Home » Ser mãe
28 de abril de 2016 - 10:09
46
Pessoal

Ser mãe

dia-das-maes-pandora-001

Para mim, ter filhos sempre foi uma ideia de algo que aconteceria naturalmente. Eu nunca tive fixação pelo assunto, simplesmente achava que um dia isso ia ser parte da minha vida. Sei que existem aquelas mulheres que se planejam completamente, ou que viram mamães por acaso. Somos únicas e na maternidade não poderia ser diferente, não tem regra. Comigo foi simplesmente uma ideia que foi fluindo devagar, até chegar a hora!

O Dani e eu começamos a falar disso há pouco mais de um ano, sempre de forma leve… Aos poucos a ideia foi aparecendo nas nossas conversas e ideias. Sabe aquilo de “já pensou se a gente tivesse um filho?” ou “imagina quando a gente tiver nosso filhinho!”?! Já faz um tempo que nossa rotina de trabalho e vida juntos está organizada e, acho que quando a gente tem essa sensação de plenitude, é hora de avançar pra próxima fase.

Tem uma frase que diz que: quando o amor de duas pessoas não cabe mais dentro delas, nasce uma nova vida. Por mais piegas que possa parecer, é bem assim que sinto! Não que a gente se amasse menos há 4 anos, mas as coisas estão tão bem agora, somos um casal tão feliz… Porque não multiplicar isso?!

Já ouvi muitas amigas que viraram mães falarem que você descobre o maior amor do mundo ao ter um filho. E é exatamente essa a maior expectativa que eu tenho. Como algo que eu já considero perfeito, poderia ficar ainda maior?! Será que é algo que vai acontecer no segundo que ele nascer?! Ou algo que vai começar pequeno e ficar gigante conforme a gente se acostuma um com o outro?

Do dia em que eu descobri a gravidez até boa parte do começo, o sentimento já era de alegria mas era meio desconfiado. Sei lá, você não tem certeza de nada, não vê sinal nenhum de bebê ali (só um monte de sintomas chatos!). Daí vem o primeiro ultrassom e tudo começa a mudar: você ouve aquele coração microscópico batendo depressa e não tem coisa mais poética. É só um embrião, mas seu primeiro e mais importante órgão já funciona. Não é por acaso que a gente relaciona o amor ao coração. Segundo ultrassom então, eu chorava e tremia, aquele borrão cinza no televisor começa a ganhar formato, já tinha pézinhos e mãozinhas e até um “começo” de nariz. Dentro de mim. Me desculpem os homens, mas como é sensacional ser mulher e portar esse milagre.

Chego ao meu primeiro Dia das Mães com pouco mais de 5 meses de gestação e além dos “encontros” via ultrassom no consultório, agora ele me lembra o tempo todo que está aqui. Estica a cabeça, estica os pés, gira e vira, a cada hora sinto uns balancinhos num ponto diferente da barriga. Apesar de ser sutil, pulo de felicidade quando eu consigo olhar pra barriga e ver um movimento! Assim não me sinto tão boba conversando com alguém que ainda não nasceu.

dia-das-maes-pandora-006

Independente de como vai ser esse amor que eu espero descobrir, nossos laços vão sendo criados semana após semana. Cada novidade do desenvolvimento do bebê traz uma nova emoção pra mãe. E isso muda a gente, porque eu sei que tudo o que eu faço agora, reflete nesse serzinho que depende 100% de mim pelos próximos meses…

Sei que o mais importante ainda está por vir depois que ele nascer, com tudo que vou ensinar, cada cuidado e as inspirações que quero passar. A influência que erros e acertos terão. As tradições que vêm da minha própria criação e continuarão. Mas desde já, a gente descobre que não existe conexão mais poderosa que a da maternidade. E aos pouquinhos, vou me sentindo pronta…

Te vejo em Agosto, filho.

dia-das-maes-pandora-003

dia-das-maes-pandora-004

dia-das-maes-pandora-005

dia-das-maes-pandora-002

dia-das-maes-pandora-007

Esse post foi inspirado na campanha de PANDORA sobre o Dia das Mães, “Toda Mãe é Única”. Assista:

A coleção linda e inspiradora de Dia das Mães já está nas lojas, clique aqui e encontre a mais próxima de você!

