi, Nina!
    É realmente um problema… marcas fofas como Farm, Maria Filó e afins ligam o foda-se mesmo. Eu fui até as lojas e já perguntei pessoalmente sobre o lance de fazerem mais peças de tamanho 44, 46 e etc, mas eles alegam que não “faz parte do público-alvo”. ALÔ? Esse pessoal tá muito alienado. Mas também falei em relação às coleções em parcerias com a C&A. Ouvi muitas meninas falarem que encontraram números maiores que ficavam lindas num corpo cheinho. É nisso que eles precisam investir. É uma necessidade de mercado. Já vi algumas matérias sobre grifes que fazem tamanhos maiores para atender esse público também. Quem não se adaptar, vai perder o lugar.

    Eu não entendi bem qual é a da C&A aí no meio ehuehuehue mas o último lugar onde consegui me comprar uma calça decente foi lá. Outra loja que tá com umas peças de tamanho não-absurdo é a Marisa. Recentemente comprei um vestido 42 e outro M lá! Mas assim, eu dificilmente tenho problema com blusa, então consigo achar em loja “comum” tranquilo já que um G normal dá em mim… mas meu corpo é tipo pera, uso calça 46/48 e é um pesadelo, ainda mais porque eu gosto de calça flare e do meu tamanho não tem muita opção… só acho corte reto, e olhe lá. Aquelas coisas: quem caga regra diz que é o melhor pro meu biotipo, mas não é que eu me sinto confortável vestindo. Essa é a maior porcaria… ter que comprar/vestir o que encontra, e não o que quer.

    Oi, Ana!
    Sabe a coleção da Andrea Marques para C&A? Parece que os números eram um pouco maiores no corpo e as roupas ficavam bonitas no corpo de quem é mais gordinha. E sempre que vou lá acho peças lindas em tamanhos tipo 46.

    tenho calças com etiqueta 40,42,44 e 46 e todas servem perfeitamente em mim. Vai entender?

  64. kell
    02 de janeiro de 2013 - 22:06

    O mais importante além das roupas, foi publicar fotos de moças com tamanhos grandes e diferentes. Fica a dica e assim todas podem se inspirar em uma que seja mais parecida com seu corpo

  65. Elisa Raquel
    02 de janeiro de 2013 - 22:14

    Uau, como são lindas, as Brasileiras nem se fala!!!

  66. Juliana Reis
    02 de janeiro de 2013 - 23:22

    Adorei esse post

  67. Stephanie Stein
    02 de janeiro de 2013 - 23:32

    Todas são lindíssimas, maravilhosas e super bem vestidas, algumas são de peso normal, outras chegam a ser obesas sim. Mas sem querer criticar ninguém, acho que todo mundo deve sim se sentir bem da forma que for, mas ainda assim, ninguém gosta de estar acima do peso, ainda mais tão acima do peso como por exemplo aquela Georgina, ela é muito bonita mesmo assim, mas poxa, as roupas que essas blogueiras usam, obviamente são caríssimas, ou no mínimo muito mais caras do que as roupas que nós leitoras temos condições de pagar, o que eu me pergunto é porque essas meninas não investem um pouco mais do dinheiro que elas tem na própria saúde, ao invés de se preocupar tanto em vestir bem…

  68. Giulia
    02 de janeiro de 2013 - 23:37

    Obrigada, Lia e Gabi! eu não conhecia algumas dessas, e vou começar a seguir!
    Uma ideia: já pensaram em ter uma colaboradora gordinha na equipe do Just Lia? Essa pessoa poderia escrever de vez em quando sobre lojas com roupas legais pra meninas plus size, que é superdificil de achar… Eu posso me voluntariar? o// Beijo!

  69. Celina Pereira
    02 de janeiro de 2013 - 23:48

    Um tapa na cara da moda para mulheres-cabide! Cada vez que vejo que a moda sim pode ser para todos, independente de padrões, dou pulos de alegria! E fico muito feliz que blogueiras como você, Lia, exponham e reafirmem o que todo mundo deveria saber: o importante é se sentir bem e se sentir linda! :D Amei o post! Beijão!