Post Anterior
As ilustrações de heroínas de Marciano Palácio
Próximo Post
Estilo de blogueira: Beatrice Gutu
...Comentarios...
46 Comentários

Para usar avatar, cadastre-se com seu email em gravatar.com
  1. Bruna
    28 de abril de 2016 - 11:21

    Lia, que post lindo! Que bacana que é acompanhar o surgimento de uma mãe e consequentemente da sua relação com seu filho.
    Boa sorte com seu leãozinho. ♥

  2. Adriana
    28 de abril de 2016 - 11:22

    Cada dia mais linda. É visível o quanto você está feliz que Deus abençoe cada dia mais essa mamãe e esse bb. Saúde e muita paz pra você. Bjo.

  3. Yasmin
    28 de abril de 2016 - 11:22

    Quer liindoo! Eh exatamente assim no segundo em que ele nasce algo muda, acho que é a mãe que tem dentro de nós nascendo junto, puro amor ❤️

  4. HENOIA LUCIANA DA SILVA SAMPAIO
    28 de abril de 2016 - 11:26

    Lindo texto, Lia!

  5. Bárbara Chirieleison
    28 de abril de 2016 - 11:43

    Que lindo Lia! Feliz Dia das Mães!!
    Fiquei emocionada com suas palavras, acho que ser mãe (ainda não sou) é como um relacionamento, cada um faz suas regras, segue aquilo que acredita e ama, e é único!

  6. Mané Cerdeira
    28 de abril de 2016 - 11:49

    Ser mãe é uma aventura inexplicável, é começar uma obra prima que nunca está acabada, é uma ligação que ultrapassa todas as barreiras, adoro ser Mãe :)

  7. Aline
    28 de abril de 2016 - 12:00

    Nossa Lia que post lindo! Também estou grávida, de 18 semanas e comigo foi exatamente assim que aconteceu. A gravidez foi algo que veio como consequência do amor. Estou nessa plenitude e a cada dia amando mais esse serzinho que cresce dentro de mim.
    Parabéns pelo blog.
    Beijos

  8. Larissa
    28 de abril de 2016 - 12:09

    Que texto lindo Lia! Muito emocionante mesmo pra quem ainda não passou por essa sensação. Muita luz e (mais) amor pra vocês! ❤️

  9. Jéssica Vieira
    28 de abril de 2016 - 12:12

    Caindo em lágrimas de emoção com esse texto, Lia! Que declaração mais linda de afeto, de amor e de descobertas. Daqui de tão longe, até eu estou ansiosa pela chegada do seu bebêm que tenho certeza: virá ao mundo cheio de amor e de saúde! <3 Amei TODAS as fotos também, mas a da mãozinha no ultrassom me fez chorar na hora! hahaha E olhe que nem sou mãe… Um beijo enorme!

  10. Deia
    28 de abril de 2016 - 12:13

    Sorte! <3
    Tem aquelas que amam seus maridos e que mesmo gastando o que não tem com tratamentos, não conseguem.

  11. Lisiane
    28 de abril de 2016 - 12:42

    Coração de mãe é tão mole! Chorei!
    Muito lindo como você já consegue sentir e se expressar tão bem desse amor! Só melhora, viu?

  12. Paula
    28 de abril de 2016 - 13:32

    Que relato lindo!!! Você está tão linda, seu rosto irradia felicidade, plenitude! Deus abençoe sempre sua família!

  13. Valéria Hernandorena
    28 de abril de 2016 - 13:39

    Oi, Lia!
    Que lindo o post, o seu texto é sempre super fluido e as fotos ficaram mto doces.
    Adorei o layout novo, só está meio difícil de ler no celular. O meu é o moto g3, não sei se outras pessoas estam sentindo a mesma dificuldade!
    Bjs!
    http://1pedranocaminho.wordpress.com

  14. Valéria H
    28 de abril de 2016 - 13:39

    estam foi bom, né… estão! bjs

  15. Chell
    28 de abril de 2016 - 13:55

    Eu falei que ia chorar. =,D
    Sabe, eu tenho estas mesmas dúvidas…. será que no dia que ele nascer muda tudo? Será que eu vou sentir esse amor de mãe que todas falam? E se eu não sentir? Será que serei uma mãe boa?
    Um dia, assim como você, a ideia vai surgir e espero sentir tudo isso. Certeza que vai ser lindo, assim como está pra você. Estou AMANDO acompanhar uma pessoa que admiro a tanto tempo na internet sendo mamãe =D

  16. Chell
    28 de abril de 2016 - 13:56

    Ué, será que não foi meu comentário? Vou de novo =D

    Eu falei que ia chorar. =,D
    Sabe, eu tenho estas mesmas dúvidas…. será que no dia que ele nascer muda tudo? Será que eu vou sentir esse amor de mãe que todas falam? E se eu não sentir? Será que serei uma mãe boa?
    Um dia, assim como você, a ideia vai surgir e espero sentir tudo isso. Certeza que vai ser lindo, assim como está pra você. Estou AMANDO acompanhar uma pessoa que admiro a tanto tempo na internet sendo mamãe =D

  17. Livia Kizli
    28 de abril de 2016 - 15:15

    Que post mais lindo, essas fotos, o texto… Senti tanta verdade e tanto amor… você é uma graça Lia!