  70. Celina Pereira
    02 de janeiro de 2013 - 23:52

    Celina Pereira em 02 de janeiro de 2013 às 23:48 disse:

    Um tapa na cara da moda para mulheres-cabide! Cada vez que vejo que a moda sim pode ser para todos, independente de padrões, dou pulos de alegria! E fico muito feliz que blogueiras como você, Lia, exponham e reafirmem o que todo mundo deveria saber: o importante é se sentir bem e se sentir linda! :D Amei o post! Beijão!

    Aaaaah! FOi mal! Mais uma vez falei da Lia, é o costume. Mas vi agora que a postagem é da Gabi! Mas enfim, o recado vale pras duas e o beijão também! Hahahaah! Adoro suas postagens, Gabi!

  71. Rafaella Silveira
    03 de janeiro de 2013 - 00:11

    Lia!!!! Tudo bom? Amei o seu post, engordei uns quilinhos e as pessoas agem como se isso fosse a coisa mais estranha do mundo, e como se fosse feio! Eu não ligo, estou saudável, e enquanto eu estiver minhas “gordurinhas” não serão problema! Nunca me senti tão gostosa haha! Beijo.

  72. Desiree
    03 de janeiro de 2013 - 00:59

    Existem magras e gordinhas inseguras. Magras e gordinhas confiantes. Afinal, existem pessoas inseguras e pessoas confiantes, condições estas que não dependem do que a pessoa é por fora, é uma questão de equilíbrio, puramente psicológica. Aposto que essas lindas aí são mais seguras e estilosas que muuuuuita magrela-escrava-da-beleza. Uma gordinha que inveja uma magrinha confiante precisa entender que o foco não está no “magrinha” e sim no “confiante”. Uma vez emagreci 9kg e virei uma vara pau. Odiei, dava vontade de chorar experimentando roupas. E é assim… Adorei o estilo de cada uma, particularmente dos cabelos coloridos (amei o rosaa). E uma coisa que lembrei, uma amiga minha disse que na Colcci só tinha roupas no tamanho P. Sério gente, coisa de pessoa pequena nas medidas e na cabeça também.

    • Michelle
      03 de janeiro de 2013 - 09:10

      Você está certa em todo o seu comentário.

      Desiree em 03 de janeiro de 2013 às 0:59 disse:

      Existem magras e gordinhas inseguras. Magras e gordinhas confiantes. Afinal, existem pessoas inseguras e pessoas confiantes, condições estas que não dependem do que a pessoa é por fora, é uma questão de equilíbrio, puramente psicológica. Aposto que essas lindas aí são mais seguras e estilosas que muuuuuita magrela-escrava-da-beleza. Uma gordinha que inveja uma magrinha confiante precisa entender que o foco não está no “magrinha” e sim no “confiante”. Uma vez emagreci 9kg e virei uma vara pau. Odiei, dava vontade de chorar experimentando roupas. E é assim… Adorei o estilo de cada uma, particularmente dos cabelos coloridos (amei o rosaa). E uma coisa que lembrei, uma amiga minha disse que na Colcci só tinha roupas no tamanho P. Sério gente, coisa de pessoa pequena nas medidas e na cabeça também.

  73. miladymorrison
    03 de janeiro de 2013 - 06:04

    Post Show!!

  74. Bárbara Donhini
    03 de janeiro de 2013 - 06:57

    Amei o post! Mulheres lindas e estilosas e nada parecidas com as magrelas que a gente vê aos montes pelo lookbook, bem mais a realidade das mulheres brasileiras :) Ps: sou uma leitora fantasma a alguns anos do blog, mas resolvi dar um feedback pq os posts estão sensacionais! Parabéns Lia!!!

  75. Amanda Lima
    03 de janeiro de 2013 - 07:42

    Acho que as gordinhas brasileiras deviam ser como a Ju e fazer blogs para nos inspirarmos nelas,afinal que conhece mais a mulher brasileira que nós mesmas ? os nossos dilemas por mais difícil que pareça,é bem diferente dos dilemas de uma americana,mais um blog de gordinha brasileira seria legal,se souber de mais um vale a pena postar Gabi.Adorei o post beijos :*

  76. Juliana
    03 de janeiro de 2013 - 09:02

    Também tem a Litha, aqui do Brasil, que se veste super bem… :/

  77. Michelle
    03 de janeiro de 2013 - 09:08

    A Ashley Rose é extremamente bonita.E Muito elegante.