  18. Giovanna Bellotto
    28 de abril de 2016 - 15:39

    Nossa, Lia… Que texto maravilhoso!
    Acompanhar o crescimento desse amor é emocionante.
    Desejo a você um Feliz dia das Mães e muita, mas muita felicidade para você e para o Dani.
    Um abraço em você e no bebê <3

  19. CATARINA ROCHA
    28 de abril de 2016 - 15:40

    Lia, lendo no trabalho e meus olhos quase transbordam, só não,pq né, não tinha como dizer que era por que uma planilha do excel travou ou coisa parecida, kkkkkkkk
    não sou mãe, mas senti a emoção em cada palavra sua.
    Ah, curiosa pelo nome. Bjão!!

  20. Lady Cat
    28 de abril de 2016 - 15:48

    Que amor. Parabéns

    bjs

    http://ladycatblog1.blogspot.com

  21. Nathalya
    28 de abril de 2016 - 16:41

    Lia, que texto lindo! É de se emocionar!
    Dá vontade de te ver e te abraçar (um dia eu ainda a conheço pessoalmente rs!).
    Fico feliz de poder acompanhar as fases da sua vida, lembro do seu casamento, de tantas coisas e agora temos essa expectativa em ver o baby nascer, de saber como ele vai chamar, enfim, me sinto como uma titia virtual rsrs.
    Desejo de coração mesmo, tudo de melhor pra você e sua família! Que Deus sempre abencõe com muita saúde e felicidade, e que dê tudo certo com a chegada do bebê!
    Beijos

  22. Joyce Corrêa
    28 de abril de 2016 - 16:42

    Caiu um cisco nos dois olhos aqui enquanto eu lia este post. Acho que um dos mais bonitos que já li aqui no blog <3

    Só não sei dizer ao certo o que eu achei mais bonito: o texto ou as fotos! estão realmente LINDAS.

    Bjs!

  23. Karina Tanaka
    28 de abril de 2016 - 17:03

    Poxa Lia, vc tem que começar a colocar avisos do tipo “contém altas doses de emoção” antes do texto! Li dentro do busão e as lágrimas começaram a escorrer kkkk uma moça até quis que eu sentasse. Incrível que msm sendo um publi deu pra sentir toda sua emoção e sentimentos desse momento. Que linda mãe vc está se tornando ^.^

  24. Liu
    28 de abril de 2016 - 17:33

    Lia, que lindo! Tive que me segurar para não chorar no meio da quadra da escola! (Ignorando a educação física para ler JustLia, quem nunca? Kkkk)
    Espero que um dia eu sinta e viva toda essa maravilha que você está sentindo/vivendo, mas por enquanto digo apenas que, de uma vez ou aos poucos, esse bebê será (e já está sendo, né?) muito amado e com certeza vai amar de volta!
    Estou aqui para o que precisar como você esteve (talvez sem nem saber) quando eu estava precisando.
    Parabéns por essa barriga linda e esse bebê mais lindo ainda que está aí dentro!
    Beijos ❤️

  25. Aline
    28 de abril de 2016 - 17:35

    Lia, muito muito muito lindo esse post. Eu te acompanho desde 2010 mais ou menos, mas nunca comentei. Porém essa sua fase é tão linda e tão especial, e a forma que você encara e passa isso é mais ainda que me deu uma vontade enorme de desejar que cada dia dessa nova etapa seja abençoada e iluminada. E te dizer que vou estar torcendo para que tudo dê muito certo, como já vem dando. Obrigada por ter feito parte da minha vida todos esses anos e por de várias formas ter agregado muitos sorrisos, muita felicidade e por agora ter enchido meu coração de amor.
    Você é especial. Torço muito por você! Felicidades!! Beijos.

  26. Ana
    28 de abril de 2016 - 18:01

    Lia, acompanho o seu blog a um tempão e essa é a primeira vez que posto algo.
    Sinceramente, nunca vi tanto sentimento botino em um texto! Isso só me lembra a cada dia do quanto as nossas mães se surpreenderá e sofreram com a nossa chegada! Quanto mais eu cresço e me desenvolvo como mulher, eu penso nos perrengues e nas conquistas que a minha mãe teve comigo. Não sei, hoje, se a maternidade será algo presente na minha vida; mas eu vejo muitos claro que não existe coisa maior do que o amor de mãe.
    Parabéns pelo bebezinho que chegará.
    Continue sempre assim!