  78. Priscila Kaori
    03 de janeiro de 2013 - 09:49

    Que perfeito, eu adorei a Nadia Aboulhosn achei ela super mega estilosa, claro as outras também, mais a gente sempre bate o olho a mais em alguém rs.

  79. Barbara Alves
    03 de janeiro de 2013 - 09:55

    A Gisella Francisca é muito da linda! Que estilo!

  80. Dé Fernandes
    03 de janeiro de 2013 - 09:57

    a jay tombou com a nossa cara usando um cropped tb ameiii http://deborafernandesplus.blogspot.com.br/

    Carla Carvalho em 02 de janeiro de 2013 às 12:31 disse:

    virei fa da jay miranda!!! ela usou cropped top!!! e ficou linda de morrer! sua linda! ameeeeeeeeeeei… qto a georgina, assim como a stephanie, deveriam emagrecer, n p ficarem magras, mas pelos joelhos delas, acredito devem sofrer muito com o peso, tipo uma questao de saude mesmo..

    a ju romano, eu jah amo desde sempre!a ju eh tao linda.. parece uma boneca com o cabelo lisinho rostinho delicado, acho ela tao linda!

    Tanesha é chiquerrima ne gentem?! Sem mais.. linda e chiq com ar de superioridade!rsrs

    a gabi e a allison sao outras lindas! adorei.. fazem mais meu estilo. a proposito, q look é esse terceiro da allison?? coisa ricaaaaaaa amei amei amei!!!

    NA MINHA HUMILDE E SINCERA OPINIÃO, acho q a gente deve buscar sempre o que for melhor pra gente. Se você deseja emagrecer por uma questão de saúde ou simplesmente porque acha q se sentirá melhor mais magra, faça um esforço, alimente-se melhor (n deixe de comer p virar um esqeleto pq isso tb n eh saudavel, e nem bonito), exercite-se e busque o emagrecimento. Mas se você só está infeliz por conta da opinião alheia, mandem se catar!kkkkkkkk… invista em um guarda roupa inspirado nessas blogueiras! olhem bem como eh plástico ve-las, mesmo estando “fora do padrao”, não são lindas?! Não é bonito de se ver?!
    Eu sempre sofre por estar acima do peso, por ter manchas nas pernas(tenho sensibilidade capilar e isso eh pessimo) e sofria mais pelas comparaçoes maldosas q tinha com a minha irma q tem a mesma altura q eu e pesa uns 8kg a menos.. sempre fui cobrada nesse sentido. Mas hj eu sei oq fica bom em mim, e me visto tao bem, q hj sou eu qm escolhe oq a minha irma veste! pq ela me ve “gorda” e bem arrumada e qer se arrumar igual! n eh bizarro?! ser bonito é ser elegante, e isso está vai alem do peso e altura e forma do cabelo!

    falei d+ ne?!hehe

    mas eh issooo… bjs lia
    feliz ano novo a tods!!!

  81. Dé Fernandes
    03 de janeiro de 2013 - 09:59

    A s brasileiras precisam aprender a se valorizar e a as marcas a se inspirar nessas grigas !! A moda é para todas !!! http://deborafernandesplus.blogspot.com.br/

    Amanda Lima em 03 de janeiro de 2013 às 7:42 disse:

    Acho que as gordinhas brasileiras deviam ser como a Ju e fazer blogs para nos inspirarmos nelas,afinal que conhece mais a mulher brasileira que nós mesmas ? os nossos dilemas por mais difícil que pareça,é bem diferente dos dilemas de uma americana,mais um blog de gordinha brasileira seria legal,se souber de mais um vale a pena postar Gabi.Adorei o post beijos :*