  27. Thayssa
    28 de abril de 2016 - 18:06

    Que lindo texto e que momento lindo que você ta vivendo! Imagino que tenha sido bem emocionante relatar tantas sensações e sentimentos novos que envolve a maternidade porque é uma coisa que você precisa sentir pra entender e que nem sempre vai conseguir ser bem expresso com a grandeza que se sente. Eu me derreti toda aqui, sonho muito um dia ser mãe apesar de também achar que isso vem naturalmente. Beijios, Seu neném é lindo (superfotogênico na ultra) e feliz dia das mães

  28. Camila Castro
    28 de abril de 2016 - 18:58

    Lia, que texto lindo! Deu pra sentir todo o seu sentimento e ansiedade para esse momento tão especial na sua vida. Quando cheguei na frase “Não é por acaso que a gente relaciona o amor ao coração”, me derreti. Deve ser indescritível a sensação de ouvir o coração de outra pessoinha batendo dentro de você. Uma nova vida ali, tão pequena, e que você é tão responsável por ela. Tenho o mesmo pensamento que você: sempre achei que a gravidez é uma etapa natural e ainda melhor se ela acontecer em um momento da vida em que estamos preparadas para que nasça um bebê e também uma mamãe <3 Te desejo toda a felicidade do mundo e toda a saúde para o pequeno que está por vir. Beijos e feliz primeiro dia das mães!

  29. Lívia Santana
    28 de abril de 2016 - 19:20

    Olhinhos cheios de água ! *-* Owww Lia, que Deus abençoe a sua gestação e sua vida de mamãe. :**

  30. Barbara
    28 de abril de 2016 - 19:49

    Você tá mais bonita ainda na gravidez Lia, sua felicidade dá pra sentir no olhar! Que texto mais lindo, que sutileza, não sou mãe ainda mas compartilho do pensamento de que a maternidade flui, acontece naturalmente. Muitas felicidades pra essa família linda! <3

  31. Thais Flipsen
    28 de abril de 2016 - 21:12

    Lindas palavras Lia!!! Amei seu texto! Eu também penso que é algo que vai acontecer naturalmente na minha vida, como fases que vc vai passando tipo no jogo de vídeo game não é!? Hehehe
    Beijooooos Lia!!! Não vejo a hora de conhecer seu filhinho!!!

  32. Diane
    28 de abril de 2016 - 21:41

    Lia , leio sei blog tem tempo, mas depois que vi que estava grávida tirei um pouco a minha nóia da Zica, e pensei que também não deveria mais adiar minha vida. Não pensei que engravidaria logo, estou de 7 semanas, e adorando suas dicas e vídeos sobre sua gestação! Beijo grande! Que Deus te abençoe!

  33. Erika/SP
    29 de abril de 2016 - 07:21

    Oi Lia linda!!! Vc sempre nos surpreende com seus textos tão delicados e cheios de amor…..ainda não sou mãe, mas tbm tenho pensado muito nesse assunto, e sobre o que vc disse, é verdade, chega uma hora na vida que a gente precisa avançar em mais uma etapa! Tô amando te acompanhar em mais uma fase da sua vida!!!! :) Já tô pegando umas dicas suas pra quando for a minha vez….heeheh Beijocas e um ótimo fds!!! :)

  34. Joice Laís
    29 de abril de 2016 - 08:18

    CHO-REI! É exatamente isso que sinto, mas vc conseguiu traduzir tudo em belas palavras! Que tenhas um Dia das Mães maravilhoso!

  35. Julia
    29 de abril de 2016 - 09:00

    Q lindo Lia, Deus abençõe vocês. Bjs

  36. Juliana
    29 de abril de 2016 - 09:06

    Oi Lia! Imagino quanta emoção! Como lidar com este turbilhão de sensações? Hummm, acho que a decisão de ter um filho vai amadurecendo aos poucos, a cada dia. Aí num belo momento, o casal já percebe que se acontecer, tudo será aceito de forma positiva. Rumo à nova empreitada.
    Jesus os abençoem! Debaixo da proteção da Santa Mãe de Deus.