  82. Dé Fernandes
    03 de janeiro de 2013 - 10:02

    Acho que foi o post mais relevante de todos os tempos da blogsfera , qse 50 % da população esta acima do peso e quantas meninas jovens tentam entrar em um padrão para ficarem na moda . Pensando na historia da moda a alta costura a moda se adaptava ao corpo da mulher e com o ready to wear a mulher passou a ter que se adaptar a moda … Mas atitudes como essa dos blogs vão mostrar que estilo é muito mais do que o numero na etiqueta … Tenho um blog de moda plus size e espero cada vez mais ajudar as brasileiras a se amar !! http://deborafernandesplus.blogspot.com.br/

  83. Hedwirges
    03 de janeiro de 2013 - 10:16

    Sem palavras, amei o post!! Estava louca atras de blogs assim!!! Valeu Gabi pelo post :)

  84. Ana
    03 de janeiro de 2013 - 10:36

    “Oi, Ana!
    Sabe a coleção da Andrea Marques para C&A? Parece que os números eram um pouco maiores no corpo e as roupas ficavam bonitas no corpo de quem é mais gordinha. E sempre que vou lá acho peças lindas em tamanhos tipo 46.”

    Não citei o comentário inteiro pra não ficar muito longo xD mas sim, eu realmente quis dizer que achei uma calça bacana pra mim lá hahahaha acho que pareceu o contrário… como eu disse, uso 46/48 e lá achei uma flare bem lindinha 46 que deu certinho, ficou até meio folgada na cintura… eu não sei muito sobre as coleções que fazem, mas é daquela linha Clock House Também tenho uma camisa e um vestido dessa linha… a camisa é 40, mas comprei já faz um tempo. Hoje ela fecha normal, mas fica justa no braço ehuehueheuhe o vestido é 44 e fica certinho no corpo, sem apertar em nada. Fico feliz de encontrar essas coisas… eu tinha ressalva com a C&A aqui na minha cidade porque só chegava o resto do resto do que ia pra outras lojas, mas agora to gostando mais do que Marisa!

  85. Ana Carolina
    03 de janeiro de 2013 - 10:41

    Amei o post! Excelente pras meninas que são gordinhas, querem usar alguma coisa legal, mas se sentem inseguras, achando que não podem por dar ouvidos aos comentários preconceituosos de algumas pessoas.Dá sim pra estar muito bem vestida e bonita do jeitinho que você é, gordinha, magrela, baixinha… basta saber o que e como usar! Além da auto confiança e personalidade.
    Sou o oposto delas, mega magrela. Quem é muito magro também sofre preconceito, e bastante! Aqui mesmo tem alguns comentários falando de magrelas de forma pejorativa. Já tive muito problema com isso, mas hoje me aceito do jeito que sou e acho que as pessoas devem se livrar de “padrões” ou “formas” ideais. O ideal mesmo é ser saudável e se sentir bem :)

    • Gabi
      03 de janeiro de 2013 - 12:01

      Ana Carolina em 03 de janeiro de 2013 às 10:41 disse:

      Amei o post! Excelente pras meninas que são gordinhas, querem usar alguma coisa legal, mas se sentem inseguras, achando que não podem por dar ouvidos aos comentários preconceituosos de algumas pessoas.Dá sim pra estar muito bem vestida e bonita do jeitinho que você é, gordinha, magrela, baixinha… basta saber o que e como usar! Além da auto confiança e personalidade.
      Sou o oposto delas, mega magrela. Quem é muito magro também sofre preconceito, e bastante! Aqui mesmo tem alguns comentários falando de magrelas de forma pejorativa. Já tive muito problema com isso, mas hoje me aceito do jeito que sou e acho que as pessoas devem se livrar de “padrões” ou “formas” ideais. O ideal mesmo é ser saudável e se sentir bem :)

      Oi, Ana!
      Também concordo demais com você. Percebo que muitas meninas falam das magrinhas de uma forma pejorativa. A questão é que a gente não pode ser preconceituosa nem por um lado, nem por outro. Algumas meninas nascem “magras de ruim”, como costumamos falar. E não porque seguem um “padrão de beleza imposto pela sociedade”. Muitas leitoras reclamam por só ter garotas magrinhas em algum post, mas ok, elas precisam pensar nas outras leitoras do blog que SÃO magrinhas, ahahah! :)
      Beijo!