  37. Fernanda Alves Gomes
    29 de abril de 2016 - 09:09

    Lia, que post mais lindo!!!! Não sou mãe e isso ainda não é uma coisa que planejo pra agora, mas me emocionei lendo seu texto! Você fez com que eu experimentasse um pouquinho do como você está se sentindo agora!!! Ser mãe deve ser maravilhoso, espero que sua felicidade só aumente com a chegada dele e que transborde muito amor entre vocês!!!!!
    Beijos

  38. Carol Costelini
    29 de abril de 2016 - 09:16

    Lia que post mais doce <3
    Desejo muita felicidade pra vocês, que estão sempre trazendo boas energias pra nós. Que Deus abençoes esse pequeno e que ele venha cheio de saúde. Feliz primeiro dia das mães!

  39. Gabriela Rocha
    29 de abril de 2016 - 10:34

    Caraca, chorei com esta mensagem linda que você fez para seu filhinho. Que venha com muuuuita saúde !!!
    Parabéns mamãe s2

  40. Jessyca Vieira
    29 de abril de 2016 - 10:52

    Coisa mais linda Lia! Chorei horrores <3

  41. Erika
    29 de abril de 2016 - 13:13

    Lia, esses sentimentos de grávida (ainda mais de primeira viagem, eu imagino) são mesmo impressionantes. Eu tenho muita vontade de estar grávida novamente, apesar das milhões de dúvidas se é a hora certa de ter mais um… E eu queria te dizer uma coisa, com todo o amor do mundo, viu? E só estou tomando essa liberdade pq no seu último diário de gravidez vc reclamou que ninguém nunca te avisou sobre as dores pélvicas na gravidez! heheh Então agora vou te falar uma coisa que algumas mães comentam na blogosfera, mas tenho quase certeza que ninguém vai te dizer isso pessoalmente: tornar-se mãe é maravilhoso, mas também é muito difícil, e pode ser um baque muito grande para o relacionamento do casal. Eu e meu marido também estamos juntos há muito tempo, vai fazer 14 anos em junho, e aconteceu exatamente como vc descreveu: tudo estava tão perfeito que achamos que era a hora certa! E claro que não nos arrependemos nem um segundo de ter tido nossa filha, porque ela é o sol das nossas vidas! Mas a chegada dela virou tudo de cabeça para baixo! As mudanças da rotina, mais o cansaço, mais as obrigações, as preocupações, etc… Eu não quero desabafar tudo pelo que passamos, mesmo pq cada um é cada um. Mas meu conselho é: converse com seu marido sobre tudo o que estiver sentido, mesmo que seja difícil por causa dos hormônios e do possível baby blues, e peça pra ele te falar o que está sentindo também, mesmo que ele diga que está tudo bem, mesmo que ele seja do tipo que não fala dessas coisas… Peça ajuda quando sentir que não está dando conta de tudo. Não fique se cobrando para que tudo seja perfeito, pq isso não existe. E procure entender e aceitar que a vida nunca mais será como antes. Mas não deixe as “perdas” te deixarem triste. O que vc ganha sendo mãe da coisinha mais fofa do mundo faz TUDO valer a pena! É, sim, o maior amor do mundo!

    • Lia
      29 de abril de 2016 - 21:25

      Erika, obrigada pelas palavras sinceras mas delicadas. Com certeza é uma preocupação como o relacionamento vai ficar no meio desse turbilhão. Já passamos por muitos momentos difíceis de crise, mas superamos.. Acho que vai dar tudo certo! <3

  42. Natasha Romaszkiewicz
    01 de maio de 2016 - 20:56

    Chorei! Que coisa mais linda, Lia! Que fotos lindas, que texto lindo…. Feliz Primeiro Dia das Mães adiantado! Não vejo a hora de ver o rostinho desse baby lindo (:

  43. Talita Rodrigues Nunes
    02 de maio de 2016 - 13:20

    Pois é, Lia… também acho que a mulher tem privilégios em relação aos homens numa gravidez. Sentir um bebê crescendo dentro da gente é mesmo mágico!
    Mas ó, tenho que te dizer uma coisa: pelo menos para mim, o amor – esse infinito e imensurável que tanto falam – não foi à primeira vista.
    Escrevi sobre isso aqui:
    http://somelhora.com.br/index.php/2015/10/15/terceiro-mes-do-bebe-amor-que-nao-foi-a-primeira-vista/

  44. Franci Pacheco
    02 de maio de 2016 - 15:57

    “Te vejo em Agosto, filho.”, e a hora que li essa frase, me arrepiei inteira, que liiiindo Lia *-*

  45. […] Grávida já pode por na conta como seu primeiro dia das mães […]

8assista Just Lia TV no youtube9
Outros vídeos
8siga @liacamargo no instagram9