  86. Thaisa
    03 de janeiro de 2013 - 12:27

    Amei o post,não consigo entender essa ditadura e esse “padrão” que as pessoas querem tanto conseguir alcançar.
    Tenho 56 quilos e visto 36 mas não estou satisfeita e quero chegar ao 40, não porque as pessoas acham isso ou aquilo, mas pq me sinto mais bonita quando estou mais “cheiinha”. Fico triste por ter uma amiga que por sinal é Linda demais e se sente super insegura por não ser magra da forma que as pessoas dizem que ela deve ser. Acho que enquanto a Saúde estiver em primeiro lugar que se dane o resto.

  87. Thai
    03 de janeiro de 2013 - 12:31

    Realmente, tem umas que nem são plus size! Elas se vestem muito bem, só me apavorei com o tamanho da Georgina da Inglaterra, pela idade dela…

  88. Marina La Eras
    03 de janeiro de 2013 - 12:44

    Ju Romano, muito linda. ;)

  89. ludmila
    03 de janeiro de 2013 - 12:52

    Amei o post, mas ao clicar na página da Nadia, achei o cúmulo ela com uma raposa pendurada no ombro e achando isso lindo. Esse tipo de pessoa,não serve como inspiração pra ninguém.

  90. Sheila
    03 de janeiro de 2013 - 13:09

    Bruna em 02 de janeiro de 2013 às 14:00 disse:

    O problema não é ser gordinha, é ser obesa =/ Algumas ali passaram do ponto, e vem junto os problemas de saúde, né? Quanto ao estilo, todas se vestem bem.

    è isso mesmo, acho que existe uma diferença entre pluz size obesa mórbida, não é só uma questão de estilo. e faltou uma representante brasileira que gosto muito a Lari Dias do My fashion way!http://www.laridias.com.br/

  91. KK
    03 de janeiro de 2013 - 13:10

    O problema é que por esse modo de pensar, e essa “ditadura da beleza”, muita gente acha que ser gordinha ou não ter o “corpo perfeito” é feio, e se esconde, não usa roupas que chamem a atenção etc.
    E não, n]ao está mais fácil achar roupas legais plus size. Tirando uma ou duas iniciativas de marcas grandes.. de resto só tem aquela modinha pra gordina horrorosa.

    bjo bjo

    Adorei o post Gabi! Todas as blogueiras mui estilosas :)
    Torço para conseguirmos comprar roupas legais assim aqui no BR.

  92. Lais
    03 de janeiro de 2013 - 13:16

    Elas são fantásticas! Parabéns também Lia, porque de todos os blogs que eu sigo, o seu é um dos únicos que postam sobre as ”Plus Size”.

  93. Flávia
    03 de janeiro de 2013 - 13:52

    Meninas, vocês poderiam fazer também um post voltado para meninas altas. Mas que não sejam aquelas magricelas (porfa, rs).

    beijos.

  94. Marijleite
    03 de janeiro de 2013 - 14:15

    Acho que o mais importante é não ter problemas de saúde por causa do peso. Vestir 36 ou vestir 46 não é o que vai te fazer feliz, e sim gostar do seu corpo e cuidar dele. Cuidar da auto-estima, se sentir bem quando se olhar no espelho e saber que você é bonita e que faz o que deve pela sua saúde. Não é por que você tem 15,20 ou 30 quilos a mais que você não tem direito de vestir determinada roupa, e as lojas e marcas precisam entender isso e perceber que existem consumidores de todos os tamanhos.
    *Percebo que a numeração das roupas varia muito de marca para marca, tenho calças 36 e 42 que me servem, como entender?
    http://www.petalasdeliberdade.blogspot.com

  95. Isabela
    03 de janeiro de 2013 - 14:38

    Eu não me considero gorda, mas realmente estou umas medidas acima do “ideal”, com as curvas meio exageradas, e já que sou meio baixa, um pesinho a mais faz muita diferença. Fui em uma Forever 21 e procurei saias de minha medida, normalmente “M”, mas até as “L/G” estavam meio “coladinhas” lá. Indaguei com minha tia que naquela loja gordinha não tinha vez (não reclamando de meu corpo, sim falando de um público geral)e uma brasileira ouviu e veio me falar para eu parar de nóia! hahaha

  96. Silvana
    03 de janeiro de 2013 - 15:11

    Muito bom o post adorei parabéns….
    Bjo e boa semana

  97. Rafa
    03 de janeiro de 2013 - 15:20

    Amei o blog da Georgina e o estilo dela, Lolita, super kawaii! O cabelo dela, rosa é mt louco kkkk

  98. Dilla
    03 de janeiro de 2013 - 15:43

    Nem todas aí realmente podem ser consideradas plus size.
    Aprendi na faculdade que os manequins usuais são até o 44. Do 46 ao 52 é considerado normal size. E só a partir do 54 é plus size. Uma ou duas desse meio podem ser consideradas plus size, mas ainda é comum acharem isso, até porque esse certo tipo de estudo ainda é muito novo.
    E sim, acho lindo que elas “quebram regras e padrões de vestimenta”, porque também nas minhas aulas (eu fiz graduação em moda), aprendo que as mulheres mais gordas não podem usar nem metade do que elas usam, mas se não usassem iam ser todas boring e básicas. Gosto de gente que ousa e sabe como ousar e elas arrasaram!

  99. M.
    03 de janeiro de 2013 - 15:54

    Nossa adorei o post!! Acho que todas elas podem servir de inspiração para muitas pessoas, inclusive para mim. Eu amei o modo como elas se vestem e são super estilosa. http://descobrindomundos.blogspot.com.br/

  100. Dany
    03 de janeiro de 2013 - 19:06

    Belo post Lia.. Elas são uma boa inspiração para muitas meninas!

  101. Julia Rafalski
    03 de janeiro de 2013 - 22:55

    Gostei muito do post, embora concorde com as meninas que algumas delas nem seriam consideradas plus-size. Algumas parecem ser beeem altas, o que faz necessário ser mais encorpada e não gorda. Afinal de contas, como diz meu pai, “saco vazio não para em pé” e nem saco meio cheio. ;)
    A moda tem mudado bastante e percebo isso como psicóloga, o que eu acho bem engraçado. Depois do surto de uns 3 anos de anorexia e bulimia, o mundo acordou para a necessidade de popularizar o corpo saudável e não o corpo magro. Estar na moda é também usar as tendências, mas mais que isso, é se sentir confortável na roupa, no meio social, ao se olhar no espelho…
    Insatisfação com o corpo é normal em todos os pesos e tamanhos, dependendo da roupa. Vestir um pensamento saudável e uma roupa confortável é a melhor coisa do universo.

  102. Leticia
    04 de janeiro de 2013 - 00:42

    Que post incrível! Adorei!

  103. Ashley Rose
    04 de janeiro de 2013 - 04:15

    nawww thank you xx

  104. Thais Teles
    04 de janeiro de 2013 - 10:45

    Algumas eu já conhecia e eu acompanho mt a blogueira do Ju Romano. Adoro os looks que até eu que sou magrinha gostaria de usar.
    Eu acho a Nadia do US P-E-R-F-E-I-TA! Ela tem um carão para as fotos e os looks são fantasticos também.

    Adorei seu post, Sylvia. Ficou lindo!

    Beijos

  105. Iris
    04 de janeiro de 2013 - 11:39

    Achei esse post um exemplo pra quem acha que por estar acima do peso não pode se vestir bem e segui tendências. Meu corpo é 42/44, mas só quadril, então pra mim sempre é complicado comprar biquinis, vestidos, pois o que serve em “cima” fica apertado demais “em baixo”.
    Mas é isso, o importante é ser feliz (:

  106. Hallana
    04 de janeiro de 2013 - 12:55

    Parabéns Lia, pelo post! Adorei a iniciativa.
    Faço parte desse grupo seleto das meninas ‘plus size’ e sofro bastante pra encontrar peças no meu tamanho. As roupas para gordinhas disponíveis nas lojas são sempre com cara de ‘idosa’. Eu odeio isso…
    Mas essas bloqueiras, confesso que não as conheciam, têm um estilo próprio lindo.

  107. Cida Almeida
    04 de janeiro de 2013 - 14:12

    Super admiro a Ju Romano.. leio o blog dela diariamente e acho mto legal ela falar de aceitação e moda pra meninas com curvas, como ela gosta de dizer! Vou visitar os outros blogs tb..

  108. Belly
    04 de janeiro de 2013 - 14:16

    A Tanesha Awasthi é maravilhosa! Adorei o estilo dela! As outras meninas tbm estão lindas, com certeza elas servem de inspiração pra todas nós. Sempre nos preocupamos sobre os defeitos, achamos isso e aquilo feios e não valorizamos o que temos de melhor. E elas estão aí pra provar que TODAS as mulheres são belas, e têm características próprias e mágicas que fazem cada uma especial e bonita do seu jeito… Lindas³
    bjo

  109. steffany
    04 de janeiro de 2013 - 19:55

    adorei os looks!!!
    a Ju Romano eu já conhecia mas as outras não!!!
    achei cada uma mais sensual que a outra!! lindas!!

  110. Raissa Kahn (@RaissaKahn)
    05 de janeiro de 2013 - 09:21

    Adoro quando nas dicas de moda daqui vcs postam looks de blogueiras plus! Pra nós gordinhas é sempre difícil imaginar como uma tendência veste, quando não existem peças disponíveis por aqui…

    Se eu pudesse acrescentar duas blogueiras plus brasileiras que se vestem super bem nessa listinha, seriam a Paula Bastos (www.grandesmulheres.com) e a Vanessa Raya (www.sapatinhodecristal.com) que dão show de estilo e não perdem em nada pras gringas :)

  111. Lidia
    05 de janeiro de 2013 - 12:56

    é muito legal ver elas mesmo não tendo o corpo “ideal” conseguindo se vestir tão bem,mas morar no Brasil é um problema a mais né,porque por mais que a vontade de se vestir bem esteja presente ,conseguir achar uma roupa que fique adequada ao nosso tipo de corpo (eu visto 46) é muito difícil e quando a gente acha algo legal,é de lojas caras ,eu amei o post,é de iniciativas como essa que o mundo da moda precisa

  112. Kah
    07 de janeiro de 2013 - 10:55

    Essa Allison Teng é linda demaaaais!!

  113. Simone Carvalho
    07 de janeiro de 2013 - 19:44

    E S P E T A C U L A R ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! !

  114. Paty Zambrini
    07 de janeiro de 2013 - 21:51

    AMEI esse post! MESMO!
    Está na hora de a moda comercial ser de todas para todas e não dividida!
    Acho uma grande tendência e que as plus size percebessem que estar fora dos padrões da moda não quer dizer que temos que nos esconder ou vestir roupas sem estilo.

    E pra mim, Ju romano é a mais linda! *-*

  115. Wendyel
    08 de janeiro de 2013 - 09:40

    Gabi amei o post! Há tempos que quero postar algo para as meninas mais cheiinhas. E não tinha tantas inspirações >.<
    Quero fazer isso pois tenho uma amiga que sofre muito com isso.

  116. Ana Paula
    08 de abril de 2013 - 21:07

    Amei a Gisella!

  117. Mariana Moura
    08 de abril de 2013 - 21:25

    Cara, que meninas lindas! Algumas eu já conhecia, outras fiquei fã. Eu sou só um pouquinho gordinha, nem sei se dá pra considerar e tenho muito medo de usar essas roupas lindonas, como calça colorida ou estampada, por exemplo. Tomara que agora eu crie coragem.

    http://naninhamoura.blogspot.com

  118. Angelina
    08 de abril de 2013 - 22:31

    Não concordo com isso de “não deveriam nem ser consideradas plus size”. Gente! Plus size significa “tamanhos grandes”. Quem veste a partir do 46 é plus size! Não importa se é porque ela tem 1,50 e é bem gordinha, ou se porque ela tem 1,80 e é grandona, ou se tem 1,65 e tem coxa grossa. Acima do 46 é plus size, isso não é ruim! É só o tamanho da nossa roupa!
    Quem calça acima do 40, por exemplo, é considerada “tamanho grande” para calçados. É só uma denominação, não ofende ninguém não!
    A questão é, todas as marcas deveriam fazer roupas de todos os tamanhos. E padronizado!
    Já pensou? Você calça 38, vai numa loja pede um sapato e dizem: “Ah, não trabalhamos com essa numeração. Só temos até o 36, não é o nosso público alvo”. Ou então você pede um sapato 38, vem escrito “38” nele mas ele equivale a um 36! “Puxa, será que meu pé cresceu?”.
    Pois é… troque os sapatos por roupas e você vai entender o que passamos para encontrar um jeans!

  119. Blog do Marcus Ayres
    12 de abril de 2013 - 12:26

    Gente, parabéns pelo post! Para os meninos, eu falo de moda plus size no meu Blog.

  120. anny karoline
    03 de maio de 2013 - 23:16

    adorei teu blog , é perfeito *

  121. […] Não vou linkar blog por blog. Se quiser todos, corre no Just Lia: http://www.justlia.com.br/2013/01/15-blogueiras-plus-size-estilosas/ […]

  122. Thamiris Desirré
    30 de dezembro de 2013 - 14:04

    Achei o máximo a matéria, há algum tempo já sigo essas blogueiras e já havia feito um post também sobre elas, mostrando que moda, bom gosto, e beleza não se mede por número de manequim!

  123. Karolyne S.
    28 de janeiro de 2014 - 12:45

    Sou apaixonada pela Jay Miranda há algum tempo que sigo o blog dela e ela tem um estilo muito lindinho e um carisma incrível! ♥

  124. Lyh Sousa
    29 de janeiro de 2014 - 10:35

    Acho ridículo essa “ditadura da magreza”, que a sociedade nos impõe, que temos que ter manequins 34/36 para sermos consideradas pessoas realmente bonitas.
    Eu acho realmente lindo uma pessoa plus size, a mídia deveria impor a felicidade e o estado de espirito da pessoa, e não o tipo físico de cada um, porque hoje sou magra, mas com o passar do tempo irei ficar velha e não serei a mesma magra que sou hoje e o que restará ? A minha felicidade e o meu estado espirito.

  125. erica
    07 de março de 2014 - 17:34

    amei os estilo, sempre achei muito dificil me vestir,pois a parte de cima fino e quadril muito grande,sempre fica desproporcinal,parece que esquecem destas opcoes nas lojas, calcas maiores com detalhes atuais pq acham q gordinha nao gostam de estrass no bolsos, oncinhas, brilhos ,eu particularmente amo brilho,bjos.

  126. […] que eu não poderia deixar de fazer uma segunda edição. Ainda mais porque os comentários que o primeiro post, de janeiro de 2013, recebeu foram incríveis. […]

  127. cecilia
    12 de setembro de 2014 - 17:43

    me antecipei as atuais blogueiras, sempre fui gordinha, assumi , realizei meus sonhos e sou feliz. Sempre tb gostei de moda . Hoje estou com 65 anos , bem de saúde e coração jovem. Me visto conforme o humor , ora clássica , ora na botinha ou na saruel , conforto e charm. Não tem essa de idade , tenho senso critico e muita auto estima. Tenho meu estilo , sou admirada e copiada. E ter personalidade e nem pensar em plus size , e sim esta bonita..O segredo e confiança e realização. Beijo a todas as gordinhas

  128. Mel Rocha
    08 de julho de 2015 - 22:27

    Oi Gabi, também tenho um blog plus size. Falo tudo sobre o universo das gordinhas. http://melplussize.com

  129. Natália Camargo
    02 de outubro de 2015 - 15:16

    Tem a brasileira Jessica Lopes do Femme Fatale

8assista Just Lia TV no youtube9
Outros vídeos
8siga @kittykills no instagram9